Tardes Sensuais - Gracielle Rattes (org.)


Editora: Universo dos Livros
Páginas: 240
Ano de Publicação: 2016


Cinco contos inflamados de paixão e desejo. Cinco histórias que irão mexer com sua cabeça e lhe despertar sensações inebriantes. Cinco autores nacionais que irão seduzir você. Nesta coletânea, reunimos Mila Wander, Nana Pauvolih, S. Miller, Danilo Barbosa e Janaina Rico, que extrapolam os limites da sensualidade em seus contos repletos de ousadia e volúpia, instigando o leitor a saborear-se a cada página com enredos e personagens incrivelmente envolventes. Aqui, situações rotineiras do dia a dia, como uma aula na faculdade, um chá entre amigas ou até mesmo um simples passeio, adquirem novos significados e são vistos sob um novo olhar, com gemidos entremeados, promessas de sedução e nenhum pudor.


Tardes Sensuais tem uma premissa bem interessante. Cinco contos escritos por autores bem conhecidos no meio da literatura erótica e bem, fiquei muito curiosa para ler quando vi que Nana Pauvolih (rainha!) estava entre eles. Para quem não sabe, somos todas Nanetes por aqui! 

No geral, são contos rápidos, carregados de sensualidade e erotismo que cumprem bem a promessa de atribuírem novos significados para situações do dia-a-dia. Alguns me agradaram, outros nem tanto, mas vou falar de cada um separadamente. 


O primeiro conto se chama Palavras e Gemidos e ele conta a história de uma professora universitária que, após a perda do marido, fechou completamente o seu coração - assim como o seu corpo - para outros homens. Sua leitura envolve os alunos, que se sentem atraídos pela professora. Mas o que vai balançar o seu mundo é Eduardo, o faxineiro da escola que, também apaixonado pelas letras, não consegue escapar do feitiço que Marina lança por meio de suas leituras.
"Uma voz, sensual e rouca, a brincar com as palavras, a despertar sentimentos, arrepiar a pele. Guiado por um instinto animal, Eduardo largou tudo, esfregão e balde, e foi como um lobo solitário atrás de sua presa."
Acho que não gostei tanto desse conto por ele ser escrito em 3ª pessoa. Por ser uma história onde as reações dos personagens são muito importantes para a trama, não conseguiu me prender com esse tipo de narrativa. Por vezes achei um pouco cansativo e com passagens desnecessárias, como as frases em que o autor "fala" com o leitor, isso me incomoda muito! Ao mesmo tempo compreendo que, por ter todo um referencial com poemas de grandes autores ao fundo, essa possa ser a melhor forma de escrita, porém não me cativou.


O conto de Janaina Rico mostra uma jornalista chamada Renata que, depois de muito tempo insatisfeita com seu emprego, se encontra no caminho para o último dia de trabalho quando de repente, alguém bate na traseira de seu carro. Enquanto discute e lamenta pelo seu bebê, a moça não pode deixar de perceber o quanto o "assassino de carros" é atraente. Ele é ninguém menos que Daniel, um chef muito conceituado, mestre da confeitaria, que nunca - NUNCA - havia havia dado uma entrevista sobre a sua carreira. E cabe a nossa mocinha, essa tarefa tão difícil! *sendo irônica*
"... aquela maluquinha no meio da rua acabou lhe despertando um interesse que não acontecia já tinha tempo."
Rafaela é tão exagerada que fiquei constrangida com a cena ridícula que a personagem faz ao ver que seu carro havia sido batido. Sério, é muito exagero para uma só cena, que me peguei querendo pular pela vergonha alheia que senti. Fora isso, é um conto interessante, cheio de elementos que trazem algo a mais para a história, como o passado de Daniel, sua relação com a filha e até mesmo o background gastronômico.


Quando Samanta se formou em Jornalismo, ela nunca imaginou que acabaria fazendo um trabalho de paparazzi seguindo o ator Higor Matheus por todos os lugares. Mas era isso ou ir fazer a cobertura da guerra no Afeganistão, e ela não queria morrer tão jovem. Sendo assim, ela assume a posição e passa a ser a sombra de Higor, descobrindo em primeira mão todos os podres do rapaz, fazendo surgir um sentimento de ódio mútuo. Só que um dia, enquanto ela o vigiava, Samantha percebe uma movimentação estranha pela casa dando sinais que Higor estava sendo assaltado! Sem nem pensar, a moça invade a propriedade com o propósito de avisá-lo, e também conseguir uma reportagem exclusiva, claro. O fato é que após encontrá-lo e então os assaltantes os encontrarem, eles são mantidos reféns em uma sala especial da mansão. Sala essa que vai testemunhar todo esse ódio que ela sente se transformar em algo muito maior do que jamais imaginou.
"Eu já senti tudo por você, Samanta. Entre o desejo e o ódio existem mais sentimentos do que pode imaginar."
Ouso dizer que esse foi um dos meus contos preferidos do livro, empatadinho com o próximo. A história é bem divertida e diferente de tudo o que já li. Samanta é uma personagem na medida certa: engraçada, dedicada e um pouco aventureira também, sempre correndo atrás do que precisa. Adorei!


Nesse conto, conhecemos Catarina, que depois de uma fase não tão legal em sua vida, marcada por traições e inseguranças, decide mudar. Ela passa a ver a vida de forma mais suave, sem esperar demais dos acontecimentos, nem se preocupar com o amanhã. Um certo dia, ao visitar uma exposição de um navio, conhece Davy, um sargento que conduz a apresentação da visita. Os dois se atraem instantaneamente e, depois de alguns encontros regados a muito sexo, os dois percebem que um sentimento que há muito tempo não sentiam, pode ter nascido ali.
"Éramos adultos, livres, estávamos com tesão. Tinha sintonia entre nós. O presente era o que importava."
Enfim o conto da deusa, diva, Nana Pauvolih! E olha, ela não me decepcionou!! Sabe aqueles empates chatos em primeiro lugar? Foi o que aconteceu aqui. A escrita da Nana é envolvente, uma real história do dia-a-dia que pode ter um pouco mais de sensualidade no seu conteúdo. As inseguranças de Catarina são pertinentes e qualquer mulher que ler esse livro irá se identificar, mesmo não tendo passado pelo que ela passou. Enfim, maravilhoso!


Último conto do livro! Nesse conto, somos tiradas completamente da nossa zona de conforto, vamos dizer assim. O nome já fala em tabu, né? Então S. Miller nos apresenta 4 senhoras, na casa dos 70 anos que possuem um clube exclusivo onde mulheres podem ir e desfrutar de seus mais secretos desejos sexuais. São elas: Miranda, Victoria, Graciele e Cassie. Mulheres independentes e satisfeitas com suas vidas, que não têm constrangimento para realizarem seus desejos. Para trabalhar no clube, homens das mais variadas idades e também para todos os gostos, são testados pelas quatro proprietárias, e é exatamente num desses testes que o conto se passa.
"Mas aqui defendemos que o lugar da mulher é onde ela bem entender, onde ela for genuinamente feliz..."
Fui realmente surpreendida por esse conto, S. Miller nos mostra o quanto o sexo na terceira idade é realmente um tabu imposto pela sociedade, nos levando a questionar todo esse preconceito em relação ao sexo. É um conto que esbanja sensualidade na forma que foi escrito, poupando diálogos e focando nas sensações e sentimentos de Miranda. É intrigante!

Enfim, são contos para todos os gostos, com suas particularidades e formas de abordar situações adicionando erotismo e sensualidade. É maravilhosa a forma como todos mostram o poder de sedução e o empoderamento das mulheres. Uma boa pedida para os fãs do gênero, recomendo!




14 comentários:

  1. Olá! Gosto de contos, porque eles são uma ótima opção para serem lidos entre um livro e outro, antes de ler já conhecia as autoras Nana Pauvolih e a Mila Wander, e as delas foram às histórias que eu mais gostei, para mim a menos empolgante também foi Um café da tarde, eu achei a Renata uma personagem bem fraca, mas espero em breve ter a oportunidade de conhecer mais sobre os autores que eu não conhecia.

    ResponderExcluir
  2. Ultimamente tenho lido bastantes livros de contos, apesar de não curtir muito esse estilo de leitura.
    Mas confesso que venho desejando Tarde Sensuais há um tempinho.
    Adoro histórias "hots" e pelo que estou vendo esses contos são tudo de bom e mais um pouco rs.
    O livro parece ser incrível e espero poder conhecer essas histórias em breve.
    Gostei muito da resenha, me deixou ainda mais interessada.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  3. Eu não costume ler muitos livros de contos, mas fiquei bem interessada nesse. Também sou super fã da Nana Pauvolih, e já quero ler esse conto dela. A maioria dos contos parece ser muito bons, a única autora que eu conheço é a Nana Pauvolih, mas fiquei super interessada em ler todos os contos. O livro já entrou para os meus desejados :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Estou super empolgada para ler esse livro.
    Admito que não gosto de ler contos, pois me apego aos personagens e quero que suas histórias continuem, mas sempre que vejo esse livro tenho vontade de lelo.
    Amo a escrita da Nana e acho que quero tanto ler esse livro por causa do seu conto rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Ai meu Deus, também amo a Nana kkk adoro demais a série Segredos!
    E também adoro o Safado do 105 da Mila, então acho que esses são os contos que vou mais gostar!
    Também gostei da premissa desse tabu, prazer e reencontros... adoro livros que me tiram da zona de conforto!

    ResponderExcluir
  6. Brunna!
    Livro de contos já são meus favoritos e ainda eróticos, aumenta ainda mais minha vontade de ler, adoro!
    Conheço apenas a escrita do Danilo Barbosa (que adoro!) e da Janaína Rico(que escreve muito bem.), gostaria de poder conhecer os outros autores.
    Dou muito valor aos escritores nacionais!
    Desejo uma ótima semana!
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Apesar de gostar do gênero eu tenho muitos problemas com ele, porque pra mim tem que ser AQUELE HOT
    e quando é menos do que eu esperava eu acho meio fraquinho, já fico desanimada de ler outros e é péssimo.
    Mas vamos ao livro, eu já fui em alguns eventos que a Nana Pauvolih estava e em um deles ela comentou sobre o livro, ela comentou apenas sobre o conto dela e eu fiquei bem interessada. Infelizmente no dia ainda não tinha para comprar e eu acabei não comprando depois.
    Adorei a sua resenha separando conto por conto. Também não gosto muito da narrativa em terceira pessoa, mas espero gostar da Palavras & Gemidos. Um Café da Tarde parece interessante já que o Daniel é um chef, eu acho a profissão bem legal e provavelmente vou gostar de ler isso no conto.
    Nossa, adorei esse Enquanto eu te Vigiava, me deu muita vontade de ler, parece diferente e divertido e o da Nana também parece ser muito bom. E UAAAAAAAU, o último conto parece ser surpreendente, fiquei muito curiosa para saber mais sobre ele.

    ResponderExcluir
  8. Não curto muito o gênero, por isso desconheço as autores, foi uma pequena apresentação desse mundo dos livros eróticos, mas gosto de muito de ler contos. A última história foi a que mais me interessou, pela questão do tabu, fiquei curiosa para saber como a sexualidade foi abordada, as sensações e sentimentos descritos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Brunna!
    Sabe aquela pessoa que não lê contos nunca? Sou eu kkk Não sei explicar bem o porque, mas não consigo. E esses são de um gênero que não gosto muito, então, vou passar a dica dessa vez.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Esses foram contos que me surpreenderam e lendo um pouco de cada um vários me deixaram curiosa para ler, gostei muito dessas historias inusitadas, interessantes e engraçadas, de todos os autores só conhecia a Nana Pauvolih, mas se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  11. Tenho vontade de ler o conto da Nana e da Mila. Ambas tem uma escrita bem elaborada e viciante, em minha opinião. Já li varias histórias das duas e gostei muito. Espero ler os contos num futuro próximo

    ResponderExcluir
  12. Eu não leio muito livros de contos, uma vez perdida que eu leio kkk de todos o que você falou me interessei muuuuuito pelo último haha das velhinhas que não tem medo de se aventurar e satisfazer os desejos! Tem que ser assim mesmo. Adoro quebra de tabus!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Brunna!!
    Adorei sua resenha acredito que foi a mais completa até agora que li até agora!! Gostei bastante de todos os contos principalmente da Mila e da Nana!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  14. Oi, Bruna!
    Acho muito legal essas reuniões de autores já amados pelo público em antologias específicas assim; contos, em geral, me agradam bastante - se bem desenvolvidos, claro, rs -, mas essa em particular só não entra no meu hall de indicações por ser erótica mesmo. Esta aí um estilo literário que passa longe da minha estante, mas é realmente interessante as diferentes abordagens feitas por cada autor em seus contos; o último, da S. Miller, na terceira idade, então, foi bem inovador mesmo! Uma ótima leitura para quem curte a temática e enredos assim mesmo.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir