Transformers: O Último Cavaleiro (2017) | Crítica




Transformers: O Último Cavaleiro se passa alguns anos após os acontecimentos de A Era da Extinção (2014) e, para entendermos todos os acontecimentos, somos levados a um ponto chave da história onde Merlin, afim de ajudar Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda, busca um instrumento "mágico" poderoso que é nada menos que o cajado que deu vida a todos os Transformers e que, mais tarde, passaria a ser conhecido como o Cajado de Merlin. Esse prólogo, por mais inusitado que possa parecer, é uma ótima forma de introduzir o que vai ser contado nas quase 3 horas de filme.


De volta ao presente, vemos Optimus Prime flutuando no espaço sideral indo em busca de seus criadores. Eis que ele acaba chegando em Cybertron e encontrando Quintessa, a criadora dos Transformers. O que Optimus não esperava é que ela estivesse em busca de reaver o cajado para reconstruir seu planeta e que a Terra se encontrasse no meio de seus planos. É assim, que Optimus se curva perante a ela e é tomado sob o seu domínio, passando a lutar contra os Autobots.

Aqui na Terra, Cade Yeager (Mark Wahlberg) que conhecemos no último filme, continua seu trabalho de proteger os Transformers que sobraram, consertando aqueles que precisam de reparos e criando um refúgio para aqueles que o seguem. Conhecido como o Salvador de Transformers, ele se torna fugitivo da polícia e das forças que combatem os robôs alienígenas.


Em uma de suas "batidas", ele acaba encontrando Izabela, uma menina orfã que compartilha a inteligência por tecnologia e eletrônica. Nessa mesma sequência, Cade encontra um talismã que o acompanhará o filme inteiro e o fará uma peça chave na trama. Sabem o Último Cavaleiro? Então...

Seguindo a linha do prólogo apresentado, é revelado que somente Merlin e seus descendentes poderiam utilizar o cajado dentre os humanos. Sendo assim Viviane Wembly, interpretada por Laura Haddock, é introduzida na história. Apesar do seu papel importantíssimo na trama, parece que ela está ali somente pela necessidade de um sex symbol no filme. Com tantos filmes recentemente em que as mulheres vêm ganhando espaço e destaque sem necessariamente serem o "par" de alguém, é meio nítido que isso não ocorre aqui, principalmente pela mudança brusca de tratamento entre os dois.


Enquanto isso, os humanos que também estão procurando o cajado a fim de protejê-lo das mãos mal intencionadas, fazem uma aliança com Megatron. Alguém mais acha que vai dá m****? Claro que as intenções do Megatron são as piores possíveis.

A partir daí, o filme toma uma sequência de cenas de tirar o fôlego, Cade e Viviane vão em busca do cajado, Optimus malvado chega querendo briga e que sequência mara de cenas ele e Bumblebee (e sua marreta) protagonizam. Dá uma dorzinha no coração ao ver os dois lutando, mas não deixa de ser alucinante. Quem acha que Optimus estava na melhor pelo trailer, vai se surpreender.


Outro ponto positivo é que o filme mostra muito mais que Optimus Prime. Com tanta cena no trailer, até parece que o filme iria focar no Autobot mais uma vez, mas não. Nesse ponto, a trama focou e desenvolveu os outros personagens e ganhou pontos comigo, principalmente pelo protagonismo de Bumblebee.

Os efeitos especiais são maravilhosos e conseguem entregar um filme de ação com cenas grandiosas de batalha. O 3D dá um toque maravilhoso! A dica é assistir em IMAX 3D, vale muito a pena.

Infelizmente, com tanto tempo disponível, imaginaríamos que a trama não precisaria correr nem que cortes seriam necessários, e não é isso que acontece. Michael Bay também é conhecido por seus cortes de cenas e nesse filme não foi diferente. Logo no início podemos perceber algumas cenas com cortes grotescos. Além disso há um erro de continuação que é absurdo na sequência que Optimus está voltando para a Terra e é impossível não perceber.


Fora isso, é um ótimo filme. Cenas eletrizantes, com ótimas cenas de ação e alguns erros que podem passar despercebidos pelo público em geral. Já quero ver de novo!

11 comentários:

  1. Menina, mas nem sabia que ainda tinha sequência desses filmes até ontem. Fiquei foi boba.
    Olha, confesso que já não me chama atenção faz anos. Vi aqueles primeiros e foram filmes bem ok, desses que vejo pra passar o tempo mesmo. Não deu muita vontade de ver esse mas ele até parece estar legal em alguns pontos. Tem ação e toda aquela loucura desses filmes, mas sei lá... Já vi ontem umas coisas dele que desanimaram. Alguns furos e outras coisas que não me deixaram com vontade de ver.
    Pra passar o tempo e se impressionar com cenas de tirar o fôlego ele parece estar legal, só que falta a vontade de ir ver mesmo =/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Brunna!!
    Que bom que você gostou do filme, pois mesmo gostando muito dos filmes de Transformers, de toda a ação que tem nos filmes e mesmo gostando muito do Optimus Prime e Bumblebee, ainda não decidi se vale a pena assistir esse filme.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  3. Estou vendo bastante opiniões divergentes em relação a esse filme.
    Confesso que só assisti o primeiro filme e gostei. Mas não me animei a me aventurar pelas sequências.
    Se eu for assistir, vou com um pé atrás, para não me decepcionar rs
    Mas pelo que li aqui, a construção da história e a atuação dos atores foram ótimas.
    Fiquei um pouco curiosa sim. E quem sabe tenha a oportunidade de assistir em breve!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Oi Brunna :)
    Eu parei de ver no terceiro. Pra mim o melhor foi o primeiro que deu introdução. As cenas eletrizantes são a marca da franquia, mas não passam disso. É aquele velho clichê americano tecnológico. Até o produtores saíram e disseram que ia ser o último produzido por eles pq não aguentava mais e até entendo. Já devia ter parado no primeiro. Talvez assista quando sair do cinema.

    ResponderExcluir
  5. Oi Brunna, tudo bem?
    Não sei nem o que dizer a respeito dos Transformes, nunca assisti a nenhum filme inteiro porque eu realmente não gosto. É uma pena que foram feitos cortes e uma edição de cenas um pouquinho ruim. Mas tirando isto, fico feliz que tenha gostado do filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh quero muito ver. Meu irmão é apaixonado pelos transformers, e eu já assisti um dos filmes e amei. Porém em 3D não rola pra mim kk onde eu moro não tem cinema e complicaria pra mim viajar e tudo mais.

    ResponderExcluir
  7. Não sou fan da série Transformes, mas como gosto de filmes de ação sempre acabo assistindo, e realmente os efeitos especiais são incríveis, e nos mostra uma realidade muito palpável que consegue chocar os telespectadores. Irei reparar nesses erros de cenas que você citou, as vezes fico tal empolgada com o filme acabo não reparando nesses mínimos detalhes.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, apesar de não ter assistido nenhum filme da franquia, fiquei animado para para conferir O Último Cavaleiro, tanto pelo design maravilhoso quanto por parecer ser mais maduro do que o outros filmes. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Brunna!
    Interessante ver como telespectadores tem mpressões diferentes de um mesmo filme.
    Acabei de ler uma resenha que a pessoa escraxava dizendo que não havia roteiro e que tudo foi muito aleatório, que apenas as cenas de ação, por causa da tecnologia, valiam a pena.
    Como não me atento muito nesses detalhes e quero mesmo é curtir a película e tudo que ela me faz sentir, quero assistir, mesmo com os cortes grotescos que já estamos acostumados nos filmes do diretor.
    Sem contar que tem o #tudodebom Mark Wahlberg e o magnífico Anthony Hopinks que adoro.
    Bom final de semana!
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, só assisti o primeiro filme e confesso que não gosto muito.
    Pelas imagens da pra ver que é mesmo bonito, e 3D deve ser mesmo de tirar o fôlego. Tenho preguiça com filmes longos, e sempre perco o foco.

    ResponderExcluir
  11. Olá! O filme em si não me agradou muito, achei que acabou sendo longo demais (quase 3 horas), além disso, senti que faltaram algumas cenas, e em contrapartida outras cenas poderiam ter sido deletadas sem dó, senti também que algumas cenas quiseram passar um humor, mas que acabaram ficando forçadas demais. Concordo com você quanto à personagem Viviane Wembly, realmente ficou mais para preencher a vaga de sex symbol do que para somar na história (ponto negativo para os produtores). No entanto as cenas de ação foram realmente de tirar o fôlego, adorei ver o destaque que o Bumblebee teve, houve um momento em que até eu queria dá na cara do Optimus.

    ResponderExcluir