Paixão Libertadora - Sophie Jackson - Desejo Proibido #2


Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Ano de Publicação: 2016

Max O'Hare já passou por muitos momentos difíceis na vida. Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família. É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado.
Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois... Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.

Oi pessoal!

A resenha de hoje é sobre Paixão Libertadora, o segundo livro da trilogia Desejo Proibido que está sendo publicada aqui no Brasil pela editora Arqueiro. A resenha do primeiro foi publicada há um tempinho aqui no blog. 

A história narra inicialmente a jornada de Max, uma pessoa solitária e explosiva, resultado do luto e abandono que sofreu por várias vezes em sua vida. Esse estado de perda constante, faz com que Max se torne viciado em drogas. É então que Carter, seu amigo e protagonista do primeiro livro, percebe que a situação só piora e não há outra saída a não ser interná-lo em uma clínica de reabilitação. Nessa clínica, Max recebe acompanhamento terapêutico com Elliot. Além de redescobrir a paixão que havia se distanciado por causa do luto, a pintura. 

Ao completar o tratamento, Max percebe que não está pronto para voltar a sua antiga vida, então resolve adiar sua volta a Nova York e viaja a uma cidadezinha no interior, onde trabalha com seu Tio Vince na construção de uma casa.

- Mas eu estou assustado - confessou ele. - Estou apavorado, merda.

Essa casa pertence a Grace Brooks, uma mulher apaixonada por fotografia e que, assim como Max, tem um passado obscuro que ela gostaria de nunca mais lembrar. Ela se muda para a cidade em busca de se redescobrir como mulher e encontrar a confiança que um dia teve, mas que seu ex-marido destruiu da forma mais covarde possível. Ao se encontrarem, os dois formam uma amizade que aos poucos se torna mais que isso, mas os traumas do passado impedem que seus sentimentos se consolidem em forma de amor.

- Grace - repetiu Max, dispersando a multidão de clientes preocupados com um aceno. - Ouça, você está segura. Ninguém vai de machucar. Você está segura. Só respire.

Paixão Libertadora conseguiu me tocar de um jeito que poucos New Adults conseguiram. A história me prendeu desde o início, mesmo com ressentimento que eu tinha de Max por suas ações no primeiro livro.

A jornada de Max na clínica de reabilitação é a parte inicial do livro e também uma das mais importantes. É incrível a sensibilidade na qual a autora retrata essa passagem, que eu particularmente amei, pois mostra o cuidado com a pesquisa e a forma de passar para o leitor o que acontece na vida real. Claro que deve ser muito mais difícil, mas dá um toque de realidade que senti falta em outros livros que abordam o mesmo assunto.

O casal principal nos rende cenas engraçadas, fofinhas e sensuais na medida certa. Ao mesmo tempo que ficamos com o coração apertado e cheio de orgulho ao vê-los superando o passado. É incrível também como a autora se preocupou com o tempo em que as coisas ocorrem. Tudo se encaixa perfeitamente sem que o leitor sinta que a história está correndo ou enrolando demais.

- Não tenha medo - disse ela, esfregando o nariz no dele. - Não de mim. Eu só quero amar você.

Quanto à edição da Editora Arqueiro, amei essa capa, assim como a diagramação que ficou ótima, como sempre.

Enfim, Sophie Jackson está me surpreendendo cada vez mais com suas histórias que podem ser um pouco clichês, mas que são singulares na forma que se desenvolvem. Recomendo demais esse livro, com certeza virou meu queridinho. Já estou ansiosa pelo próximo!

Até mais!



4 comentários:

  1. MEU DEUS, eu tô quase chorando só com essa resenha . Sério ! Quero ler esse livro agora!!
    A história nele parece ser tão verdadeira é emocionante .

    ResponderExcluir
  2. No começo parece ser legal, mas não sei. Não gosto muito de romance nhenhenhe e clichê kkkkkk é o tipo de livro que eu leio quando não tenho nada melhor pra ler

    ResponderExcluir
  3. Já quero esse livro ! Mas só pela resenha , sei que vou chorar ♡♡

    ResponderExcluir
  4. Amo livros desse gênero ! Gosto de romance ♡

    ResponderExcluir