Honey - Kristen Ashley - Honey #01


Editora: Universo dos Livros
Páginas: 512

Sinopse: Entre em um mundo decadente e sensual no qual machos alfa maravilhosos são escravos de prazer comprometidos a realizar os desejos de uma mulher. No clube de elite Bee’s Honey, nenhum limite é deixado de testar, e os desejos mais sombrios de alguém se tornam uma realidade sensual.Olivier não tem certeza de onde se meteu quando se associa ao clube Honey, só que uma parte obscura dele deseja o estilo de vida oferecido por esse clube exclusivo e secreto.
Quando Amélie convida Olivier a se render, ela o incentiva a explorar seus desejos mais profundos como um submisso. Conforme eles se tornam mais íntimos e se veem se apaixonando mais do que imaginaram, a verdade sobre o passado de Olivier pode ameaçar o relacionamento que ambos desejam.




Honey é o primeiro livro da série homônima da diva, e uma das minhas autoras atuais favoritas, Kristen Ashley. Quando a Universo dos Livros anunciou a publicação dessa série eu logo fiquei animada, pois já conhecia a escrita da autora, mesmo sem saber direito do que se tratava e confesso que foi uma grata surpresa.

Amélie é uma dominadora respeitada, ela mete medo e é extremamente seletiva com seus submissos.Nesta noite no clube Honey ela está a procura de um novo parceiro, ele precisa preencher seus requisitos. Amélie gosta de homens grandes, em todos os sentidos, verdadeiros garanhões e  assim que ela coloca os olhos em Olivier, ela sabe que encontrou seu chevalier e fará de tudo para tê-lo sobre seu domínio. Enquanto isso Olivier fica ligado com aquela mulher que parece saber fazer exatamente aquilo que ele deseja. 

Primeiro eu preciso dizer que HINO esse livro é! Sério, dá para contar nos dedos os livros no estilo BDSM que tem uma mulher como dominante, ela não é a vítima, não é inocente, não é pobre e não está atrás de nenhum homem para curar nenhum vazio.Ela é a boss, ela manda e sabe muito bem o que está fazendo e isso é diferente de 99% dos livros nesse estilo que estão no mercado.

Amélie é aquele tipo de protagonista que nós amamos, bem na medida, ela não é dramática, não é imatura e principalmente não briga com o mocinho por qualquer coisa. Muito pelo contrário, ela sabe bem o que quer e como quer e faz isso de maneira bem repetida com Olivier. Já fazia algum tempo que ela queria um relacionamento mais sólido, que fosse para além dos jogos sexuais e ela lida com isso de maneira bem madura. Então se você está acostumada com aquelas mocinhas songa-mongas dos romances BDSM talvez estranhe um pouco, pois Amélie além de não ter nenhum trauma sexual que a levou a esse mundo, é muito bem resolvida.

Olivier é um macho altamente alfa, ele gosta de se submeter sim, mas isso não vem necessariamente fácil para ele, Não, ele também não tem nenhum trauma sexual, então se você está esperando um mocinho quebrado este livro não é para você. Olivier é um macho com M maiúsculo, ele curte e muito o que Amélie faz com ele.

Se você não tem uma cabeça aberta para coisas e cenas sexuais mais fortes talvez não curta esse livro, Amélie submete Olivier a coisas bem diferentes e as vezes até mesmo bizarras. Preciso ressaltar que apesar disso existe romance sim no livro, apesar dele demorar um pouco a aparecer, é necessário que vocês mantenham em mente que esse relacionamento parte do prazer sexual e a partir dele se desenvolve algo mais. Apesar disso a história tem cenas de sexo na medida para um livro hot.

Eu gostei muito dessa capa, apesar de ouvir um "Isso é um casal pelado na capa, Priscila?" da minha mãe umas duas vezes, então vale a dica da capinha para livros. A diagramação do livro está muito fofa, a editora colocou alguns detalhes gráficos na edição que deram um detalhe a mais. Enfim, recomendo muito que se você curte um bom livro hot  leia essa série, caso esteja cansada de ler a mesma coisa sobre o universo BDSM esse livro é uma ótima pedida.


19 comentários:

  1. Primeiramente, o que é BDSM?

    Confesso que perdi o interesse por livros hot há algum tempo; mas esse me parece diferente (parece não, é) de tudo que já li.
    Achei incrível a mulher ser dominadora; além de ser segura, decidida. E que ótimo que o mocinho não é um cachorrinho sem dono, e que deixa a vida girar em torno da garota. Mas eu curto muito romance nesse estilo, mocinha e mocinho e cheio de amor haha. Mas a possiblidade de ler um possível romance de uma maneira diferente é bem bacana.
    Gostei muito da indicação, da resenha.

    E coloque uma capa neste livro, Priscila.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante ver uma história assim com a mulher sendo quem está no comando. Não li muitos do tipo, era sempre o homem e só por essa diferença deu uma curiosidade pra ler. Mas não animo mais pra pegar livro nesse estilo. São poucos os que estou lendo com algo assim =/
    Amélie me chamou atenção pelo jeito dela, parece forte e do tipo de mulher que a gente admira e fica fácil de gostar. Se acabasse lendo seria por ela. Gostei dela.
    Pra quem curte uns livros assim ele parece bom.

    ResponderExcluir
  3. Oi Priscila, então acho que a capa passa uma imagem diferente do que a história é, eu pensava sem ter lido nada que era um romance fofo e não um BDSM onde a mulher é dominante, até ai tudo bem, mas e apesar de eu ter gostado de tua resenha, eu tentei ler um livro onde a mulher era dominante e não era pra mim, assim pelo aviso que você deu das cenas acho que não vou conseguir me prender nessa história, até já li alguns livros BDSM mas faz tempo que esse tema não me prende mais. Ainda assim, achei interessante o fato dela ser bem resolvida e de ambos os personagens não terem traumas, é realmente diferente das propostas gerais dos livros desse gênero.

    Boa resenha.

    P.S: "Isso é um casal pelado na capa, Priscila?" me fez rir alto kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Primeira resenha que leio sobre este livro, e apesar de achar bacana a proposta dele da personagem feminina ser mais forte e independente, creio que não é um gênero que me agrade a leitura, ainda mais por se tratar de uma série.

    ResponderExcluir
  5. Eu estou doida pra ler esse livro! Eu adoro essa autora, e desde que vi o lançamento desse livro já fiquei interessada nele. Realmente é super difícil encontrar livros em que a mulher é dominadora (eu nem lembro de nenhum agora). E adorei saber que nenhum dos dois tem nenhum tipo de trauma, é apenas o que eles gostam mesmo.
    E meu Deus, ri muito com isso "Isso é um casal pelado na capa, Priscila?" HAHAHAHA
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  6. Nossa! Esse livro eu preciso ler imediatamente. Adoro livros hots e esse é bem diferente por que é a mulher que é dominadora. Já adorei muito. Quero muito saber como o relacionamento entre eles vai se desenrolar.
    Agora a capa é bem sugestiva mesmo e esse comentário da sua mãe vai se o comentário da minha mãe tbm! Ri só um pouco quando li.

    ResponderExcluir
  7. Priscila!
    Os livros BDSM estão cada vez mais em alta, mas também confesso que é a primera vez que vejo uma mulher como dominante, geralmente elas são as submissas e é muito interessante, porque ela se impõem e mostra a que veio, tornando seus submissos, cordeirinhos...fascinante.
    Preciso ler!
    Que o final de semana seja de alegria e paz!
    “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Ola!!
    Adorei essa capa e como gosto muito de livros hot, com certeza vou gostar muito, não é sempre que se lê um livro com Dominadoras, já li um da Mila Wander (Dominados) e confesso gostei de ler, gosto de livros de mulher forte e determinadas e quero saber como vai ser o desenrolar da historia, louca pra ler!! Parabéns gostei muito da Dica!!!

    ResponderExcluir
  9. OI Pris.
    Eu tenho que concordar com você, esse é um livro ntre poucos que existe no mercado.
    Eu já curtir a personalidade dos personagens, adorei que quebrou aquele clichê de personagens quebrados com traumas sexuais e tudo mais,o fato de que ambos são fortes e dependentes já me animou, essa capa é linda e estou ansiosa para ler, depois de saber que apesar de ser um livro mais quente, tem romance com certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Finalmente um livro BDSM em que a mocinha não é a pessoa mais inocente do mundo e que os personagens não sofrem de nenhum tipo de trauma, amo livros desse gênero mas ler sempre praticamente a mesma história acaba enjoando, adorei o fato dos protagonistas serem bem resolvidos, quanto a capa, do jeito que sou distraída, começaria a ler o livro no meio do ônibus sem nem lembrar de como ela é.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Priscila!
    Confesso que não curto livros que abordam o tema BDSM, mas achei bem interessante a personalidade da Amélie e confesso que fiquei surpresa ao saber que ela é a dominante, pois como você mesma comentou não são muitos os livros onde a mulher é a dominante... muito bacana isso! Com certeza que curte esse gênero vai gostar de ler Honey...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Eita, que livro! Adorei saber que ela é dominadora e esta a procura de um submisso e como você dá para contar nos dedos livros que a mulher é a dominante e confesso que não li nenhum livro assim. Agora estou bem curiosa pra saber mais sobre esta historia e me deliciar haha
    Adorei a resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Priscila!
    Pelo que li esse livro não temos aqueles típicos mocinhos chatos, quebrados e mal-resolvidos na estória. Mas sim um mulher que sabe o que quer e um homem que é bem resolvido. Certamente esse livro é muito bom e vou adorar ler um livro que foge um pouco dos padrões do mundo BDSM!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  14. Sim...bem diferente a mulher sendo dominadora, sempre vemos mulheres sendo submissas. Quando li Redenção e Submissão da Nana Pauvolih, eu amei. O mocinho e a mocinha eram dominadores. Olivier não tem nenhum trauma? Realmente a autora inovou e foi bem criativa nesse ponto. Eu particularmente não estou lendo romances com bdsm, mesmo tendo a mente aberta para tudo kkkk mas acho que enjoei desse tipo de livro mesmo jkkkkkk. Eu achei essa capa bem bonita.

    ResponderExcluir
  15. Oi Priscila,
    Que livro hein?! Confesso que apesar de ter cansado de ler livros com pegada BDSM fiquei interessada em ler esse assim que vi a divulgação do lançamento. Esse diferencial de trazer uma mulher muito bem resolvida como a Amélie, uma dominadora que sabe o que quer e não tem nada de mimimi bem comum das personagens femininas dos demais livros desse estilo é o que mais chama a minha atenção.
    Ainda não li nenhum livro da Kristen Ashley, agora fiquei curiosa para ler algum, espero me surpreender com a escrita da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Nossa, esse livro realmente faz você sair da zona de conforto do que está acostumado a ler. A historia é super interessante, mostra-se uma premissa muito boa e claro, algo diferente há né, uma mulher dominadora e super madura, saber o que quer, gostei bastante da personalidade dela, então preciso ler esse livro urgentemente!

    ResponderExcluir
  17. Oi Priscila,
    Não fã de livros hot, mas esse realmente conseguiu chamar minha atenção.
    Porque ele já mostra que veio para essa finalidade mesmo, e com uma mulher extremamente forte como personagem.
    Adorei a dica, e esse eu vou realmente ler.

    beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Priscila ;)
    Estou doida pra ler esse livro, e amei essa capa S2
    Que maravilhoso saber que você favoritou, temos gostos parecidos *-*
    E que incrível que é um livro com uma mulher dominante! Acho que nunca li um com uma personagem assim, vai ser bem diferente e divertido, acredito!
    E adorei que você disse que ela não briga com o mocinho por qualquer coisa... estou meio cansada disso nos livros ultimamente.
    Adorei sua dica, e parabéns pela resenha! Com certeza você me convenceu a fazer Honey passar na frente na lista de leitura kkkk
    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Gente que livro é esse hein?
    Eu estou fugindo um pouco dos hots ultimamente, mas fiquei muito interessada em ler esse livro porque temos a mulher com a bola toda, é ela que manda e realmente isso é muito diferente, e eu estou louca para conferir isso, esse homem pelo visto é maravilhoso hein, gostei.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir