Voldemort: A Origem do Herdeiro (2018) | Crítica



A nobreza da boa vontade arrefece os defeitos?

Fãs: o que seria das franquias sem eles? Que sustentam esses empreendimentos milionários que tem a intenção de contar histórias - ou pelo menos deveriam ter - para nos encantar, viajar e sentir a magia inexistente desse mundo. O amor dos fãs transpõem muitas vezes o papel de espectador e passam a produzir seu próprio conteúdo daquele universo que tanto amam numa nobre tentativa de acalentar a saudade que os finais geram - ou frustrações em algum casos - em nós.

A comoção gerada - e até exagerada - pelo cancelamento da série da Netflix Sense8 que culminou no seu revival para um desfecho, como também a última temporada exibida de Game Of Thrones que mais pareceu uma colcha de retalhos de teorias já discutidas na internet (sim, há mágoas ao escrever isso), é a prova cabal de que hoje não somos apenas espectadores passivos das obras que consumimos.


A Origem do Herdeiro é fruto dessa nova onda colaborativa entre fãs e autores/produtoras, primeiramente como uma ideia de financiamento coletivo e posteriormente com o aval da Warner para produção independente sem fins lucrativo. O filme aborda o passado do aclamado vilão da saga Harry Potter, desenvolvendo mais sua origem e sedimentando melhor suas motivações e personalidade quando era mais jovem. O filme acerta em sua produção e em evocar a magia do mundo de Harry Potter, nos aspectos visuais e em seus efeitos, que por sinal são um grande destaque da obra, há cenas de ação envolvendo magia, perseguição, combate corpo-a-corpo e movimentos em alta velocidade que na franquia original não foi visto, ponto pra obra ao mostrar as possibilidades que podemos ver com as batalhas de varinhas nesse universo.

Porém o filme peca na sua linearidade narrativa, trabalhando exaustivamente o recurso do flashback pra sustentar sua história, que culmina num desfecho previsível para os fãs da saga e a tentativa de plot twist no final falha em causar surpresa. Alguns aspectos técnicos, como a dublagem dos atores, que são italianos em sua maioria, para o inglês, tira um pouco da imersão e da análise da capacidade de atuação dos atores, nos deixando em dúvida a respeito do talento deles, é compreensível a tentativa de universalizar a obra com o idioma em inglês - aliás a obra já bateu o recorde de filme mais assistido no Youtube -, mas isso deixa o filme menos profissional e com aspecto de amador como as novelas mexicanas dublada em emissoras nacionais.


Apesar disso, é um ótimo filme se você for capaz de perdoar esses aspectos técnicos, levando em conta que foi um filme produzido por fãs para fãs, apenas com o amor que eles tem pelo universo Harry Potter e toda a riqueza que ele possui. Sempre é interessante saber mais sobre aqueles personagens e principalmente sobre o vilão que é tão detestável, mas tão complexo que chega a ser sedutor. O filme abre portas para diversas possibilidades de expansão do universo Harry Potter nos cinemas e só por isso já é nobre demais a sua existência.

“Aqueles que nos amam nunca nos deixam de verdade…”
- Sirius Black

13 comentários:

  1. É com umas coisas assim que a gente vê como fã é importante. Achei legal citar as série de sense8 e got (essa temporada parecia coisa de fã né? Muito doido....) pra dar uma ideia da força que a gente acaba tendo com essas histórias.
    Vi muita gente falando desse projeto aí e achei legal, pode não ser daquelas produções super produzidas, mas pra quem é fã é sempre interessante ter umas coisas assim. A ideia foi boa e parece que tá fazendo um sucesso né, então é ótimo. Quem sabe não rola mais coisas do tipo né?!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não assisti, eu já não criei muitas expectativas então não vou me decepcionar.
    Esse filme é para os Fãs mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Ainda não consegui ver, mas como fã do universo de HP, acredito que não vou me decepcionar, pois é mais uma oportunidade para acompanhar essa saga maravilhosa, é ótimo saber que apesar de ter problemas na sua linearidade narrativa, o filme acertou em outros aspectos, e que no geral é um bom filme.

    ResponderExcluir
  4. Olá, ainda não tive oportunidade de ver, mas já esta na minha lista, achei interessante ser um filme produzido por fãs para fãs, acho que vou gostar muito!!

    ResponderExcluir
  5. Não sei muio bem o que comentar porque não sou uma fã de Harry Potter, e acho que nunca vou ser, já assisti os filmes, porém se me perguntarem alguma cena não vou saber dizer. Mas fico feliz com filmes desse tipo, porque são mesmo presentes pros fãs, e que nesse caso não são poucos né.

    ResponderExcluir
  6. Jonny!
    Nada é perfeito, inclusive no Reino do Harry Potter, mas acredito que seja sempre bom, qualquer coisa relacionada ao mundo do bruxinho, mesmo com uma certa forma linear de levar os diálogos e tudo mais.
    Desejo uma semana produtiva e abençoada!
    “Bem aventurados os que mudam suas atitudes sem esperar um ano novo.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Oi Jonny!
    Ainda não assisti a produção por medo de perder um pouco de encanto pelo meu vilão favorito. Uma das coisas que sempre questionei em Harry Potter é o porque de não terem feito nada, nem livros, nem filmes sobre o passado de Voldemort, já que os poucos pontos que conhecemos através das obras já é bastante instigante, e fiquei super curiosa quando vi que os fãs lançariam esse pequeno filme. Ainda pretendo ver, só estou dando um tempo para passar todo esse alvoroço em volta, mas não dá para negar que sendo um trabalho feitos por eles, está muito bem feito, pelo menos para mim, e como você disse, abre diversas outras portas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já vi muitas criticas sobre esse filme, a historia é muito interessante e os que fã fizeram foram sobreviver uma historia maravilhosa. Eu quero muito assistir e ver como é a trama e saber da historia de Valdemort que eles criaram.

    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Ainda não assistiu o filme Mas eu vi o alvoroço que estava na internet antes dele ser lançado e Fiquei até feliz em saber que ele tem legendas Já que eu não sei inglês muito bem

    ResponderExcluir
  10. Eu sou aquela que ainda não leu ou assistiu a qualquer coisa sobre Harry Potter. Sei o básico do básico sobre o enredo. Mas achei tão legal a iniciativa dos fãs... Olha que coisa louca fãs fazendo um filme sobre seus personagem. É um filme de fã pra fã.

    ResponderExcluir
  11. Quero muito ver esse filme e conhecer os novos personagens! O ator que faz o Tom é muito parecido com o dos outros filmes. É muito bom poder voltar para o mundo mágico e ainda ter novas histórias.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Jonny!
    Ainda não vi esse filme mas acho interessante contar a história de Voldemort, estou bem curiosa para assistir.

    ResponderExcluir
  13. Tenho interesse em assistir este filme. Que bom que A origem do herdeiro é um ótimo filme, eu acredito que se assistir este filme não teria problemas com os aspectos técnicos, pois como você citou nesta resenha, tem que levar em conta que é um filme que foi produzido por fãs para fãs.

    ResponderExcluir