Amor Imenso - Penelope Ward


Editora: Essência
Páginas: 272

Desde garoto, Justin amava Amelia, que odiava Justin desde que ele se mudou para a casa vizinha à da sua avó, em Rhode Island. Não, nada disso. Amelia também amava Justin, mas um mal-entendido o fez pensar que a garota mais incrível do mundo não correspondia ao seu amor e, pior, o odiava. Os anos se seguiram, e os dois tomaram caminhos distintos até que o destino – e um empurrãozinho de Nana, avó de Amelia – os reuniu novamente na casa onde se conheceram quando eram adolescentes. Obrigados a compartilhar o mesmo espaço, Justin – que aparece na casa de praia de Nana com a namorada – e Amelia vivem como cão e gato. Orgulhosa, a princípio ela não dá o braço a torcer ao amor que sempre sentiu pelo vizinho e reluta o quanto pode contra os encantos de um Justin, agora, mais maduro e... muito mais atraente. Será que ambos resistirão à paixão e ao desejo que os incita desde a adolescência?


Amor Imenso é um Young Adult escrito pela Penélope Ward e aposta no Brasil do selo Essência da Planeta de Livros Brasil. Uma amiga minha já tinha lido esse livro em inglês e recomendou muito que eu lesse esse livro, segui o conselho dela e não me arrependi.

Amélia herda a casa de praia da avó junto com seu amigo de infância Justin. Desde crianças eles eram próximos até que Amélia foi morar com o pai deixando o coração de Justin partido. Eles não se falam em dez anos, ela está recentemente solteira, ele tem uma namorada que é legal demais para o bem dessa relação. Agora eles terão que conviver com as mágoas do passado e com a nova dinâmica que os rodeiam.

Eu amei a fluidez da narrativa de Penélope Ward, a primeira coisa que você precisa saber sobre esse livro é que não há triângulo amoroso e não há nenhum tipo de traição, o que eu amo quando acontece nos livros, eu não gosto de traição e triângulo em livros acho que é uma narrativa ultrapassada. Eu também amo quando os livros tem bebês fofos, não vou dizer de quem é o filho, mas existe um bebê fofo na história para amar e proteger.

Amélia errou no passado com Justin, mas fica claro que ela tentou corrigir esse erro e ele não deu nenhum tipo de abertura para que ela pudesse se reaproximar. Quando eles se reencontram, o moço deixa mais do que claro que seguiu em frente e que não quer ter absolutamente nada a ver com a amiga de infância.

- Não tem desculpa para o jeito como fui embora. Eu era jovem, idiota e estava com medo. Meu maior medo sempre foi você me magoar, porque você era a única pessoa com que eu podia contar, além da minha vó. Quando descobri que você sabia o que estava acontecendo e não me contou nada...foi como uma traição. Na época, não percebi que você só estava tentando me proteger.

Justin se sentiu traído, Amélia era uma das únicas pessoas com quem ele poderia contar naquela época. Vindo de uma família extremamente disfuncional com pais que nunca deveriam ter tido filhos, ele depois de ser abandonado pela melhor amiga, se mudou para Nova York, arrumou uma namorada legal e decidiu que nunca quer ter filhos.

As cenas entre os dois vão de fofas, a grosseiras, a agoniantes e explosivas. Há momentos que você tem vontade de entrar no livro só para meter a mão na cara do Justin e expulsar a Jade, a namorada legal, da jogada para que finalmente o OTP possa ficar junto. Eu amo o quanto essa autora conseguiu me envolver no livro com tanta facilidade.

Eu gosto dessa capa, acho que ficou uma capa bem no estilo das capas gringas. Já o título, não curti muito a tradução, em inglês o título do livro é "Roomhate" e Amor Imenso ficou meio fora de rumo. A diagramação está ótima. Enfim, um Young Adult fofinho e levinho para um dia que você queira um sopro de tranquilidade.




7 comentários:

  1. Vi umas resenhas desse livro já faz um tempo e na época queria ler. Mas confesso que não fui muito com a cara dele agora. Não sei bem, é só que não deu aquela vontade de ler de quando a gente vê um livro novo, sabe? Me deixou levemente curiosa, mas não tanto pra ler no momento. Talvez seja fase...
    Sei lá, não me convenceu ainda...pelo jeito da história em si não vi muita graça. É um casal com segredos e problemas, essa coisa de se ver um na vida do outro de novo, o cara super grosseiros...humm...não animei.
    Mas talvez seja só pirraça minha. Sabe quando a gente fica com vontade de ler uns livros de tal gênero e outros não tem interesse? Acho que estou nesse momento, porque normalmente gosto de uns livros assim...
    Se acabo lendo essa história não sei mesmo =/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro legal, com um enredo legal, mas não tem nada especial, sabe? Não sei se você consegue me entender. É o tipo de livro que coloco na minha lista de livros, e só leio quando tô com tédio (apesar de achar que ele possa ser melhor do que parece)
    Sei que vou me irritar com esse mal entendido dos dois por separar eles kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Olá, vejo que o relacionamento entre os dois protagonistas é cheio de faíscas e momentos que oscilam entre amor e ódio, o leitor fica imerso na leitura e quer saber o que irá acontecer no final, já quero o livro em mãos. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Amo esse livro, embora seja um exemplo claro de que quando se traduz algo sempre há alguma perda, esse começa logo pelo título que no original é um trocadilho, mas ok, a gente releva né?
    Mas é uma história muito boa, concordo que uma grande vantagem desse livro é a ausência de dois elementos presentes na maioria dos livros de hoje: traição e triângulo amoroso. Isso já contribuiu e muito para ser um livro bom de ler, outra coisa que contribuiu foi a fluidez com que a autora apresenta os personagens e os fatos. Gosto bastante da passagem de tempo e dos fatos do livro.É um casal que demora a finalmente se encontrar no rumo do amor, pois tem muito o que por em pratos limpos. Mas amo o envolvimento do Justin com a Bumblebee ajuda no processo de 'cura' do Justin em ralação ao passado traumático que teve com sua família e como ela os uni ainda mais <3

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Sua resenha está muito bem escrita, parabéns.
    Sinceramente não é um estilo de leitura que eu tenha interesse. Mas para quem gosta do gênero, deve ser uma boa dica.
    Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Já tinha visto esse livro antes e ficado interessada nessa historia, mas lendo a resenha ele me conquistou, primeiro adorei saber que a autora não arruma uma traição para colocar na historia, pois é algo que me incomoda muito na leitura e depois por não temos um triangulo amoroso, pois se não é bem desenvolvido fica bem chato, fiquei curiosa sobre essa historia !!

    ResponderExcluir
  7. Oi Priscila, tudo bem?
    Só pela sua resenha percebi que é um livro que vai me fazer sentir várias coisas, desde raiva para o casal ficar juntos, até amor pelos personagens e por esse bebe que você me deixou super curiosa para saber de quem é haha
    Deve ter sido complicado ver a pessoa que você gosta partir e reencontrar ela depois de tanto tempo, acho que querendo ou não o sentimento 'acorda'. Há, e mais um livro sem triângulos? Adorei.
    Parabéns pela resenha, sério, ta linda.
    E realmente esse nome ficou meio 'brega', mas a capa salvou, tá perfeita.
    Beeeijos!
    Lost Words!
    Têm sorteio de um e-book lá no blog, participe!

    ResponderExcluir