Mulher Maravilha - Leigh Bardugo - Lendas da DC #01


Editora: Arqueiro
Páginas: 400

Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana.Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal.No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.






Mulher - Maravilha Sementes da Guerra é o primeiro volume de uma coleção da DC Comics com alguns heróis, esse volume é escrito pela autora Leigh Bardugo. Nunca havia lido nada dessa autora e como eu adoro a Mulher - Maravilha já estava com expectativas altas para essa história, mas fui tombada, pois acho que essa foi minha grande decepção literária em 2017.

Diana é filha da rainha Hipólita, forjada do barro e do desejo da rainha de ser mãe. A moça tem de lidar com os desafios de não ser uma Amazona testa e forjada em batalha como suas irmãs.  Quando ela salva uma garota que pode acabar com o mundo mortal, Diana terá que fazer escolhas que nunca imaginou. Alia Keralis não sabe, mas ela é descendente de Helena de Troia e o que é chamado de Semente da Guerra, aquela que está destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e desgraça para a humanidade.

Primeiro eu preciso dizer que eu leve geralmente de dois a três dias para ler um livro de 400 páginas em um ritmo lento de leitura. Esse livro eu levei mais que o dobro disso, foi uma leitura que me deu sono, me deixou entediada e muito decepcionada com a escrita dessa autora. 

Leigh Bardugo pesa nas descrições que parecem intermináveis, os diálogos nas primeiras cem páginas são sofríveis. Diana não parece em nada com a guerreira Amazona que mesmo com suas inseguranças vai lá e faz, pois muitas vezes ela parece figurante na própria história.

Os diálogos mais interessantes e sábios não partem da heroína que todos amamos e aprendemos a respeitar, mas de uma outra personagem que deveria ser apenas uma personagem de apoio. Falo de Nim, que apesar de romper paradigmas por ser indiana, gordinha e lésbica, deveria ser uma daquelas personagens que dá a deixa para a protagonista e é o contrário. Nim parece ser bem mais sábia e feminista que a própria Diana, o que pela criação de Amazona deveria ser o contrário.

Eu esperava mais, muito mais da guerreira que influenciou toda uma geração de garotas a serem heroínas, quando apenas nos era ensinado que nosso papel era ser salva por algum príncipe ou herói misterioso. Ficou tudo muito além da heroína que ensinou a milhões de garotinhas a acreditarem nelas mesmas, a serem o que quisessem ser.

Essa capa é linda e deveria retratar a força que eu esperava que o livro trouxesse. A diagramação está impecável e linda. A edição em si está maravilhosa, uma pena que a história não faça valer.


12 comentários:

  1. Ola!!
    Confesso que também nunca li nada da Leigh Bardugo, mas gosto muito de livro de Super heroi, é muito ruim quando o livro não flui e nos deixa entendiada, é uma pena que você se decepcionou com a escrita da autora, fiquei até com receio de ler, mas valeu a Dica.

    ResponderExcluir
  2. Oi Priscila, é mesmo uma pena que a história esteja a quem da Mulher Maravilha que aprendemos a amar e que nos ensinou que também podemos ser heroínas como você bem disse. A capa tá linda, ainda não conheço a escrita da autora mas não sei se começaria por esse ;)

    ResponderExcluir
  3. Já li algumas resenhas sobre este livro, e as opiniões são bem parecidas.
    Eu não conheço muito a história da Mulher-Maravilha, então não sei se é apenas uma releitura ou se grande parte é a história dela; mas independente disso, confesso que não é uma história que me chama atenção.
    E que chato que tenha te decepcionado. É muito ruim quando isso acontece, ainda mais quando depositamos certa expectativa.
    Acredito que essa história pede uma força no texto, e na personagem. Essa é a imagem que tenho dela, e é o que essa capa incrível transmite.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Prisicla!
    Além de ser muito fã dos super heróis, A Mulher Maravilha é minha heroína há mais de 20 anos e não posso me furtar de fazer a leitura desse livro que traz a origem de como surgiu e por qual percalços teve de passar para chegar a ser quem é...
    E ainda tem toda a mitologia envolvida por trás do nascimento e crescimento dela, preciso ler.
    Semaninha alegre e feliz!
    “No fundo, morrer não seria nada. O que não suporto é não poder saber como terminará.” (A. Amurri)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Tudo bem?
    Eu não sou muito fã da Mulher-Maravilhosa, você estar me achando uma louca agora kkkk.
    Mas é sério a acho tão sem sal! Então dessa vez passo a dica, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Este livro se resume em uma palavra decepcionante, pois com sua resenha e isto que estou. Também estou louca para este livro, mas esperava me deparar com uma personagem bem descrita, feminista, dona de si, inteligente, pois e por esta razão que ela nos inspira, porém vejo que isto foi e muito bem deixado a desejar uma pena. Pretendo dar uma chance a obra, simplesmente porque sou fan da mulher maravilha, mas sem esperar um estória cativante.

    ResponderExcluir
  7. Que pena que esse livro não alcançou o potencial que a personagem em si tem. Ainda mais agora com o hype do filme também, essa seria a oportunidade perfeita de fazer bonito. Gosto demais da personagem e espero que futuramente façam uma obra que faça jus ao seu poder.

    ResponderExcluir
  8. Sempre me chamou a atenção a capa deste livro e confesso que apesar de ter sido lançado a algum tempo é a primeira resenha que leio sobre o livro, e é até um susto ler sobre o desenvolvimento d historia e de perceber que assim como a tua resenha, a historia acaba se desenvolvendo de um a foma tão esperada....Uma pena, mas realmente a historia em nada me chamou a atenção.

    ResponderExcluir
  9. Não costumo ler livros de super-heróis, então apesar de pela sua resenha este livro parecer ser muito bom, no momento não pretendo ler ele, mas para quem curte livros com este estilo de histórias, Mulher-Maravilha Sementes da Guerra é uma boa dica de leitura.

    ResponderExcluir
  10. Conhecemos a história de Helena de Tróia, então sabemos os estragos que Alia pode causar. Apesar de adorar a Mulher Maravilha, de ter amado o filme, não tenho curiosidade alguma pra ler este livro, muito menos depois de vc confirmar as minhas suspeitas de uma leitura maçante.

    ResponderExcluir
  11. Desde o lançamento quero muuuuito ler !
    Eu sou apaixonada por todo esse universo, e quero muito saber como era quando ela era apenas Diana, mas fiquei chateada por a autora não ter feito valer a pena já que tinha tudo para ser incrível.
    Adorei a resenha!

    beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Priscila.
    Eu li esse livro e gostei bastante, ache uma pena que a leitura foi cansativa para você que não fluiu bem, infelizmente isso acontece né, confesso que teve alguns momentos em que a narrativa foi um pouco lenta, mas nada que me incomodasse em demasiado, por isso apesar de tudo gostei do livro.
    Bjs.

    ResponderExcluir