Submissa - Maya Banks - The Enforces #01



Editora: Gutenberg
Páginas: 288

Sinopse: Eles não seguem as regras. Eles FAZEM as regras.Uma nova série que vai mexer com você da cabeça aos pés. Poder, sedução, dinheiro, submissão, dominação, dor e prazer… Nesse jogo que está prestes a começar, o amor não entra nas regras. Será que você está preparada?Evangeline nunca soube o que é viver no luxo, pois sempre teve que trabalhar duro para ajudar os pais e conseguir sobreviver em Nova York. Típica garota do interior, sente-se deslocada em meio à metrópole e percebe que ingenuidade e sinceridade, que sempre foram suas características mais marcantes, são vistas como defeitos pelos nova-iorquinos e, principalmente, por seu ex-namorado que a seduziu e a abandonou.Ele se apossa do que quer, sem remorso e sem culpa.Drake Donovan é um magnata do entretenimento e um dos milionários mais cobiçados do mundo. Ele e seus “irmãos” ergueram um império em Nova York, e o seu maior empreendimento é a badaladíssima Impulse, a casa noturna mais exclusiva da cidade. Acostumado a ter todos na palma da mão, Drake sente seu inabalável mundo balançar quando vê uma jovem com ar angelical e inocente perdida em sua boate. Quem era aquela garota? Ele não tem ideia, mas de uma coisa tem certeza: ela será dele!Ela não sabe se é capaz de dar o que ele deseja.Incentivada pelas amigas, ir sozinha à Impulse parece o plano perfeito para Evangeline se vingar do ex-namorado canalha. Mas o que está prestes a acontecer vai mudar sua vida para sempre. Uma proposta… Uma tentadora oportunidade de ter tudo aquilo que nem em sonhos ela imaginaria possível. O preço? Submissão total e completa.



Submissa é o primeiro livro da série The Enforces da Maya Banks. A publicação brasileira é da Editora Gutenberg. Eu adoro essa autora, tenho vários títulos dela na estante, mas esse livro em específico me decepcionou um pouco.

Evangeline é a típica moça do interior que tem uma vida difícil e que se muda para a cidade grande para ajudar a familília. Linda, ingênua e completamente alheia a seus atributos, a moça foi humilhada pelo ex logo depois de perder a virgindade com ele. Incentivada pelas amigas ela vai para a boate Impulse para provar a si mesma que tem valor e é assim que ela entra no radar do perigoso Drake Donovan. Acostumado a ter tudo que quer, na hora que quer e do jeito que quer Dake decide que quer Evangeline, de todas as maneiras possíveis e com a total submissão dela. 

Vamos aos fatos:Submissa é mais um livro sobre BDSM com um cara fod@o e uma menina inocente e pobre. Isso eu até poderia deixar passar se a cada parágrafo a Maya não me lembrasse que "Evangeline é inocente" sério teve um momento que eu quis matar essa inocência da Evangeline.

Ao longo do livro a personagem principal consegue te cativar de certa forma, ela é do bem, ela gosta de agradar apesar de ter umas coisas que irritam demais como suas inseguranças. Gente, não dá para entender, todo mundo o tempo inteiro diz para ela "Evangeline, você é linda" e a criatura tem um complexo de inferioridade que não dá pra entender, pois nem uma infância difícil com alguém a colocando para baixo ela teve.

Drake é outro problema, na verdade eu acho que não é nem ele em si, mas a falta de informações sobre ele que não temos no livro. Não sabemos ao certo ainda o que ele é, se é mafioso, CEO, um agente da CIA, justiceiro, bandido,etc. não temos essas informações e acontece algo no livro que meio que precisaríamos delas para conseguir entender. 

No final eu fiquei meio decepcionada, pareceu que a Maya quis colocar detalhes demais, o que estendeu o livro sem necessidade e dividiu a história em duas. Ela explica ao final que assim como em outras séries, cada livro seria com casais diferentes, mas não conseguiu ser prolixa com a história de Drake e Evangeline, o que eu acho que seria o ideal: cortar partes descritivas repetitivas, pois as vezes parecia que estava lendo o mesmo parágrafo que no capítulo anterior.

Eu gosto dessa capa, apesar dos pesares ela tem cores e a textura meio aveludada que me conquistaram. A diagramação está ótima, sem muitos erros, com letras em tamanho ok. Enfim, foi uma decepção para mim, mas quem sabe vocês não conseguem se identificar com essa leitura?


21 comentários:

  1. Vishi, mas já sou ruim de ler coisa assim e o livro parece que acaba irritando mais do que agradando heim? Ai ai....Detalhes demais e ainda assim falta de informação importante. O que me desanima e muito em livro hot e coisa do tipo é quando parece só focar na relação sexual e esquecem de dar profundidade, realidade para os personagens. Odeio ler uma história e não me importar com os personagens porque não teve esse balanceamento legal pra dar "vida" a eles. Ou quando fazem algo da personalidade que depois mudam completamente...sei lá, não fui muito com a cara da história já pelo gênero e parece ter umas coisas que iriam me irritar e muito....

    ResponderExcluir
  2. Olá !!
    Como você, eu já li vários livros da autora e gosto deles.Ainda não tive oportunidade de ler essa ainda mas nem se vou..

    O ruim desse tipo de livro é que o mocinho sempre é o fod@o e mocinha é a ingênua e inocente.Mas nesse caso parece que ela é mais ainda..

    Enfim, não sei se eu leria esse livro ..

    Bj

    ResponderExcluir
  3. Oi Pri.
    É uma pena que o livro não foi tudo isso para você, eu adoro a escrita da autora porém só em romances de época, eu também odeio mocinhas que tem esse complexo de inferioridade, afs isso não é legal e o fato de que faltou informações sobre ele também me incomodaria muito, enfim não sei se leria.
    bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oi Priscila.
    Não gosto muito do gênero BSDM porque o enredo é sempre muito parecido, pelo menos na minha opinião.
    Pela sua resenha acho que não iria gostar de Evangeline. Ainda mais a sua inocência ser tão repetida diversas vezes.
    Poxa, nem o galã se safou? Parece que não vou ler mesmo esse livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto dessa autora, mas gosto dos romances de época dela! Esses livros de submissão nunca me agradam, adoro ler esse sobre esse tema quando é bem abordado e bem escrito!
    Odeio quando não tenho informações sobre os personagens, isso faz com que a história fique superficial!

    ResponderExcluir
  6. Olá Priscila,
    Confesso que este gênero não me agrada, e pelo visto este livro não cumpre seu propósito.
    O roteiro parece ser bastante "cliché" e já muito usado, a estória já deixou de convencer. Mesmo sem ler, já fiquei irritada com tanta afirmação de que Evangeline é inocente!
    O protagonista "fodão" também não consegue convencer, e além disso o livro se arrasta e mesmo assim não acrescenta muito à história.
    Vou mesmo passar longe!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Priscila!!
    Gosto muito dos livros da Maya Banks, mas parece que nesse livro ela errou feio mesmo!! Fiquei bem decepcionada com a estória e quero passar longe desse livro.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente a cada resenha dos livros desta série que leio mais me sinto desanimada diante a obra. Infelizmente não dá, pelo fato de que além da premissa ser totalmente clichê, fica repetindo as mesmas coisas, e a personagem não amadurecer, e algo que incomoda. Odeio mocinhas inocentes, bobas, que tem um complexo de inferioridade, enfim, infelizmente está e uma estória que não rola para mim.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto muito da escrita da Maya Banks, mas confesso que prefiro mil vezes os romances de época dela. Eu já li alguns eróticos dela, e acho que todos são parecidos com esse, com personagens rasos e uma história bem fraca. Não tenho muita vontade de ler esse livro, eu acho que não iria gostar muito dele, e acho que esses personagens iriam me irritar bastante. Então esse eu passo :/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Dos livros eróticos da Maya Banks eu só li Obsessão e Rendição, e confesso que não gostei muito de nenhum dos dois. E sinceramente, eu acho que também não vou gostar muito desse livro. Os protagonistas parecem não ter sido bem construídos, pelo jeito eu também iria me irritar bastante com a evangeline (não gosto muito de personagens inseguros), e acho que também ia me incomodar com essa falta de informações sobre o Drake. Então acho que eu realmente não iria gostar muito desse livro.
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Olha, nunca li nada da autora, portanto não posso opinar sobre sua escrita. Mas esse estilo de leitura, não faz meu gosto. E por tudo que você comentou, com certeza eu não iria apreciar esses personagens e o enredo.
    Mas para quem gosta, vale a pena conferir.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Eu não conheço a autora, mas achei a história do livro bem original. Também não gosto de protagonistas meio sonsas, acho irritante. Para quem gosta do gênero pode ser uma opção interessante. A capa é bem chamativa e o fato de ter textura dá um atributo a mais para o livro. Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi mana, eu sei que essa escritora tem vários livros mas eu cabo que posso contar nos dedos quais livros dela eu gosto. Acho que realmente foi um erro dela ter colocado muita coisa e acabou que o essencial ela não colocou. Quando eu li a sinopse eu fiquei bastante interessada mas depois de ver com mais detalhes acho que vou passar esse livro.

    ResponderExcluir
  14. Para ser sincera esse livro só me pareceu mais do mesmo, a mesma receita de livros eróticos colocando alguns detalhes a mais, normalmente gosto bastante dos livros da Maya Banks, mas acho que esse me decepcionaria um pouco, principalmente pelo complexo de inferioridade da Evangeline, me irrita muito o fato de certas coisas não entrarem na cabeça das pessoas, se alguém te acha bonita, só agradece, não precisa ficar de drama, enfim, ainda quero ler esse livro para ver se minha opinião não acaba sendo diferente da sua, afinal, gosto bastante da autora e quero ter certeza do que vou sentir por esse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá! Concordo com você em gênero, número e grau, já conhecia o trabalho da Maya Banks, mas confesso que essa séria em especial não me agradou, achei o casal sem química, mocinha se diminuindo a todo momento, e o que falar daquelas “amigas”, também não achei que o tema dom/sub foi bem abordado. O final até que me deixou curiosa pela continuação, espero que possa salvar a história (duvido muito...mas). Acredito que o que salvou o livro foram os “irmãos” do Drake, ansiosa para saber um pouco mais sobre o misterioso Silas.

    ResponderExcluir
  16. Oi Priscila,
    Ainda não tive a oportunidade de ler Maya Banks, mas pretendo ler ainda esse ano, e quero começar com Seduzida por um Guerreiro Escocês, nada melhor do que estrear com um livro de romance de época, gênero que amo.
    Quanto a Submissa, confesso que estou cansada de livros do gênero hot desse tipo, com mais um CEO misterioso, uma mocinha inocente e ingênua, e todos os mimimis relacionados. Pelo jeito a história não foi bem desenvolvida, com algumas cenas repetitivas em excesso e deixando a desejar em outros assuntos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Priscila!
    Essa série tem o que e o nome de outra série da mesma autora.
    Achei ótimo o entrosamento dos protagonistas e até Evangeline tentou não se entregar totalmente para Drake, porém, quem resiste, né?
    Uma pena a autora ficar lembrabdo o quanto Evangeline é inocente.
    Não sabia que era BDSM e até gosto, mas fiquei analisando a forma como resenhou e fiquei na dúvida se devo ou não ler...
    Desejo um final de semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  18. Oi Priscila,
    Adoro a escrita da Maya Banks, não conhecia este ainda mas uma pena que a leitura não tenha sido tão prazerosa assim.
    Não sou fã do gênero com BDSM, então não sei se gostaria da leitura.
    Mas a capa ficou bem linda!

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  19. Conheci Maya Banks, primeiramente, como autora de livros eróticos. Li "Colter's Woman" e amei, de lá pra cá só decepção com outras séries da autora. Tentei a série Breathless, mas achei horrível, descobri nela que não gosto mesmo de BDSM. Resolvi tentar SloW Burn e é uma coisa X-Men demais.
    Me senti assim quando li a série Mortal pq nem sobrenome Roarke tinha, parecia que o homem era filho de chocadeira pq ninguém ali tinha informação alguma sobre ele.

    ResponderExcluir
  20. Olá Priscila ;)
    Que pena que você não gostou desse livro da Maya :/
    Sei que a autora tem livros bons sim, mas concordo com as suas críticas. É bastante clichê e batido essa de mocinha inocente e pobre se apaixona por cara rico fodão, mas tem autora que sabe trabalhar com o clichê, e faz o leitor terminar o livro adorando a história e os personagens.
    Deve ter sido bem chato mesmo ficar lendo que a mocinha é inocente o tempo todo, é de encher o saco mesmo. E que triste que tem esse final corrido e cheio de informações, da pra ver mesmo porque você se decepcionou.
    Não me interessei muito em ler o livro, quem sabe no futuro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  21. Entendi sua decepção, muito detalhes deixa cansativa a història e as vezes são desnecessàrios. Mas a història em si é legal, talvez algumas coisas dificultaram a autora seguir o padrão pretendido, mas gostaria de ler essa série. Ja que os outros livros da autora sempre foram fascinantes.

    ResponderExcluir