Mamma Mia 2 - Lá Vamos nós de Novo (2018) | Crítica



...Vamos!



Sem medo de parecer piegas, o primeiro filme da saga abusava de números musicais cafonas e divertidos para entreter o público, com personagens cativantes e um elenco fortíssimo que parecia estar se divertindo enquanto atuava, Mamma Mia nos deixava levar por esse sentimento e ignorar todas as características que em outro contexto seriam apontadas como defeitos. Claramente sua sequência já esperava isso de seu público e se apoia nisso para seguir, além do sentimento saudosista, já que se passaram 10 anos desde o primeiro filme, tanto no longa como na vida real, e temos a filha de Donna buscando sua independência em paralelo a flashbacks de Donna em sua época jovem em busca de sua independência, liberdade e felicidade.


No entanto, o filme demora muito a justificar sua existência, não há um conflito tão interessante de acompanhar por grande parte do longa e o paralelo entre o passado e o futuro é desconexo em grande parte do filme, assim como as relações estabelecidas por Donna são rápidas demais para justificarem toda a intensidade do futuro. Além dos números musicais serem mal dirigidos e até coreografados, restando poucos números memoráveis durante a trama,alguns sim são excelentes já lá pro final do longa quando tudo parece finalmente engatar, e isso vale para o que o filme queria dizer, como também as canções. Em certos momentos o roteiro fica claramente trabalhando em cima das músicas e sua história, e quando isso se torna perceptível em um musical é sempre um erro, já que o desenrolar da trama e das relações se tornam artificiais.

Apesar de todos os problemas, o terceiro ato do filme é divertidíssimo, de encher os olhos em sua beleza e felicidade, para quem gosta do ABBA, dos personagens ou desse tipo de trama, é impossível não sair sorrindo ao final do longa que te entrega uma linda sequência de números musicais em seu desfecho e pós-crédito, praticamente um videoclipe.


Mamma Mia - Lá Vamos nós de Novo demora a se justificar, tem nobres intenções e claramente alcança em seu desfecho seu objetivo, que transmitir a pluralidade na forma de amar e como devemos valorizar o que temos ao redor e a nós mesmos, assim como entender o legado das relações que deixamos, isso sim é o mais importante na vida.

7 comentários:

  1. Oi, Jonny,

    Diante do intenso sucesso - que foi o primeiro filme -, é realmente esperado que o segundo seja tão bom (utilizando assim, os mesmos meios), mas pena que esse segundo filme seja deplorável em alguns segmentos.

    ResponderExcluir
  2. Fico um tanto nervosa quando vejo continuação de filme que adorei, já esperando menos, já sabendo que pode vir decepção e não ter toda aquela graça. Vi esse filme faz tanto tempo...mas o amor pela história e as musicas e todo esse universo da trama foi grande. Achei legal um segundo filme mais pra matar a saudade que por qualquer outra coisa. E bem, parece ter lá seus defeitinhos, mas no fim das contas ainda vale a pena exatamente por matar a saudade xD
    Quero ver como ficou. Nem que seja pelo elenco que tá bem legal já vai valer a pena.

    ResponderExcluir
  3. Oi Jonny!
    Não vi os filmes ainda acredita?
    Sempre ouvi flar bem do filme, mas não sei é o gênero, não me prendeu mta atenção, ma vou tentar ver qqr dia.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Então..rs
    Eu não curto muito musicais e se o primeiro filme já é um exagero em tudo, este segundo parece explorar ainda mais, desnecessariamente, essa parte das "musiquinhas".
    Não, isso não é ruim de forma alguma, a quem goste do gênero,mas sei lá, penso eu que tudo que é exagerado, acabe pecando e não agrandando tanto.
    Não sei se verei não.rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Oiee!
    Vi o primeiro filme e me apaixonei, apesar de não ser muito fã de musicais, esse, me ganhou. Pena que sua sequencia não tenha sido tão bem direcionada como o primeiro, porém mesmo assim é um filme que quero conferir, pra tirar minhas próprias conclusões.
    Espero ao menos que seja bem divertido.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Jonny!
    E a banda ABBA voltou com outra formação, mas fazendo mais sucesso do que nunca.
    Bom ver que o filme vale a pena, gosto de musicais e assisti o anterior, agora quero conferir esse.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Olá! Embora não curta muito musicais, gostei do primeiro filme, achei divertido, uma pena que este segundo demore um pouco para engrenar.

    ResponderExcluir