A Lógica Inexplicável da Minha Vida - Benjamin Alire Sáenz


Editora: Seguinte
Páginas: 440

Sinopse: Salvador levava uma vida tranquila e descomplicada ao lado de seu pai adotivo gay e de Sam, sua melhor amiga. Porém, o último ano do ensino médio vem acompanhado de mudanças sobre as quais o garoto não tem nenhum controle, como ímpetos de raiva que ele não costumava sentir. Além disso, Salvador tem que lidar com a iminente morte da avó, com uma tragédia repentina que acontece na vida de Sam e com o fato de seu pai estar se reaproximando de um ex-namorado. Em meio a esse turbilhão de sentimentos, que vão do luto ao amor e da amizade à solidão, Sal passa a questionar sua própria origem e identidade, e tenta encontrar alguma lógica para a sua vida uma tarefa que parece quase impossível.


Antes de começar essa resenha, efetivamente, é preciso que eu explique para vocês uma coisa sobre meu relacionamento com o autor Benjamin Alire Sáenz. Apesar de ser blogueira e indicar quase que diariamente aqui no blog para vocês, na minha vida real/pessoal eu não costumo indicar livros para as pessoas. Quando alguém chega me pedindo uma indicação é sempre meio complicado pra mim indicar algo, por que leitura é paixão, é gosto e cada pessoa tem o seu/sua. Quando li Benjamin Alire Sáenz pela primeira vez, isso foi há uns dois/três anos atrás, imediatamente eu senti a necessidade de mandar mensagem para alguns amigos para que lessem aquele livro, pois era exatamente daqueles livros que mudam a vida da gente. 

Em A Lógica Inexplicável da Minha Vida vamos conhecer o Salvador, um garoto que é filho de americanos, mas foi adotado por uma família mexicana, cujo pai é gay e que começa a ter de lidar com algumas questões sobre a vida que antes ele não tinha. Salvador está crescendo e as coisas estão mudando muito rápido, sua melhor amiga Sam passa por uma tragédia, seu amigo Fito tem uma vida nada fácil e seu pai resolve revisitar um amor do passado, além de Mima, sua avó estar com câncer em fase terminal.

A narrativa de Benjamin nesse livro é estrategicamente feita em capítulos pequenos para pontuar a efemeridade de momentos bons e ruins que o protagonista passa, momentos em que ele vai sutilmente mudando e descobrindo que a vida pode ser muito mais difícil que ele poderia pensar.

Questões como machismo, homofobia, problemas sociais e com drogas, violência, alcoolismo e muitos outros são tratados nesse livro de forma tão sutil e bonita que você simplesmente não consegue parar de ler.

O ponto alto da narrativa, porém, são as relações entre Salvador e o Pai, Salvador e Sam, Salvador e Mima e Salvador, Fito e Sam. São relações baseadas no amor, na amizade, na fraternidade e nascidos de formas inesperadas. O que só faz desse livro ainda mais mágico do que ele é.

Salvador é aquele tipo de personagem que vive um conflito interno, mas que consegue querer ser uma pessoa melhor a cada página, aliás todos os personagens do livro tem essa característica, eles se importam tanto uns com os outros que querem ser pessoas melhores pela família.

Vicente, pai de Salvador, é o melhor pai de todos os livros que li até o momento, ele é super protetor sim, mas não sufoca o filho em nenhum momento ou projeta seus sonhos nele. Sam é a típica garota rebelde, ela tem problemas com a mãe que é aquele tipo de mulher que não sabe muito como ser mãe. E Fito, tem a pior família do planeta e mesmo assim conseguiu ser um rapaz descente e esforçado. 

Essa capa tem absolutamente tudo a ver com o livro e é muito linda. Eu li o livro em e-book então não tenho informações sobre a diagramação dele impresso. Enfim, acho que esse livro é uma lição de vida que precisa ser aprendida por todos nós.



13 comentários:

  1. Olá Pri, tudo bem?
    Ganhei este livro na malinha do Turista e não vejo a hora de ler. Dizem que os livros deste autor são realmente bons, e eu nunca li nada por isto estou bem curiosa. Adorei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei o livro que li dele e nossa, o cara sabe como deixar um impacto legal na gente. Adorei que nesse ele parece fazer o mesmo. Trata de uns temas fortes e importantes, mas sem ficar aquele negócio chato de ler. É algo sutil e que deixa uma mensagem forte. Adorei!
    Salvador parece um bom personagem. E poder ver essas relações com o pai e a amizade e o amor na história, como os personagens se relacionam e tal, deve ser muito bacana. Gosto disso, que mostre essas relações de uma forma bonita assim. Faz a história ter um significado maior, achei legal.
    Com certeza é um livro que quero muito ler.

    ResponderExcluir
  3. Primeira resenha que leio sobre e obra e tenho que confessar, menina do céu, que fiquei super interessada nessa leitura.
    Essa abordagem de temas super importantes, me chamou demais a atenção.
    E me parece mesmo que o autor consegue retratar isso e muito mais, com uma leveza inacreditável.
    Espero ler em breve e conferir algumas lições que são passadas no livro.
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Oii Priscila!
    Esse autor parece ter conquistado muitos leitores, pois vejo muitas indicações e elogios sobre ele. Não li os livros dele ainda, mas acho que farei logo. Percebi que o autor aborda muitos temas difíceis mas com uma sutileza imensa, é com essa leveza que ele consegue mostrar o porquê de abordá-los, a importância de falar sobre e nos fazer tirar disso uma mensagem de vida. Os personagens parecem ser muito ricos de personalidade e com jeitos únicos, muito bem construídos e que aparecem na história com um propósito: de mudar totalmente o nosso olhar sobre diversos assuntos. A relação deles é muiiito bonita! Além disso, acredito que temos muito o que aprender com o autor e seus personagens, dos quais já vejo que terei um carinho enorme por cada um deles.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Priscila!
    Acho difícil também fazer indicações de livros, porque afinal, para cada leitor o livro é visto e sentido de uma forma, mas tem algumas leituras que são transformadoras e acredito que esse é um desses livros...
    Nunca li nada do autor, mas só em saber que ele aborda temas importantes e que devem ser discutidos e que traz um protagonista se adaptando a uma nova vida, já achei mais que interessante.
    Uma maravilhosa semana!
    “Todo homem, por natureza, quer saber.” (Aristóteles)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Priscila!
    Eu acho a capa dele linda e assim que eu vi quis ler na hora.
    Nunca li nada do autor, mas sei que esse livro tem boas avaliações.
    Gostei da história e de saber um pouquinho sobre a vida do Salvador. Parece que o autor não sobrecarregou o enredo com cenas fortes uma atrás da outra. Ele soube revezar e isso é importante. Os personagens secundários parecem ter o lugar bem definido e aparentemente gostei do Fito.
    Obrigada pela indicação!
    Abc

    ResponderExcluir
  7. E a primeira vez que leio resenha deste livro, e eu ainda não o conhecia por isso acredito que seja lançamento. A capa esta linda, por isso acredito eu que a diagramação também esteja. A trama me pareceu nos faz refletir sobre esta relação de família e amigos, quando estamos passando por momentos bons e ruins, ainda bem este personagem tem um pai protetor, mas que apenas que o melhor para o filho. Quero muito me aventurar nesta leitura.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lana, sim é lançamento desse mês da editora Seguinte

      Excluir
  8. Olá, apesar de não contar com nada inovador, o livro não peca em abordar questões atuais da sociedade de forma humanizada, pois tudo surte impacto na vida e no psicológico do protagonista. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Eu gostei do fato de se passar em território brasileiro. E a capa também é muito linda. Também acho bem legal o Benjamin narrar o livro.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Priscila!!!
    Também acho complicado indicar algum livro para algum por que cada pessoa pensa diferente e um livro que eu particularmente gostei outra pessoa pode achar muito ruim. Mas com relação ao livro achei a estória bem legal e que tem temas muito importante no decorrer da narrativa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá! Eu realmente não sei o que dizer depois de ler este livro, assim que terminei, fechei o livro e comecei a chorar, um enredo repleto de delicadeza e profundidade, momentos que me fizeram sentir tanta tristeza, beleza e esperança, adorei a amizade e cumplicidade de Sal e Sam.

    ResponderExcluir
  12. Oi, eu conheci esse livro, porque foi de uma caixa do turista literário, mês passado.
    Já vi resenhas muito positivas, dizendo pra preparar os lencinhos. Falar sobre esses temas importantes é preciso atualmente só que mesmo com tudo isso ainda não sinto vontade de ler.

    ResponderExcluir