Logan (2017) | Crítica




O filme se passa no ano de 2029, em um mundo onde caminhões não precisam ser conduzidos e não há mais registros de mutantes. Assim, somos apresentados a um Logan muito diferente do que estávamos acostumados. Mais velho, trabalhando como motorista e procurando juntar dinheiro de todas as formas para comprar um barco e ir viver com um Charles já bem debilitado, no mar.


Em uma de suas corridas, ele se encontra com uma mulher chamada Gabriela que precisa de sua ajuda pra levar uma garotinha até a Dakota do Sul, mas imprevistos acontecem e Logan precisa fazer isso sozinho. A garotinha é ninguém menos que Laura, a X-23. E assim, os dois embarcam nessa jornada.

Hugh Jackman dá um show de atuação nesse filme! Podemos ver todas as faces do Wolverine, tanto aquele ar marrento que já estávamos acostumados, quanto um cara mais melancólico, doente, que sabe que o seu tempo está acabando. E é tocante ver as cenas entre Logan e Charles, e então vê-lo tentando transmitir tudo o que aprendeu dessa caminhada para a nova geração. Quem também merece destaque é Dafne Keen, alguém para ficar de olho em Hollywood! É impossível não se apaixonar pela sua personagem.


A trilha sonora é um show a parte, músicas leves contrastando com o barulho intermitente de armas disparando. Um trabalho sutil que embalou várias cenas emocionantes. As cenas de luta, assim como os efeitos especiais foram muito bem feitos e, embora haja uma quantidade generosa de sangue derramado, agrada aqueles que sabem que esse é o jeito que um cara com garras lutaria.

Enfim, Logan é um desfecho maravilhoso para esse mundo incrível que tivemos o prazer de conhecer. Um filme para agradar tanto aos fãs, quanto ao público em geral. Esteja preparado para derramar algumas lágrimas, assim como ouvir vários fungados e suspiros na sua sessão de cinema!

5 comentários:

  1. Deve ser triste ver o Wolverine nessa situação. Assisti a todos os filmes e ainda não consigo imaginar como é esse desfecho.
    Adorei a crítica!

    ResponderExcluir
  2. Assim como todos os filmes relacionados ao Wolverine são envolventes e tem efeitos bem reias, espero que este supere todos os anteriores e seja ainda melhor!

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Nossa você não sabe o quão ansiosa estou para assistir esse filme, já estou me preparando emocionalmente para o desfecho final, ainda não acredito que esse será ultimo do ator, fiquei curiosa para saber o que aconteceu para que ele tenha que levar a menina sozinha e como ele vai lidar com esse fato.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Brunna na minha cidade não tem cinema, então perdi a estreia mas estou louca para poder ver esse filme. Não sou muito fã dos X-Men mas meu namorado conseguiu me colocar nesse mundo e estou animada para poder ver esse filme.
    O Hugh realmente está incrível nesse filme, e olha que só vi o trailer, ele realmente se superou nesse filme. A entrevista que ele deu ao Danilo mostrou o quanto ele se empenhou nessa produção e como a amou. Não vejo a hora de conhecer essa história toda, e parece que a X-23 também fará um ótimo papel no filme.

    ResponderExcluir
  5. Brunna, quero muito assistir ao filme, mas confesso que o medo do que vou encontrar me bloqueou de ir.
    Fico muito contente em saber que quem é fã vai curtir porque esse é o maior medo.
    Que tudo terminasse de um jeito mal feito.
    Já quero ir e fungar tudo que tiver direito.
    Babei na atuação dessa menina só pelos trailers.

    ResponderExcluir