A Morte de Sarai - J. A. Redmerski - Na Companhia de Assassinos #01


Editora: Suma de Letras
Páginas: 256
Classificação: 

Sinopse: Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte. Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo. Em “A Morte de Sarai”, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.

A Morte de Sarai é o primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos da autora J.A.Redmerski. Diferente dos outros romances publicados pela autora essa série tem uma temática bem mais sombria que pode chocar leitores mais sensíveis.

Sarai era uma menina típica americana com pais disfuncionais, sua mãe usava drogas e ela morava em um trailer no Texas. Até que sua mãe conhece Javier, um notório traficante mexicano que as leva além da fronteira e é aí que o pesadelo de Sarai começa. O homem fica um tempo com sua mãe até que se interessa mais por ela, que na época tinha apenas 14 anos. Hoje, nove anos depois, a garota vive uma vida de violência e terror, uma vida que ela não escolheu e uma vida da qual ela está prestes a fugir.

E é aí que entra Victor Faust, um homem aparentemente americano que foi contratado por Javier para assassinar um homem. Victor é a oportunidade perfeita para Sarai fugir daquele inferno, tudo que ela precisava era de uma chance para atravessar a fronteira e se ver livre daquele pesadelo que já durava anos. Porém nem tudo na vida fictícia são arco-íris e borboletas não é? Victor é um assassino e logo percebe que Sarai está com ele e ela fará de tudo para permanecer longe de Javier.

Aqui não há inocentes, muito pelo contrário. Victor e Sarai não são os típicos mocinho e mocinha, ele não é o cara no cavalo branco que veio para salvá-la e ela não é a mocinha totalmente indefesa e a vítima de tráfico humano. Muito pelo contrário, ambos são culpados de crimes diferentes, ele é um notório assassino, mas Sarai também muitas vezes viu e permitiu que coisas fossem feitas sem que ela fizesse nada.

A narrativa inteira é cheia de cenas que não são típicas de romances comuns, que puxam para o lado sombrio de um estilo de livro que conhecemos hoje como romance dark. Eu gosto muito e leio vários livros desse estilo, mantendo em mente lógico que muitos deles tem cenas que podem servir de gatilho para alguns, como cenas de estupro e violência mais gráfica.

A Morte de Sarai é um dos livros mais leves, claro que há sim cenas de violência, mas nada é muito explícito. Também são poucas as cenas mais quentes entre os protagonistas, mas elas existem e são extremamente bem escritas. 

Esse livro vai virar série e estamos extremamente empolgadas para ver na telinha. O ator que vai representar Victor Faust é o mexicano William Levy, ainda não temos mais informações sobre a produção, mas assim que nós soubermos avisamos.


12 comentários:

  1. Faz tempos que quero ler esses livros e até hoje não arrumei! Caramba! Achei legal esse jeito mais sombrio da história e ficou bem diferente dos que eu já li dela. E muito bom que não seja aquele clichê de mocinho e vilão. Gosto que os personagens tem seus lados bons e suas coisas ruins também, que não fique naquele preto e branco chato de sempre. E a escrita dela vicia, espero gostar de ler por isso e por como a história dos dois tem coisas interessante, sombrias e um romance um tanto diferente do que a gente espera.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    É a primeira resenha que leio sobre esse livro, e gostei demais, gosto bastante de leituras com estilo romance dark, gosto de me afastar da zono de conforto, lendo um estilo mais sombrio. Fiquei muio interessada em saber mais da história da Sarai e gostei muito de saber que o livro vai virar série, Adorei a resenha!!

    ResponderExcluir
  3. Eu fiquei há muito tempo de ler esse livro Desde o ano que lançou mas eu fiquei adiando a leitura e a Diana e a Diana Por que já li uma obra da autora que me irritou profundamente de tão tedioso e chato sem falar na protagonista que só sabe me irritar mas esse livro já entrou umas 3 vezes na minha lista de leitura de Scooby e eu acabei removendo ele também várias e várias vezes mas acabou que desistir de começar essa leitura

    ResponderExcluir
  4. Não tive um começo muito bom com J.A. Redmerski. Li "Entre o Agora e o Nunca" e "Entre o agora e o sempre" que na época do lançamento foi muito comentado e acharam a história fofa e o mocinho fofo, mas eu não vi nada disso. Pronto, a partir daí já tinha me decidido que não leria nada mais da autora, mas ganhei A Morte de Sarai. O livro já estava ali perto de mim, então pq não ler? A enredo é fantástico. Li essa história e a todo mundo momento eu pensava "isso daria um ótimo filme". Na verdade, William Levy é cubano. Ele não foi o Victor que imaginei, mas curti a escolha.
    Gosto muito de histórias que contenham temas atuais e nessa vc já leva um susto logo de início ao saber a história de Sarai e por quem ela foi entregue. É uma secessão de acontecimentos, adrenalina, correria, salvem suas vidas e ainda tem o irmão muito sombrio de Victor.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu não tinha conhecimento da autora e nem de seus livros, a trama é bem envolvente, um suspense bem interessante. Já me deixou muito curiosa a historia e estou curiosa em ler.

    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Priscila!
    Leve?Tenso, me pareceu bem tenso e também sem muito futuro, porque um romance com um assassino profissional não poderá ir muito longe, assim penso eu.
    Gosto de trhillers psicológicos e depois de tudo que Sarai passou, esperava que ela tivesse uma vida melhor após tanto sofrimento.
    Acho que ela não morreu, né? Então, porque a morte de Sarai?
    Desejo uma ótima semana!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Tenho o e-book faz tempo mas nunca dei uma chance para essa história, adorei essa ideia de assassinos de aluguel e uma personagem principal tão forte. Achei incrível essa capa também, ouvi dizer que vai ter uma adaptação do livro. É incrível como não ouço falar muito dessa série porque parece ser incrível. Não vejo a hora de ler!!!
    Obrigada pela dica :D

    ResponderExcluir
  8. Willian Levy na série? Mentiraaaaaaaaaaaaaa ameeeeeeeeeei sabia que ia ter a série mas não sabia que ele estava escalado.
    Quando lançou esse livro muita gente comentou, mas não cheguei a ler. Também curto romances dark, e infelizmente é um gênero pouco publicado aqui, o que pode ser um piuco espantoso pra quem não conhece esse tipo de leitura, mesmo esse livro sendo mais leve. Quero muito ter a chance de ler antes de assistir as produções, porque sei que também irá ter um filme.

    ResponderExcluir
  9. Sempre vi esse filme como um mistério policial e não como o livro realmente é. E gostei da história agora que sei como é, parece um ótimo livro para reflexão. A história parece bem forte então é bom ler de mente aberta nunca li nada desse estilo e acho que será um bom começo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Priscilla!
    A Morte de Sarai é um livro que tenho na prateleira a um bom tempo e ainda não tive coragem de ler, talvez por fugir dos romances bobinhos que costumo ler e ser algo mais pesado..
    É engraçado você imaginar como esses dois personagens irão se envolver se um é um assassino profissional e a outra carrega marcas que talvez vão durar para sempre em sua alma, parece que vai ser intenso. Pretendo colocar na lista de próximas leituras, e com a adaptação se aproximando não poderia ficar mais empolgada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Priscila!
    Tive oportunidade de comprar esse livro mais acabei deixando passar!! Gostei da premissa do livro não existe mocinhos nessa história, e também estou bem curiosa para assistir o filme.
    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Estou a um bom tempo querendo ler a série Na Companhia de Assassinos, pois sempre leio diversos comentários positivos referentes aos livros desta série. Pela sua resenha a história do livro A Morte de Sarai parece ser boa. Pretendo ler esta série em breve.

    ResponderExcluir