O Último Adeus - Abbi Glines - Rosemary Beach #12


Editora: Arqueiro
Páginas: 224

River Kipling, mais conhecido como Capitão, está em Rosemary Beach para montar um restaurante de luxo para seu patrão. Dono de um passado sórdido e de um presente misterioso, ele não vê a hora de concluir o trabalho e ir embora da cidade para realizar seu sonho: abrir um negócio próprio à beira-mar num lugar onde ninguém tenha ouvido falar dele. Mas, quando Capitão conhece Rose Henderson, sua ânsia de partir de repente fica em segundo plano. Há algo na risada dela que é familiar demais, e o modo como ela olha para ele o faz lembrar de alguém importante que perdeu há muito tempo. No entanto, a única coisa que Rose revela é que é uma mãe solteira que trabalha duro para sustentar a filha. Enquanto tenta desvendar os segredos da linda ruiva de óculos engraçadinhos e curvas estonteantes e entender por que ela mexe tanto com seus sentimentos, Capitão precisa fugir da marcação cerrada de Elle, a ex-namorada que não mede esforços para afastá-lo de Rose. Ao mesmo tempo, tem que encarar os fantasmas de seu passado para se tornar um homem melhor e construir um futuro do qual possa se orgulhar. Nesta sequência da série Rosemary Beach, Abbi Glines mais uma vez escreve uma narrativa ardente e emocionante. Com personagens verossímeis e heróis imperfeitos, O último adeus fala sobre o inesgotável poder de transformação do amor.


O Último Adeus é o 12º livro da série Rosemary Beach, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Abbi Glines nos mostra nesse livro o mais puro amor, aquele que nasceu de uma necessidade de proteção, se tornou fraternal e ao poucos se tornou algo a mais. Que nem mesmo a morte, ou pelo menos o conhecimento dela, pode acabar.

River, ou mesmo Capitão, foi introduzido a nós no último livro, que vocês podem conferir a resenha aqui. Continuando sua trajetória, ele chega a Rosemary Beach com a missão de montar um restaurante chique na cidade. Dentre o quadro de funcionários contratados está Rose, cujo verdadeiro nome é Addy, um mulher recém-chegada à cidade com o propósito de encontrar o pai da sua filha e apresentá-lo a ela.

"No dia em que Franny fez 5 anos, ela pediu uma coisa: conhecer o pai."

Addy conhece River há muito tempo, os dois dividem segredos e mágoas do passado. Mágoas decorrentes de uma criação abusiva por sua mãe adotiva que, por meios de mentiras e ameaças, separou os dois em um momento que eles necessitavam um do outro.

River amou Addy durante toda a sua adolescência, cuidou e a protegeu das maldades de sua mãe e, após a separação, não se permitiu amar ou até mesmo gostar de outra mulher. Já Addy teve que passar pelos piores momentos da sua vida após a separação do seu grande amor. Grávida, sem teto para morar, a garota precisou ser resiliente e seguir em frente com a ajuda de amigos.

Esse livro nos mostra o quanto um amor pode sobreviver as barreiras do tempo. Addy cultivou esse sentimento desde o dia que foi obrigada a ir embora e, apesar de tudo, não desistiu de reencontrar o seu amor. Já River desenvolveu um sentimento de raiva decorrente da dor, que o fez entrar na máfia e matar homens que "mereciam morrer", segundo ele. Assim, podemos conhecer mais do River que fomos introduzidas em Ao Seu Encontro, já que Abbi nos mostra um pouco mais desse seu lado criminoso e da organização em que ele fez parte. Já introduzindo Major que vai protagonizar o próximo livro.

"Maldita morte. Eu tinha matado homens. Muitos homens. Homens que mereciam morrer. Homens que haviam abusado de crianças. Homens que não pertenciam a esse mundo. Com cada um deles, eu estava salvando a ela."

Ler essa história me ensinou a não julgar uma pessoa, aqui representada por um personagem, pelo pouco que é apresentado em um primeiro momento. River é muito mais do que o apresentado no livro anterior e, com certeza, merece uma chance de contar a sua história. E que história! Me emocionei diversas vezes durante a leitura, pois a autora se preocupou em retratar algumas cenas do passado e ilustrar a adolescência que os dois viveram. Assim, podemos ter uma visão ampla de tudo o que os levou até ali.

Enfim, mais um livro maravilhoso de Abbi Glines! A edição está ok, depois das capas terríveis dos últimos livros, essa até que me agradou. A diagramação ajuda muito na leitura, adorei a fonte diferente dos flashbacks, pode parecer que não, mas é um auxílio e tanto.

Está recomendadíssimo! Mal posso esperar para ver a Abbi na Bienal do Livro do Rio. Estou contando os dias!


22 comentários:

  1. Olá! Adoro essa série e faz um tempinho que não leio (parei no livro oito), tenho que me atualizar logo, esse livro parece ser bem intenso e emocionante, com certeza será um dos melhores da série, já estou louca para saber mais sobre o Capitão.

    ResponderExcluir
  2. Olá !!
    Li os seis primeiros livros dessa série até que enjoei.. É muito livro com muitos personagens e cansei.
    Adoro ler sagas e séries mas quando eles tem histórias o autor consegue mudar ou amadurecer os livros.
    Os livros parecem 'iguais' em si.

    Sei lá.
    Mas a escrita da autora é bem viciante.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi Brunna.
    Eu adoro essa série! Li até o 11o. livro.
    Fico feliz que a autora tenha abordado a infância do River e mostrado os motivos pelos quais ele se tornou o que é. Confesso que não gostei muito dele no livro anterior rs
    Espero gostar bastante desse livro tbm!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Não me emocionava fazia muito tempo com algum livro dessa série. Não que não goste dos livros porque todos tem uma coisinha que me vicia e acaba me ganhando. Mas esse me encantou de cara pela história dele e o casal. A gente viu o personagem no outro livro e confesso que me deu foi raiva em alguns momentos o jeito dele. Fiquei até com um certo medo do que esperar do livro dele se ele fosse daquela forma... Mas foi muito legal o jeito como a história dele acabou sendo. Tem uns lados sombrios e caramba, o rumo que ele levou e as coisas que fez...foi tenso o negócio.
    Mas o amor de adolescência desses dois, como a vida os separou e todos os sentimentos guardados e que ainda tinham um pelo outro mesmo depois de tanto tempo....ahh, achei lindo. Me encantou e torci por esse dois. O casal me ganhou e foi uma baita surpresa por isso, pelo modo como consegui gostar e simpatizar com eles. É um baita livro pra quem já é fã da série e vale a pena conhecer a história do Capitão melhor. Ensina a não julgar uma pessoa fácil mesmo...

    ResponderExcluir
  5. Olá Brunna! Não conheço a série, mas parece ser bem interessante. Essa coisa de destinos que se cruzam novamente é bem romântico. Nessa trama podemos ver como a dor e o ódio podem mudar o comportamento e o caráter do ser humano, e a importância de não julgar de imediato as pessoas. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Brunna,
    Eu gosto muito da escrita da Abbi Glines, mas acabei não dando chance a esta série dela por achar muito grande.
    Mas gosto de ver que ela não perde seu encanto.
    Acho bem legal quando a autora consegue passar a mensagem de que amor sobrevive mesmo com as barreiras do tempo, torna a leitura mais emocionante.

    Beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  7. Eu sou doida para ler essa série! Vou comprar a primeira trilogia em breve e ler!
    Confesso que até tenho um pouco de preguiça, pois a série é enorme, mas como quero ler vou enfrentar essa batalha!
    É muito bom quando o livro passa mensagens legais e que no final de tudo aprendemos junto com eles.

    ResponderExcluir
  8. Brunna!
    Infelizmente ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da autora e até fiquei ‘voando’ em algumas partes da resenha, porque não conheço a série, mas deu para ver que o tal Capitão é o bambambam da história.
    O fato de ter aprendido a não julgar a pessoa, fou um grande aprendizado, né?
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente esta e uma série que não me chama a atenção, e não me desperta interesse, mas ainda sim percebo que a autora soube passar a mensagem de maneira muito clara aos leitores, a respeito de como o amor consegue suporta a barreira do tempo, e que não devemos julgar as pessoas pelos caminhos que segue, porque ninguém sabe o que as levou a tomar tal atitude, não que isto justifique, mas devemos entender o contexto como um todo e a autora nos da oportunidade de conhecer melhor este personagem.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu estou super atrasada nessa série. Não li nem o livro do Grant ainda. Esse livro parece ser muito bom também, achei a história dele mais diferente da maioria dos livros dessa série, e eu acho que vou gostar bastante dessa história deles. E acho que vou gostar de ver como o amor deles conseguiu sobreviver depois de tanto tempo. Já quero ler esse livro logo :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que estória! E quanto ensinamento!
    Ao ler o primeiro quote, fiquei de coração partido.
    Confesso que ainda não conheço a série, não li nenhum livro ainda. Mas percebi que a autora, ao trabalhar com personagens possíveis e "heróis imperfeitos", nos aproxima da narrativa e nos identifica com os protagonistas.
    Não sei o que acontece a River nos livros passados, mas a autora mostrou aqui, ao nos mostrar sua vida, como a questão do julgamento pode atrapalhar a opinião que temos em relação aos outros.
    Não sei quais temas ou lições são trabalhados anteriormente, mas concordo que a principal questão aqui seja a força dos sentimentos em relação ao tempo.

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Não conheço a escrita da autora, mas parece ser bem envolvente. Sinceramente não tenho animo para ler essa série, pois são muitos livros e eu já tenho uma lista interminável a minha espera. E também não é um dos meus estilos preferidos. Mas para quem gosta, com certeza será uma boa leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi more, que bom que o livro foi bom porque eu já meio que abandonei essa série é só irei voltar a tocar ela quando já estiver devidamente finalizada. Pelo visto esse livro teve uma história bem tocante e nada como um livro assim pra me deixar curiosa em relação a leitura então muito obrigada pela resenha e espero que o próxima livro seja tão bom quanto esse.

    ResponderExcluir
  14. Olá.

    Nunca li nada dela.
    Mas meusamigos falam tanto sobre os livros dessa autora que to aqui com a serie sem limites na fila para ler.
    E esse também. Acho lindas as capas dos livros da ABBI GLINES. 😍

    ResponderExcluir
  15. Eu só li o primeiro livro dessa série, e gostei muito dele. Mas depois começaram a lançar um em cima do outro, e eu simplesmente fiquei louca com tanto livro e decidi esperar todos os livros serem lançados pra continuar lendo (agora eu já pretendo continuar a série). Eu nem conheço esses personagens, mas eu acho que vou gostar bastante da Abby (já até fiquei com pena dela). Esse livro parece ser ótimo também!
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  16. Olá Brunna ;)
    Já desisti da série Rosemary Beach há muito tempo, acho que só cheguei até o 4 livro, por isso não conheço o Capitão. Gosto de outras séries da Abbi, mas sinto que nessa ela está enrolando demais, não sabe quando parar!
    Mas não posso negar que a escrita da autora é envolvente, e ela consegue mesmo emocionar o leitor diversas vezes durante o livro. Gostei que o livro mostra ao leitor que não devemos julgar as pessoas sem conhecer mais afundo sua história.
    Obrigada pela indicação, já que não conhecia os personagens posso até pensar em ler apenas O Último Adeus ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  17. Oi Brunna,
    Abbi Glines ainda está na lista de espera kkk Faz tempo que tenho interesse em conhecer a escrita dessa autora, mas continuo adiando a estreia. Vejo muitos elogios da sua narrativa, que seus livros proporcionam uma leitura rápida, fluída e gostada de ler. Estou ansiosa para iniciar a leitura da série Rosemary Beach, e olha que já tem o 12° livro, estou super atrasada kkk
    Ainda tenho esperança de começar a ler esse ano!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi.
    Eu adoro essa série mas faz bastante tempo que eu li, esse é um dos meus livros favoritos ja que fala de um amor verdadeiro o romance é fofo e o capitão é incrível, fico muito feliz que você tenha gostado do livro.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Brunna!!
    Gostei muito da sua resenha mais infelizmente não curto muito essa série, então infelizmente vou passar essa indicação!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Morro de vontade de ler os livros da Abbi Glines, até hoje só não li por essa série ter livros demais e quando começo a ler uma série, quero ler todos os livros de uma só vez, enfim, gosto bastante de séries em que cada livro é um casal diferente, assim, é possível conhecer cada personagem mais a fundo e saber o que os levou a serem quem são, outra coisa que não posso deixar de falar são das capas dos livros dela, é cada homão que meu Deus, espero poder finalmente iniciar a leitura de Rosemary Beach e ver se são realmente bons.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Como assim 12°?? Kkkkk geralmente conheço as séries, mas essa acho que boiei, pois não conheço nenhum livro da autora. Que vergonha! Vou pesquisar sobre essa série.

    ResponderExcluir
  22. Li alguns da série, mas não foi aquela coisa de esperar ansiosisamente cada lançamento. Pelo contrário, essa série me chateia bastante: Pq personagens tão perturbados emocionalmente? Pq ninguém ali teve uma infância normal? Pq tantos dramas? É uma com uma mãe louca, a outra com uma mãe em fase terminal, o outro é controlado pelo pai... Enfim, a série me estressa muito, tanto que parei depois de umas reviravoltas sem sentido. Grant era meu favorito, mas deu umas pisadas de bola horrorosas.

    ResponderExcluir