O Príncipe Corvo - Elizabeth Hoyt - Trilogia dos Príncipes #01


Editora: Record
Páginas: 350

Sinopse: Ao descobrir que o conde de Swartingham visita um bordel para atender suas “necessidades masculinas”, Anna Wren decide satisfazer seus desejos femininos... com o conde como seu amante Chega uma hora na vida de uma dama... Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil.
Em que ela deve fazer o inimaginável...
O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude.
E encontrar um emprego.
Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.




O Príncipe Corvo foi meu primeiro contato com a autora Elizabeth Hoyt e acho que vocês já sabem que amamos romances de época, então quando vi por aí que essa trilogia era de época já me animei a ler e no geral me surpreendi positivamente.

 A senhora Anna Wren é uma jovem viúva que tem de lidar com os desafios de uma vida modesta ao lado da sogra e de uma jovem criada, elas estão prestes a ter uma vida bastante difícil. Então ela por um acaso fica sabendo que o conde de Swartinghan está precisando de um novo secretário e se oferece para o cargo sem saber que Edward é um homem mau humorado e rude. Quando eles começam a trabalhar juntos, porém, Anna descobre que apesar da fachada o conde é um perfeito cavalheiro e pode ser amável quando quer, além de conseguir diverti-la. Um dia ela descobre que ele gasta fortunas em um bordel em Londres e quando fica sabendo que ele planeja visitar o lugar em breve, ela resolve que está na hora de libertar um pouco o desejo que sente por Edward sem que ele saiba.

Uma coisa que me incomodou um pouco nesse livro é que nas primeiras vinte páginas mais ou menos a narrativa é bem arrastada, acho que a autora poderia ter acelerado um pouco as coisas, algumas cenas são desnecessárias e essas vinte páginas facilmente poderiam se transformar em dez. Depois disso acho que ela conseguiu se encontrar o ritmo e que ritmo gostoso de ler, as cenas vão se construindo de maneira bem divertida e o livro em si encontra um tom tão legal que você não consegue parar a leitura para nada.

Anna não é aquela mocinha inocente que se entrega ao amor, ela quer se libertar do que a sociedade impõe as mulheres em sua condição. Vejam bem, ela é viúva, não foi feliz no casamento e para todos em sua cidadezinha é uma mulher perfeitamente respeitável e simplória, mas Anna quer mais, quer poder libertar o desejo que sente por Edward sem ser condenada, quer poder ajudar uma mulher enferma mesmo que essa mulher seja uma prostituta sem ser julgada, quer ser tratada com igualdade. E é pensando nisso que ela vai até o bordel encontrar o conde e não pensando em se apaixonar ou em casar com ele, ela quer apenas um pouco da liberdade que os homens tem.

Edward perdeu a família muito cedo para a varíola, ele foi o único que conseguiu vencer a doença, apesar de carregar no corpo as cicatrizes, tudo que ele mais quer é ter uma grande família e passar o título adiante. Ele não teve muita sorte na primeira tentativa, mas agora está prestes a desposar uma moça de uma boa família e povoar a terra de seus ancestrais. Até que ele conhece a Senhora Wren, sua nova secretária, em um primeiro momento ele a acha simplória,mas logo descobre que de simplória ela não tem nada.

Muita gente classificou esse livro como hot, eu não achei, as cenas mais quentes são poucas, se juntas todas talvez não dê cinquenta páginas do livro. A única coisa que me incomodou foi a aparição da palavra pênis por todo o livro, ficou muito estranho, eu não peguei o original ainda, mas me parece mais uma escolha de tradução que confesso me incomodou bastante.

Eu gosto dessa capa, achei bem diferente, parece uma pintura em uma parede, não sei explicar bem. A diagramação está ok, minha única ressalva é quanto a tradução e eu já falei sobre isso no parágrafo anterior. Enfim, quem aí ama romance de época mais um pra lista.




19 comentários:

  1. Estou bem animada pra conferir essa trilogia e por gostar de uns romances assim. Já achei legal que a garota não é aquele clichê inocente e bobinho que a gente tanto vê. Ela tem a força dela, ela sabe o que quer e o que não quer e isso acaba sempre me conquistando mais. E achei legal que o cara não tenho também aquele negócio todo de homem perfeito e coisa e tal. Ele passou por um enorme perda e parece levar no corpo as consequências disso. É um detalhe que me anima porque parece mais um pessoa real né...
    O romance parece legal também e que bom que não é atolado de cenas hot e só isso. Gosto quando são mais leves e não tem tanto assim.
    Agora é ver se consigo ler ^^

    ResponderExcluir
  2. Eu estou doida pra ler esse livro! Eu comprei ele na book friday e acabou de chegar, pretendo começar ele essa semana ainda. Eu amo romances de época, e essa história parece ser muito perfeita! É uma pena que o começo foi arrastado, mas eu acho que vou amar o livro mesmo assim. E eu acho essa capa linda!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Priscila!
    Já gostei porque é um romance de época.
    A capa está linda!
    A varíola arrasou muitas famílias na época e deixou muitas sequelas.
    O Conde Eduward tem vários motivos para ter seu humor alterado, temos de entendê-lo.
    Ana parece uma protagonista forte, que não se entrega as ‘dores’ e sofrimento e vai em busca de resolver seus problemas.
    Bom ver que o livro apesar do que é esperado, traz muitas novidades.
    Adoro quando os livros trazem esse lado mais aprimorado sobre a personalidade das personagens.
    O bom de ler um romance é justamente o prazer que ele nos dá.
    Uma pena que achou alguns trechos da leitura mais arrastada.
    Desejo um final de semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. E uma pena que o começo tenha sido um pouco arrastado, mas depois foi ganhando um ritmo mais envolvente que te cativou e isto foi interessante. Realmente muitas pessoas estão classificando este romance de época como hot, e por isto com certo receio de ler está obras, mas pela sua resenha não me pareceu este o ponto centra, já que as cenas são poucas.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu estou doida para ler essa trilogia!
    Já ouvi tantas resenhas positivas sobre ele que é impossível eu não querer ler.
    Adoro romance de época e achei a sinopse bem legal!
    Esse livro já está na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Como gosto de um bom romance de época, estou interessada nessa trilogia, desde o momento de sua divulgação. Uma pena esses detalhes da tradução, mas de qualquer forma, não tira o encantamento da história. Acho a capa muito bonita e a sinopse, já me conquistou.
    Espero ter a chance de ler em breve.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler este livro!
    Adoro romance de época e essa premissa me conquistou completamente, ainda mais por ter cenas hots moderadas!
    A capa ficou linda.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  8. Gente, que livro!
    É a primeira resenha que leio dele e já me apaixonei. Gostei muito da ideia original, da jovem viúva unir o útil ao agradável e decidir "servir" ao conde às escondidas. Aposto que será bastante divertido.
    Apesar de a estória começar um tanto arrastada, é bom saber que é só no início.
    Não parece mesmo ser um livro hot, o foco não é esse, e sim a liberdade que Anna busca. Talvez algum equívoco de tradução tenha ocorrido em relação à repetição da palavra pênis.
    Com certeza vou colocar na minha lista de desejados! Também amei a capa!

    ResponderExcluir
  9. O que mais me atraiu nesse livro foi essa capa, ela acho ela simplesmente linda, se fosse capa dura seria perfeita! Eu acho que a história desse livro é muito boa, acho que vou gostar muito da história da Anna e do Edward, esses personagens parecem ter passado por bastante coisa, e eu acho que vou gostar bastante da Anna. O livro já está na minha lista, e quero ler ele logo!
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  10. Oi ^^ Eu já li esse livro e o começo arrastado pra você pra mim foi na verdade bem gostoso, não achei tão demorado assim. Agora vamos ao nossos protagonistas que eu adorei a nossa mocinha e por mais que muitas vezes quisesse dar um tapa no menino dava pra viver com isso e como você eu senti um pequeno incomodo na tradução mais deu pra levar também. Quero logo poder ler o outro livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi Priscila.
    Eu também AMO romances de época! Essa é a segunda resenha positiva que leio sobre esse livro, por isso fiquei com bastante vontade de ler esse livro.
    Anna parece ser uma personagem bastante determinada e um pouco fora dos padrões da época, o que achei bem interessante. Ir a um bordel e tentar seduzir o Edward é bem diferente do que geralmente lemos por aí.
    Que pena que o início é um pouco lento, mas se depois a história se desenrola bem, não tem muito problema.
    Achei a capa lindíssima!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi Pris.
    Eu li esse livro recentemente, e adorei.
    E concordo com você, ele não pode entrar como um livro hot, tem cenas sim, mas são muito poucas em relação a outros livros, eu não reparei muito da palavra pênis, mas concordo, em um romance época fica um pouco estranho, estou ansiosa pelo segundo da série.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Olá Priscila! Esse livro faz jus à frase: "Nunca julgue um livro pela capa". Eu achei a capa muito sem graça mas amei a trama. Adoro protagonistas decididas e poderosas assim como Anna, que não se rendem ao preconceito e regras antiquadas da sociedade. Como você disse que não é um livro hot eu com certeza leria. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Priscila,
    Sou fã de romance de época e surtei quando vi a divulgação desse livro, sem falar que a edição está um luxo! Faz tempo que quero conhecer a escrita dessa autora, não vejo a hora de ter esse livro em mãos.
    Amei a história, traz uma narrativa bem construída, envolvente e de certa forma reflexiva, com esses protagonistas incríveis e cativantes. Adoro personagens sem papas na língua, estou ansiosa para ler os diálogos desse casal repletos de ironia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Priscila!!
    Já li várias resenhas sobre esse livro e cada vez que leio algo sobre essa estória acende o meu desejo de ler esse romance!! Também amei a capa desse livro, acho maravilhosa a ideia da mocinha ser a frente do seu tempo e lutar por um pouco de liberdade sexual para uma viúva.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  16. Olá! Essa será uma das minhas próximas leituras, estou esperando meu livro chegar para inicia-la, adoro romances de época, esse parece que não irá me decepcionar, muito bom que a mocinha foge dos padrões utilizados normalmente nesse tipo de história, e é bem determinada e objetiva, ansiosa para ler.

    ResponderExcluir
  17. Sempre quis ler esse livro, mas, né, só havia na versão original e de Portugal e, apesar de as línguas serem parecidas, nunca me dei muito bem com livros de Portugal.
    To esperando o meu exemplar chegar, então não tenho muito o que comentar, mas adoro mocinhos sem amarras, que não se preocupam tanto com o que as pessoas vão dizer.
    Olha, pênis não é errado, afinal é o nome do órgão... Já pensou pegar o original e encontrar milhares de "dick" e "cock"? Talvez o que tenha a incomodado foi a repetição da palavra.

    ResponderExcluir
  18. Oii Priscila ;)
    Já li o Príncipe Corvo, foi um dos últimos livros que li, e gostei.
    Gostei bastante da história, até porque sou fã de romances de época também, mas faltou algo a mais para eu amar sabe, só não sei dizer o que foi haha
    Gostei da Anna, quando ela se encontra e perde o medo se torna uma personagem incrível, e o Edward foi muito interessante também, com o jeito machão dele no início, mas que depois se derrete pela Anna.
    Concordo com seus comentários, a autora enrolou um pouco no início, mas quando pegou o ritmo a leitura flui em uma rapidez que quando vi já tinha terminado.
    Estou super ansiosa para ler Príncipe Leopardo, aguardo sua resenha dele também ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Não costumo ler romances de época, mas esse livro estou doida para ler, acho que é pela capa, que desde a primeira vez que vi, já achei maravilhosa, o livro em si parece bom também, gosto de romances que começam de lugares que não deveriam vir, o Edward parece ser um cachorrinho que late mas não morde, se faz de durão para esconder quem realmente é e a Anna parece ser mulher e tanto, espero ler esse livro logo, pois não aguento mais esperar.
    Beijos!

    ResponderExcluir