Espero por Você - Jennifer L. Armentrout

Páginas: 384
Editora: Novo Conceito
Ano de publicação: 2017

Algumas coisas valem a pena esperar.
Algumas coisas valem a pena experimentar.
Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio.
E, por algumas coisas, vale a pena lutar.
Avery Morgansten precisa fugir. Ir para uma faculdade a centenas de quilômetros de casa foi a única forma que encontrou para esquecer o acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. O que não estava em seus planos era atrair a atenção do único rapaz que pode mudar totalmente a rota do futuro que Avery está tentando construir.
Cameron Hamilton tem um metro e noventa de altura, impressionantes olhos azuis e uma habilidade notável para fazer com que Avery deseje coisas que ela acreditava terem sido roubadas irrevogavelmente dela. Envolver-se com ele é perigoso. No entanto, ignorar a tensão entre eles — e despertar um lado dela que nunca soube que existia — é impossível.
Até onde ela estará disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e fazê-la conhecer um mundo de sensações que julgava estar negadas para sempre?


Espero por Você da Jennifer L. Armentrout, é um lançamento da Editora Novo Conceito que eu estava esperando há muuuuuuito tempo ser publicado aqui no Brasil.

O livro narra a história de Avery, uma garota que não gosta de chegar atrasada em sala de aula, mas logo em seu primeiro dia, mesmo tendo cronometrado seu tempo de viagem a faculdade, acaba perdendo mais minutos do que imaginava no trânsito. Enquanto corria pelo campus para chegar a tempo, quase atropela alguém que ia passando. Esse alguém era ninguém menos que Cameron Hamilton. Após uma conversa bem estranha, Avery acaba indo para casa, pois não queria entrar em sala atrasada e enfrentar todos os olhares que seriam dirigidos a ela.

"Fizera uma mudança de quase dois mil quilômetros para começar do zero e já tinha conseguido estragar tudo em questão de minutos."

A garota descobre então que Cameron não é apenas seu colega de classe, mas também seu vizinho. E em meio a tantos pedidos para encontros e cafés da manhã aos domingos, os dois formam uma amizade que aos poucos vai se transformando em algo mais.

Avery então passa a receber mensagens de textos e e-mails de número e endereço desconhecido, mas por conta de tudo o que passou, se recusa a ler mais afrontas e xingamentos. O fato é que Avery foi estuprada quando tinha 16 anos e, ao invés de seus pais ficarem do seu lado, a julgaram culpada e a fizeram assinar um acordo de confidencialidade, como se nada tivesse acontecido. 

É então que descobrimos que Avery optou por ir a uma universidade no outro lado do país, pois não aguentava mais todos os olhares que recebia diariamente por algo que ninguém sabe realmente o que aconteceu, mas preferem acreditar na versão do abusador, do que na dela. Onde já ouvi essa história?

"Em questão de meses, minha vida foi completamente dividida em dois grandes momentos: o antes e o depois."

Avery é uma personagem forte, que apesar de tudo o que viveu, conseguiu se levantar de cabeça erguida e deu as costas àquilo que a fazia mal. Fiquei com o coração apertado quando foi relatado a falta de carinho e amor do pais de Avery com ela, mostrando ainda mais o quanto ela foi negligenciada enquanto crescia.

Além de Cameron, Avery faz amizades essenciais e que a ajudam com suas incertezas e medos, além de estarem sempre lá quando ela precisa.

"Não sei o que teria sido da minha vida se não tivesse decidido arrancar o mal pela raiz e me libertar do passado."

A autora nos leva por essa jornada de redescobrimento. Aos poucos Avery passa a ter mais consciência de seu corpo e sua sensualidade e junto com Cam descobre também o prazer. A narrativa respeita o tempo certo dos acontecimentos, sem correr com o relacionamento do casal. O que foi um ponto muito importante para mim.

— Obrigada.
— Pelo quê?
— Por ter esperado por mim.

Recomendo muuuuito esse livro! Estava morrendo de ansiedade pela publicação dele aqui no Brasil. A Novo Conceito arrasou na edição, adoro essa capa! E a diagramação está muito boa. Enfim, leiam!


Classificação:  


3 comentários:

  1. Minha gente, como é que pode os pais acreditarem no estuprador e não na própria filha ? Adorei ela, tem que ter força mesmo para passar por cima desse horrível momento ! #girlpower!

    ResponderExcluir
  2. EU PRECISO LER ESSE LIVRO!!! Gosto de histórias assim, desde que não seja forçado, sabe? Mas pelo o que você falou parece ser muito legal

    ResponderExcluir
  3. Nossa que livro mais lindo ♡♡♡♡ Amei essa história e já quero ler ! Por um momento achei que o Cameron era do mal , mas ao ler o final da resenha , me enganei Haha ! E que pais são esses ein ? Acreditar num abusador e não nela !

    ResponderExcluir