A Forma da Água (2018) | Crítica


Existem barreiras para o amor?

Guilherme Del Toro é aquele gênio incompreendido que não se encaixa nos padrões, aquele amigo nerd que é apaixonado por criaturas e universos fantásticos e é zoado na escola por causa disso, mas um dia ele cresce e se torna alguém bem-sucedido na sua carreira pela genialidade que ele sempre possuiu e era motivo de chacota por isso, mas ainda não possuía o respeito do eruditos.

Mas ele cresceu e aprendeu a andar com os populares, com os gigantes da indústria, aprendeu seus gostos, preferências e como agradá-los, alinhando sua estética ao que se almeja em grandes obras.

E assim nasceu A Forma da Água.
 
Uma faxineira de laboratório muda (e não surda) acaba encontrando seu grande amor em uma criatura aquática desconhecida que se encontra em perigo.

Sally Hawkings é a grande estrela deste longa, uma princesa incomum que encontra seu grande amor, com desejos carnais, curiosidades comuns a todas as pessoas, e ela se mostra capaz de realizá-las. O filme não é hipócrita, mas muito corajoso em mostrar a rotina de uma mulher solteira de meia idade que emplaca em um relacionamento lascivo com um desconhecido. A fotografia do filme, que brinca com tons azuis-esverdeados em toda sua composição para ilustrar ambientes lodosos semelhantes as águas dos rios, brinca com tons em vermelhos para denotar a sexualidade aflorando na protagonista, algo lindo de se observar, assim como a trilha sonora que diz aquilo que nossa protagonista é incapaz de falar devido às suas limitações.

O vilão do filme apesar de muito maniqueísta, é convincente e assustador, palmas para a atuação de Michael Shannon que deveria ter sua indicação na categoria de coadjuvante, mas não teve, sendo roubada pela injustificável indicação de Richard Jenkins.


 
O filme se utiliza de diversos iscas cinematográficas para compor seus cenários e trama, que particularmente não me cativaram, a uma clara tentativa de impor um discurso político a respeito da diversidade, onde o roteiro trabalha em função dos acontecimentos e não o contrário, tornando a trama um pouco rasa e muito conveniente para que as coisas possam acontecer, há planos mirabolantes com execuções pífias para que tudo dê certo no final. Apesar de todo seus aspectos estéticos impecáveis, a entrega da Sally Hawkings em sua personagem e uma linda direção, o roteiro deixa a desejar com uma história muito comum, mesmo com todas as estranhezas que ele propõe a enfrentar, como uma personagem muda e um ser aquático desconhecido. Além de tramas irrelevantes e aspectos de certos personagens que não levam a lugar nenhum no contexto da trama principal, que não posso aprofundar aqui por motivos de spoilers, mas apesar disso é um filme lindo, acima de qualquer coisa , é um lindo filme, não posso negar.


 
É fácil perceber que Guilherme Del Toro adaptou todas as suas ambições para ter o respeito e o reconhecimento da academia, pasteurizando sua genialidade, originalidade e irreverência, vide suas 13 indicações, que são merecidas sim, mas sabemos que ele é capaz de entregar histórias bem mais envolventes e originais como O Labirinto do Fauno, que não tem medo de ousar. Não será surpresa que ele leve muitas estatuetas para casa e ele realmente merece por toda sua obra. Anseio pelas próximas produções que acredito que serão mais “Del Toro” do que essa, agora com o respeito de quem move o cinema mundial.

22 comentários:

  1. Olá Jonny,
    Fiquei com vontade de assistir esse filme desde que eu vi o trailer, mas ainda não tive a oportunidade. Sempre leio críticas positivas sobre esse filme (o que aumenta ainda mais a minha curiosidade).
    Eu tbm assistir o filme O Labirinto do Falno e gostei bastante do filme.
    Mesmo não tendo asssirido o filme, eu estou torcendo para que ganhe bastante prêmios só pelo que eu vi no trailer
    Espero consegui assistir logo, está no topo da minha lista de filmes pra assistir.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jonny.

    Estou encantada pela história, sem nem assistir a adaptação ou ler o livro.

    É um amor inexplicável e diferente, e eu diria até que é incompreensível!

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ver esse filme e depois de ver tudo que ganhou no Oscar só dá mais animação. Achei muito legal e doido a premissa, esse amor maluco, mas que destaca bastante das diferenças. Acho que a grande graça do filme pode estar em ver esses temas relacionados a nossa vida. A coisa do amor, de celebrar a diferença. Tá bom que a fantasia e loucura da história chama mais atenção e logo dá aquela vontade de ver onde isso tudo foi parar, como terminou. Mas gostei. Tem umas coisas bem humanas ali, achei interessante. E o elenco também de chamou atenção.
    Sei lá quanto as falhas da história, se tem mesmo, se utiliza de coisas padrões ou clichês ou muito fáceis de resolver e tudo mais. Achei bonito no geral, mas tenho que ver pra entender essas coisas. Parece bom.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li o livro nem vi o filme, e nem estava tão curiosa para conhecer a trama, até ver todas essas indicações.
    Lendo sua resenha, parece-me ser uma trama completamente louca kkkkk
    Bem diferente do que custumo curtir...
    De qualquer forma, acho que vou acabar vendo só pelo oscar mesmo. Ainda não estou empogalda...

    ResponderExcluir
  5. Oi Jonny!

    Ainda não vi o filme, acho que foi o único que não vi entre os indicados (só o ganhador aushaush), mas quando vi o trailer já imaginei ser um filme bom sim mas já adaptado para ganhar o oscar mas ahh que história lindaa, quero muito ver!
    Com certeza Labirinto do Fauno foi uma das obras primas do Guilherme Del Toro, amo demais!
    Estou com altas expectativas pra ver o filme pois tenho certeza que vou amar mesmo não sendo o melhor que ele já produziu.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Jonny.
    Quero muito ver esse filme.
    Achei a história diferente do que estamos acostumados, bem a cara do Del Toro.
    Eu imaginei que teria planos mirabolantes e que daria certo porque tudo conspiraria para esse fim. Isso pode ser um pouco frustrante, mas não sei se haveria outro direcionamento possível.
    Espero gostar do filme, mas não vou com altas expectativas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Jonny!
    Meu maior interesse no filme é conhecer as atuações, que já percebemos no trailer como estão incríveis. Gostei dessa jogada de cores na fotografia, é algo que venho prestando atenção nas últimas adaptações e olha, da dá um ar bem diferente e significativo.
    Apesar das pontas sem encaixe, tenho curiosidade em saber como a história se finaliza e sem dúvidas irei assitir!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Jonny,
    Estou super ansiosa para assistir esse filme, minhas expectativas já estavam lá em cima pelos tantos elogias da critica, ainda mais agora depois de ganhar 4 estatuetas no Oscar. A fotografia está impecável pelo jeito, e dei uma conferida na trilha sonora e adorei.
    Apesar de ser uma trama pouco convincente e com um desenrolar pouco aprofundado, ainda assim, estou empolgada para assistir.
    Acho que sou uma das poucas que ainda não viu O Labirinto do Fauno haha, vou tentar assistir final de semana.
    Parabéns pela crítica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Não vi o filme mas vi todo o bafafá em torno dele, como se o simples fato da beleza estética do filme garantir mais e mais estrelas do que pelo conteúdo inteiro. Não sei se ainda quero assistir, porque meio que ficou uma parte minha desejando uma história mais profunda com mais e mais sensações de envolvimento emocional do que cenas bonitas!

    ResponderExcluir
  10. jONNY!
    Não li o livro ainda, mas bem tenho vontade e ainda tenho mais vontade de assistir o filme, porque além do Del Toro ser um 'cara' super inteligente e versátil, o plot do filme, bem como toda caracterização, são excepicionais.
    Gosto desse lance de amor entre espécies e acredito que ainda, ainda tem a lição de que não há problema algum em se amar o diferente, muito pelo contrário.
    Bom final de semana!
    “Os lírios não bastam. As leis não nascem das flores. Meu nome é luta, e escreve-se na história.” (Luciana Maria Tico-tico)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. Esse filme sinceramente profundamente me fez suar horrores pelos olhos chorei como nunca tinha chorado em um filme e não me surpreendi nem um pouco quando esse filme ganhou o Oscar Eu quero muito o livro que é intrínseca vai lançar

    ResponderExcluir
  12. Estou louco para assistir esse filme, a história tem muito a ver com o momento que estou passando, estou tendo muito contato com surdos e a mocinha é muda o que mostra um pouco da dificuldade dessas pessoas e se passa no período da guerra que eu adoro. Claro que tem vários pontos que são muito sem noção mas parece ser um ótimo filme e que nos faz refletir e muito.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Jonny!
    Não vi nada do Guilherme Del Toro e só ouvi falar sobre o filme A Forma da Água depois que ele foi indicado ao Oscar - essa é a primeira crítica que leio sobre esse filme; - confesso que não faz muito o meu gênero mas achei interessante e bem diferente o casal protagonista, - uma personagem muda e um ser aquático desconhecido - e apesar de achar planos mirabolantes com execuções pífias para que tudo dê certo no final bem decepcionante pretendo assistir A Forma da Água sim, só não sei quando pois a minha lista de filmes para assistir está imensa rsrs.
    Abraços, valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  14. Olá! Realmente o filme é lindo, a história de um amor improvável, contado de uma maneira sensível, com personagens que me encantaram, interpretações ótimas dos atores, assim como a trilha sonora.

    ResponderExcluir
  15. Quando vi o trailer desse filme fiquei encantada. Só que até agora não assisti. Também não assisti ao Oscar por não ter visto tantos filmes indicados e ter ficado desanimada. Não desisti de assistir o filme. Quero assistir e espero gostar bastante. Os personagens tem características diferentes do que estamos acostumados a ver e eu acho isso bem legal. O livro foi lançado pela Intrínseca e tem uma capa MA-RA-VI-LHO-SA. Quero ler, mas não sei quando isso vai acontecer.

    ResponderExcluir
  16. Realmente, a fotografia e a trilha sonora, tudo remete a água, são lindas, mas continuo achando que A Forma da Água não tinha enredo pra ganhar um Oscar. Torci muito pra Três Anúncios para um Crime.

    ResponderExcluir
  17. Com certeza, depois de tanto se falar desse filme, ele é um dos que deve ser assistido, seja pra discordar das opiniões, ou pra glorificar de pé ainda mais ele hahaha
    Conheço da história só o que já vi sobre ela, não sou muito de ler criticas, mas uma coisa que me chama a atenção nesse filme, é a fotografia, achei belissima, os tons, a emoção que passa, acho que transmite muito do contexto do filme.

    ResponderExcluir
  18. Ainda não assisti, mas estou ansiosa!
    Parece ser muito lindo, e fala da vida, do amor e sonhos de uma forma única e cheia de mistérios.
    A atuação pelo que li, está incrível.
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi, Jonny!
    Ainda não conseguir fazer a leitura do livro e também não assisti esse filme que tantas criticas positivas já li. Mas quero muito pelo menos assistir o filme que pelo jeito é maravilhoso!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia esse filme mas confesso que fiquei com vontade de assisti-lo após ver quanta critica positiva ele esta recebendo.

    ResponderExcluir
  21. Maravilhosa produção, todos os elementos deste filme estão muito bem cuidados. Michael Shannon fez um ótimo trabalho no filme. Eu vi que seu próximo projeto, Fahrenheit 451 será lançado em breve. Acho que será ótimo! Adoro ler livros, cada um é diferente na narrativa e nos personagens, é bom que cada vez mais diretores e atores se aventurem a realizar filmes baseados em livros. Acho que Fahrenheit 451 sera excelente! Se tornou em uma das minhas histórias preferidas desde que li o livro, quando soube que seria adaptado a um filme, fiquei na dúvida se eu a desfrutaria tanto como na versão impressa. Acabo de ver o trailer da adaptação do livro, na verdade parece muito boa, li o livro faz um tempo, mas acho que terei que ler novamente, para não perder nenhum detalhe. Sera um dos melhores filmes de ficção cientifica, acho que é uma boa idéia fazer este tipo de adaptações cinematográficas.

    ResponderExcluir