[Primeiras Impressões] Super Drags - Primeira Temporada (2018)


"Aquenda. É hora de se montar!"

Uma Dama Fora dos Padrões - Julia Quinn - Os Rokesbys #1


Follow my blog with Bloglovin
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Classificação: 

Sinopse: Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados...Esta não é uma dessas vezes.
Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia.
Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria...
Ou não.
Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente. Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso...
Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver.


Você acredita mesmo em amor a primeira vista? - Fabi Santina

Editora: Planeta
Páginas:224
Classificação: 

Sinopse: Quando nos deparamos com o amor pela primeira vez podemos perder as estruturas, fazer loucuras, viver com mais intensidade e acabar até nos esquecendo de nós mesmos. Não que amar não seja bom, mas é que ele não vem com manual de instruções, nos deixa perdidos, sem saber como agir e anestesiados. O amor por si só deveria se bastar! Mas nem sempre é assim. Somos seres humanos, queremos mais, criamos expectativas e sonhamos longe. Então vem a vida nos ensina a viver um dia de cada vez...Levei muitos tombos, engoli alguns (muitos) sapos e passei por poucas e boas. Quem nunca, não é mesmo? Mas uma lição aprendi: é impossível amar o outro se você não aprendeu a amar a si mesmo. Este livro é sobre o amor verdadeiro, mas também sobre o amor que devemos aprender a nos dar, mesmo que não seja à primeira vista. Você acredita mesmo em amor à primeira vista?'Parecia o Fim? Foi isso mesmo que aconteceu. Era o fim! Fim de longos anos! Fim de um relacionamento! Fim de uma linda história de amor! Fim do nosso futuro! Fim da minha vida! Pera aí! Fim da minha vida? Era isso mesmo? Eu estava apostando todas as fichas da minha vida e felicidade em alguém?”.

Animais Fantásticos e os Crimes de Grindelwald (2018) | Crítica (SEM SPOILER)

Ah, Newt! Não há um monstro que você não tenha amado!
A chance de assistir Animais Fantásticos e os Crimes de Grindelwald fez minha cabeça explodir de tanta emoção. Como fã do universo mágico de Harry Potter uma oportunidade como essa é inesquecível. (Priscila sabe o quanto sou louco pelo universo).

Nessa crítica, terei que me afastar do ponto de vista de fã na maior parte do tempo, pois qualquer coisa que conte sobre o filme pode ser considerado spoiler, desde a primeira cena até a ultima, então não espere que coloque o resumo ou arco.


Para quem leu todos os livros da saga Harry Potter, era compreensível já saber o que o filme traria em seu enredo. Com a saga de Animais Fantásticos é algo totalmente diferente disso. A previsão é de que sejam 5 filmes contando a história de Newt Scamander e seus animais, além de contar o drama da comunidade bruxa durante a ascensão de Gellert Grindelwald com a sua intenção de dominar o mundo bruxo e trouxa (sem magia).

Em 2016, saiu o primeiro filme da nova saga chamado Animais Fantásticos e Onde Habitam. Os fãs foram a loucura (me incluo nisso), pois não se tinha noção do que viria pela frente, tendo em vista que não havia nenhum livro contando a história por trás dos livros (há um livro chama Animais Fantásticos e Onde Habitam, escrito por JK Rowling como se fosse o próprio Newt Scamander, entretanto é apenas um catálogo de criaturas mágicas). 

No primeiro, vamos começando a ser apresentados a essa expansão do universo. Newt está em Nova Iorque para cumprir uma missão de libertar um animal. Entretanto acaba se envolvendo com ataques de seres mágicos e tendo que ajudar a encontrar o ser.


No segundo, temos a volta de Newt como personagem principal. Agora Scamander (Eddie Redmayne) está em Londres, onde volta a encontrar com os amigos americanos Queenie Goldstein (Alisson Sudol) e Jacob Kowalski (Dan Fogler), mais tarde Tina Goldstein (Katherine Waterston), em Paris. Agora assumindo o papel de recrutado por Alvo Dumbledore (Jude Law), seu antigo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas (calma aos fãs, isso é explicado no filme) para lutar contra Gellert Grindelwald (Johnny Depp), que fugiu da MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos, que inexplicavelmente foi referenciado como Ministério da Magia dos Estados Unidos) e está na França. Isso não é spoiler, pois já haviam liberado esse pequeno resumo da história.

Apesar de haver esse resumo, dois personagens já haviam sido confirmados na história: Nicolau Flameu e Nagini. Ainda que não haja tanta importância na ação dos dois durante o filme, eles são de extrema importância para o desenvolver da história (e não vou mentir, descobrir que Nagini é uma maledictus foi supreendente). Espero ver mais dos dois no desenvolver dos outros filmes (Dica: prestem atenção na parte em que Nicolau Flameu abre um livro e tente tirar suas próprias conclusões).

Nicolau Flameu

Nagini
O filme é simplesmente lindo. Desde a primeira cena, é incrível o que vemos na tela (preciso assistir mais uma vez em diversas versões para poder ver tudo o que apresentam). Se no primeiro filme não vimos a magias extraordinárias, nesse não, nesse não. É um show de imagem ver cada magia sendo executada. Sem contar os novos animais que são apresentados. 

Nas últimas críticas, tenho falado muito mal dos efeitos especiais que estão sendo utilizados em cena, principalmente em interações humano-virtual. Em Os Crimes de Grindelwald, os efeitos ficaram muito bom. A interação de Newt com os animais está linda, e muito bem feita. As cenas de batalhas são esplendidas de encher os olhos e não conseguir desgrudar da tela.

A interpretação de Eddie Redmayne e de Ezra Miller estão muito boas e convincentes. Agora foi meio estranho ver Jude Law como Dumbledore, não porque a atuação fosse ruim, mas aquele não pareceu o Dumbledore que nós estávamos acostumados a ver em Harry Potter (pode ser que a batalha final entre ele e Grindelwald o motive a agir daquele modo em Harry Potter).


Apesar de tudo isso, o filme tem alguns problemas sérios. Me afastando do papel de fã e com muita dor no peito digo: o filme é muito arrastado. Demora muito para que a história seja desenvolvida e comece a acontecer algo realmente importante para trama que será desenvolvida.

Além disso, JK Rowling usou saídas fáceis de roteiro. Algumas situações acontecem só porque precisam acontecer, sem explicação ou aprofundamento. Inclusive, a ação de alguns personagens são totalmente não motivadas por nada, apenas pelo que precisa para desenvolver a história.

O roteiro também fala em seguir a ordem cronológica do universo. Quem conhece a história e pesquisa sobre sabe do que estou falando. 

Aí é outro ponto negativo. Mesmo tendo lido todos os livros mais de uma vez, viver lendo contos do Pottermore, pesquisando sobre o universo de Harry Potter, discutindo sobre e refletindo teorias, o filme deixa muita coisa em dúvida. Quando a sessão acabou, a maioria dos presentes ficaram muito tempo do lado de fora tentando assimilar tudo o que aconteceu ali. Ou seja, uma pessoa que não tem afinidade nenhuma com o filme ou que não seja tão fã e vá assistir, vai ficar perdido ou sem entender o que está acontecendo, pois o filme é muito baseado em referencias que já tínhamos do filme anterior e dos de Harry Potter.

Passado o momento de catarse, principalmente para um fã, você percebe certos errinhos. Mas como fã, o filme mais do que cumpre as expectativas, colocando aquilo que precisávamos ver e nos fazendo bugar mais com o final surpreendente e a reviravolta inexplicável.


Vale também ressaltar a expectativa pelo próximo, pois além de ter que explicar coisas que esse final deixou em aberto, Animais Fantásticos 3 terá parte ambientado no Rio de Janeiro (pelo menos foi o que JK Rowling deixou a entender) e poderemos ver pela primeira vez a comunidade mágica brasileira e como ela se organiza.

O filme só estréia dia 15 de novembro nos cinemas brasileiros, entretanto, alguns cinemas já estão com pré-estreias marcadas para os dias 13 e 13 (em Fortaleza, os horários estão bem acessíveis para essas sessões, variando entre 20 e 21h).



"São tempos sombriosnão há como negar. Nosso mundo jamais enfrentou ameaça maior que a que enfrenta hoje. Mas agora digo aos nossos cidadãos: Nós, sempre os teus servos, continuaremos a defender sua liberdade a repelir as forças do mal! O Ministério ... continua ... forte!" - Rufo Scrimgeour (Harry Potter e o Enigma do Príncipe)

O Sonho do Tigre- Colleen Houck - A Maldição do Tigre #05


Editora: Arqueiro
Páginas: 608
Classificação: 

  • Sinopse: Um passado de solidão. Um futuro de mágoa e abandono. E a possibilidade de mudar tudo, desde o começo.Com a derrota do feiticeiro Lokesh, só parecia restar ao príncipe Kishan Rajaram passar a eternidade cumprindo a promessa de proteger a linda e irascível deusa Durga. Preso no passado, ele sofre depois que seu irmão, Ren, e Kelsey, a garota que ambos amam, voltam ao presente e começam a viver o seu “felizes para sempre”. Então, quando o xamã Phet aparece pedindo sua ajuda para salvar Kelsey, Kishan agarra a oportunidade com unhas e dentes, disposto a voltar atrás na sua decisão de ficar no passado e assim mudar seu destino. O tigre negro está prestes a descobrir que aquilo que parece o fim pode ser apenas um recomeço...Com um desfecho extraordinário, a autora Colleen Houck apresenta neste quinto volume uma visão completa da empolgante saga dos tigres. Numa complexa teia de viagens pelo tempo, Kishan e Durga concluem, entre idas e vindas, uma tarefa após a outra para garantir que a linha traçada para o destino da humanidade seja cumprida – o tempo todo lutando contra a tentação de interferir e redesenhar o futuro.