Chomsky : A reinvenção da Linguística - Gabriel de Ávila Othero, Eduardo Kenedy


Editora: Contexto
Páginas: 224
Classificação: 
Onde Comprar: https://amzn.to/380cFuU

Sinopse: A origem, a evolução e os rumos do pensamento científico de um dos maiores linguistas de todos os tempos: Avram Noam Chomsky. Com este livro, o leitor compreenderá o poder do paradigma chomskyano nos estudos da linguagem que reinventou a Linguística nos anos 1950, inaugurando uma agenda de pesquisa que se manteve fecunda ao longo das décadas e que ainda hoje permanece em plena atividade e vitalidade.“Os esclarecedores capítulos reunidos aqui analisam e investigam questões fundamentais que orientaram a investigação da Gramática Gerativa desde a metade do século xx.” - Noam Chomsky



Confesso que sou fã de Chomsky, mas não sou muito chegada nos seus estudos, mas é inegável que para quem estuda Linguística é necessário estudar sua proposta e a Gramática Gerativa.

Em Chomsky: A reinvenção da Linguística vamos embarcar numa viagem através da teoria da Gramática Gerativa, de modo que o leitor possa não só ter uma base teórica, mas que possa entender quais são os paradigmas levantados pelo cientista.

Em um primeiro momento a obra se mostra satisfatória ao mostrar ao leitor como Chomsky iniciou seus estudos na segunda metade do século XX, seu contexto histórico e o início do que os autores chamam de "reinvenção" da Linguística. 

Após essa viagem histórica e teórica, o livro segue linearmente analisando o Estruturas Sintáticas, primeira obra do autor e sua crítica a Skinner, que redesenhou a teoria da Psicologia e da Linguística. Seguindo na sequência, extremamente inteligente dessa obra, os autores optaram por apresentar a Teoria Padrão e a Teoria Padrão Estendida. 

Temos um capítulo sobre a Teoria da Regência e os Princípios e Parâmetros estabelecidos pelo gerativismo de Chomsky, o que evoluiu mais tarde para o Programa Minimalista. Confesso que estudei o Programa Minimalista no mestrado e é uma teoria ao mesmo tempo que complexa, bastante interessante sobre a formação linguística. 

Por fim, o livro se encerra com comentários sobre as cinco grandes questões propostas pela teoria chomskiana. Como falei eu não sou uma grande estudiosa de Chomsky e apesar de muitas vezes sua teoria ter esbarrado em algum momento dos meus estudos, não pretendo seguir me aprofundando nessa área, mas eu indico essa obra para quem está querendo entender um pouco melhor a teoria e suas aplicações.

11 comentários:

  1. Admito que não é muito minha área não. Eu sou uma fujona de escola.rs
    Mas penso que livros assim, com este tipo de conteúdo sejam importantes demais não somente a quem gosta e estuda sobre as técnicas, mas também a quem deseja conhecer outros universos!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Priscila!
    Como psicóloga, sempre fui fã do Chomsky porque ele modificou demais a linguistica e forma de nos expresamos em nosso ramo.
    Independente da minha admiração, acredito que mesmo em seus estudos técnicos, seus livros trazem sempre grande aprendizado e podemos aprimorar nossa forma de escrita e consequentemente de entendimento dos textos.
    Livro sensacional.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Olá Priscila!
    É possível perceber que muitos aspectos influíram na concepção final da Gramática Gerativa, e esta obra faz um aparato bastante aprofundado, levando em consideração todo o contexto histórico vigente durante os estudos de Chomsky.
    O livro aparenta possuir um ritmo lento de leitura, afinal o leitor precisa de calma e concentração para absorver todas as informações, que com certeza alavancam o conhecimento de quem está lendo sobre o assunto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá! ♡ É a primeira vez que vejo falar de Chomsky, achei interessante saber mais sobre ele e suas teorias.
    Achei bacana que além da base teórica, o livro também apresenta os paradigmas que Chomsky levantou, além de uma viagem teórica contamos com uma viagem histórica também.
    Vou pesquisar mais sobre o cientista e suas teorias, fiquei interessada para saber mais sobre ambos.
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  5. É bom pra quem mexe com a área mesmo, não é pra qualquer leitor. Achei interessante mostrar um pouco da história dele com os estudos, mas não seria algo pra mim. Fica a dica pra quem tá estudando os assuntos da área.

    ResponderExcluir
  6. Olá Priscila!
    Eu não conheço essa teoria e também nunca tinha ouvido falar do autor, mas me interesso um pouco pela questão da gramática. Estudiosos como esse são muito importantes de serem conhecidos, principalmente na sociedade atual, pois muitas pessoas, mesmo alfabetizadas, cometem erros gramaticais bem graves ao escreverem, e confundem os locais onde usar linguagem formal e informal, o que prejudica a imagem pessoal, na hora de arrumar um emprego, etc.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Priscila
    É um livro interessante sobre as teorias de Chomsky mas nunca tinha visto nada sobre.
    Uma leitura que agrada profissionais da área e algumas pessoas que se interessam pelo assunto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Gramática é amar ou odiar.
    Me parece ser um ótimo livro para se buscar referências para trabalhos acadêmicos.

    ResponderExcluir
  9. Oiii ❤ Esse é um tipo de livro que não costumo ler, foram raras as vezes que li livros que focassem em estudos, mas achei esse um livro bem interessante, já que mostra como o cientista iniciou os estudos e fala sobre a sua teoria.
    Ainda não tinha ouvido falar desse cientista, mas foi interessante saber mais sobre essa obra sobre ele.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  10. Oi, Priscila!!
    Esse parece ser um dos livros bem interessante mais não é um livro que se ler para entretenimento e sim focado nos estudos. Mas mesmo assim gostei de conhecer essa indicação.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. A leitura do livro, para quem gosta do assunto, é uma leitura bem interessante e proveitosa. Confesso que não gosto muito de livros que envolve teorias e propostas da área linguística, então para mim não seria uma leitura proveitosa.

    ResponderExcluir