Serafina e a Capa Preta - Robert Beatty - Serafina #01


Editora: Valentina
Páginas: 240
Classificação: 

Sinopse: Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.

Serafina e a Capa Preta é meu primeiro contato com a escrita de Robert Beatty e faz parte de uma das minhas metas para 2018 que é de ler alguns livros fora da minha zona de conforto. 

Serafina é uma menina que vive na escuridão. Ela mora no porão de uma mansão, escondida dos proprietários, junto com o pai que é mecânico. Sua principal função é caçar ratos a noite enquanto o pai dorme e durante o dia quando o pai trabalha, ela tira uma soneca. Porém uma noite algo estranho acontece: Serafina vê que um homem captura uma criança em uma capa preta. A partir daí ela descobre que várias crianças estão desaparecidas. Ela pede ajuda então, ao sobrinho dos donos da casa Braeden, e juntos eles vão tentar desvendar esse mistério. 

Eu gostei bastante da escrita do autor, ela é bem infanto-juvenil então não tem muitas palavras difíceis ou mesmo uma trama muito complicada. O livro é bem rápido de ler, não diria que consegui ler em "uma sentada" pois eu tive que dar uma parada na leitura, mas se tivesse com tempo um pouquinho mais livre teria conseguido ler em mais ou menos uma tarde.

Serafina é uma personagem muito fofa, ela é diferente e passou a vida se escondendo para não sofrer represálias por seus "defeitos". Ela é corajosa, obstinada e muito esperta. O que eu mais gostei nesse livro foi o fato da protagonista ser uma garota e não ser nada indefesa.

Braeden é um rapazinho que sofreu muito na vida e que tem uma afinidade com animais que não parece ter com seres humanos. Até conhecer Serafina o único amigo que ele tinha era o seu cachorro Gideão. A amizade que eles constroem também é bem bonitinha, Braeden parece amar as coisas diferentes que Serafina tem e ela, por sua vez, fica toda feliz por ser aceita.

No livro há também sobrenatural, nada que vá assustar, mas é o que dá ação a história. Eu diria que se você está procurando um livro para o público mais novinho esse aqui é uma ótima opção.

Eu amei essa capa, ela é muito linda e lúdica. A diagramação da editora também está cheia de detalhes no começo das páginas. Enfim, recomendo, é uma leitura leve e bem jovem. 

18 comentários:

  1. Primeira vez que leio uma resenha sobre esse livro, confesso que estava bem curiosa.
    Mas... não faz meu gênero. Serafina me parece uma personagem encantadora (me lembrou Ada, de A guerra que salvou minha vida), mas é provável que eu não a conheça.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Priscila!
    A capa é bela e pelo jeito, todo desenrolar da aventura ainda melhor.
    É por isso que amo os livros infanto juvenis, nos transportam para lugares que nem imaginávamos que poderíamos ir.
    E é tudo muito lúdico e descontraído.
    E quero descobrir quem é esse tal da capa preta.
    Quero ler.
    Bom final de semana!
    “Quando choramos abraçados e caminhamos lado a lado. Por favor amor me acredite, não há palavras para explicar o que eu sinto...” (Renato Russo)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Priscila.

    A maneira no qual a Serafina e seu pai vivem, é muito peculiar... Dada às circunstâncias e ameaças que o Capa Preta oferece, lá fora, às crianças.

    E nos leva a querer descobrir quem é o tal homem e o que o leva a agir da maneira que ele age.

    ResponderExcluir
  4. Vi umas coisas falando que era um livro mais jovem, porém tinha algumas cenas que até não pareciam muito assim. Não daquelas histórias bobinhas e tal, que tem algumas características que tornam a leitura legal até pra quem é mais velho. Achei interessante isso. E pela trama a personagem tem uma história fácil de gostar, ela é fácil de simpatizar pela situação e seu jeito. O mistério dos desaparecimentos e ela tentando descobrir as coisas deve ser legal de acompanhar, gosto de umas coisas assim. Acho que seria uma leitura bem legal.

    ResponderExcluir
  5. Oi Pri.
    Quero muito ler esse livro.
    A Serafina parece uma personagem fofa, destemida, corajosa e que irá se aventurar bastante. Gosto de histórias com um toque sobrenatural, desde que não seja assustador.
    Essa capa é realmente linda!
    Espero ter a oportunidade de ler esse livro logo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Saber que você gostou do livro que ele realmente vale a pena eu fiquei bem interessada em ter esse livro porque eu não leio muito fantasias infanto-juvenis e Esse livro me encantou com a capa com a sinopse e pelo visto a diagramação do livro é bem linda então eu realmente vou me arriscar nessa leitura

    ResponderExcluir
  7. O livro parece bem legal, mesmo sendo voltado para um público mais jovem. Esse tipo de leitura é bom para aquelas tardes que temos pouco tempo mas queremos muito ler. A capa é bem bonita e mexe com a imaginação.

    ResponderExcluir
  8. Oi Priscila,
    Eu adoro variar as minhas leituras, sempre busco ler um pouco de cada gênero, então esse livro é uma boa dica para ler um infanto-juvenil. Uma trama que envolve mistérios, magia e personagens cativantes como a Serafina e o Braeden sempre me conquista, mesmo sendo uma história mais leve. Adoro quando o livro traz personagens infantis como protagonistas, e a Serafina pelo jeito é cativante, uma garota corajosa e destemida, além de fofa.
    Vou deixar anotada essa dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Esse livro já chama a atenção pela capa linda que tem né?!
    Fiquei curiosa pela trama... Serafina parece ser uma mocinha legal. Mas não sei, saber que a trama tem um toque sobrenatural me desanima um pouco... não gosto muito disso
    Quem sabe, se surgir a oportunidade... hehe
    Na verdade vou anotar na minha listinha pq acho que será um presente legal para meus primos que são mais novos, né?

    ResponderExcluir
  10. Oi, Priscila!
    Não curto leituras voltadas para o público jovem, deve ser por isso que não me interessei pela trama de Serafina e a Capa Preta, não fiquei curiosa para descobrir o que há por trás dos desaparecimentos das crianças e se Serafina e Braeden conseguirão desvendar esse mistério... Por isso, esse é um livro que eu não leria.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Oi Priscila!
    Já estou tendenciosa pra ler algo sobre esse livro, já ouvi tantas resenhas boas que fico super na expectativa quando vejo algo a mais sobre. A capa é linda demais e eu gosto as vezes de sair do comum e ler um pouco de algo infanto-juvenil, com personagens que me apaixono facilmente e uma trama bem gostosa de ler. Já está nos desejados e espero conseguir ler ainda esse ano.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá! Realmente o livro parece ser bem leve e fofo, fiquei curiosa para saber quais são os defeitos da Serafina, e como ela e Braeden irão lidar com esse misterioso homem da capa preta.

    ResponderExcluir
  13. Apesar de não ser tão fã de fantasias. Esse chamou minha atenção. Adoro esses livros mais juvenis e a Serafina parece ser uma personagem muito esperta e aventureira. Deve ser muito legal ver ela construindo essa amizade com o Braeden. Já que ele parece ser bem sozinho e tem a companhia apenas de seu cachorro (outra coisa que eu adoro é quando tem animais na história). O livro tem uma capa bem bonita e espero ler um dia essa história e gostar tanto quanto você gostou.

    ResponderExcluir
  14. Não sou muito corajosa pra sair da minha zona de conforto. Amo romances, não importando em quais gênero o elemento seja inserido, mas precisa ter romance. Fiquei bem curiosa pela história, mas, principalmente, por vc ter citado que Serafina passou a vida escondida por conta de "defeitos"... Defeitos físicos? Comportamentais?
    Pra quem tão pequena e já com uma vida tão solitária, é gostoso acompanhar a amizade dela com Braeden.
    A capa é linda ♥

    ResponderExcluir
  15. Achei esse livro muito lindo, achei as fotos que vi dele e dos detalhes lindo demais.
    Não sou muito de ler livros desse tipo, porém também coloquei como meta, ler livros fora da minha zona de conforto, espero cumprir e ler pelo menos um.
    Acho esse tipo de livro perfeito pra relaxar e se divertir, além de que você se surpreende por achar que vai ser algo mais bobinho.

    ResponderExcluir
  16. Ai a capa é uma fofura!
    A Serafina parece ser uma criança beeeem empoderada e cheia de atitude!
    E embora tenha problemas, corre atrás e vai a luta sempre que é preciso!
    Já quero!
    Adorei a dica e a resenha!
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi, Priscila!
    Gosto bastante de livros infanto-juvenil por ter histórias interessante e cheio de aventuras!! Adorei a capa e sem dúvida é uma ótima indicação de leitura.
    Bjos

    ResponderExcluir
  18. Amei esta capa, porém histórias infanto-juvenis não são as minhas preferidas, estou mais na fase dos romances mais adultos.

    ResponderExcluir