Whitney,Meu Amor - Judith McNaught - Dinastia Westmoreland #02

Editora: Bertrand
Páginas:420
Classificação: 

Sinopse: A encantadora e impetuosa Whitney não tem medo de dizer o que pensa. Por conta de seu comportamento pouco apropriado para uma moça da sociedade inglesa do século XIX, ela é forçada, pelo pai frio e severo, a mudar-se para a casa dos tios em Paris, onde recebe aulas para se tornar uma dama. Sob o cuidado dos amorosos e dedicados tios, ela desabrocha em uma mulher sofisticada e bela, tornando-se a sensação da esfuziante sociedade parisiense. Quando retorna à Inglaterra, está mudada, mas ainda deseja conquistar o belo Paul, seu primeiro amor. Mas há alguém que parece disposto a destruir sua felicidade: trata-se de Clayton Westmoreland, um poderoso duque, que está decidido a ter Whitney a qualquer preço.



Whitney,Meu Amor é o segundo livro da Dinastia Westmoreland e o segundo livro que eu li dessa autora. Apesar de ter gostado do livro, confesso que a personalidade do mocinho me decepcionou um pouco.

Whitney é uma mocinha que rompe com todas as regras do decoro, aos 14 anos ela é apaixonada por Paul Sevarin e faz de tudo para chamar a atenção do rapaz. Quando o pai dela não aguenta mais seu comportamento e a manda morar com os tios na França, Whitney muda e se torna uma beldade que encanta os salões de Paris. Após alguns anos ela chama a atenção de um conde que fará de tudo para tê-la, não importa o preço.

Eu continuo gostando muito da escrita da autora, apesar desse ser um livro mais longo, ela conseguiu manter minha atenção mesmo que eu achasse que o livro deveria ter parado em um certo ponto.

Whitney é aquela mocinha que precisa aprender um pouco sobre a vida e evoluir, ela rejeita todos os pretendentes por causa de Paul, mas acaba percebendo que ele não a merece.

Clayton, o conde, foi o personagem que me decepcionou, ele luta com unhas e dentes para conquistar Whitney,mas no final ele tomou duas atitudes que me fizeram torcer para que a mocinha ficasse com alguém diferente. Ele erra a primeira vez, a gente perdoa e ele vai e faz de novo. Então isso me deixou bem incomodada e por isso esse livro não teve uma nota mais alta.

Eu gosto dessa capa, acho ela bem bonita. A diagramação está ok, li o livro em e-book e não achei nada para reclamar. Enfim,mais um romance de época para a conta.

15 comentários:

  1. Li esse faz muitos anos e foi o primeiro dela. Confesso que amei e ainda acho dos melhores da autora. Mesmo com as burradas do mocinho e as vontades de dar uns tapas nele, sei lá, gostei do casal e da história complicada deles. Hoje em dia talvez queira dar mais tapas que amar o cara, mas aí só lendo de novo xD
    A garota me conquistou fácil, gostei do jeito selvagem dela, essa coisa da pirraça que ela tem. Ahh adorei quando li e tinha muitas cenas maravilhosas por causa disso. Dava umas raivinhas também, mas no geral foi uma personagem que consegui entender e torcer por ela. É um bom livro pra quem adora romances assim. Os livros da autora são sempre no minimo interessantes pra quem curte esse gênero.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Eu amo a escrita da Judith, essa nova versão do livro está linda, adorei a capa, a versão que eu tenho é de bolso, por isso, estou louca para adquirir esse, Whitney é uma personagem bem intensa e cheia de personalidade, também fiquei brava com o mocinho, mas como não amar o romance desse casal!

    ResponderExcluir
  3. Oi Priscila,
    Eu nunca li nada dessa autora, e mesmo você falando que ela escreve bem, não me deixa com vontade de ler os livros dela. Esse, por exemplo, não achei a história tão boa assim.

    ResponderExcluir
  4. Oi Priscila,
    Ainda não consegui ler um livro dessa renomada escritora de romance de época, mas pretendo ler alguma obra no próximo semestre.
    Deu para perceber que esse segundo livro é menos empolgante que o primeiro, trazendo um casal difícil de conquistar. A Whitney pelo jeito tem muito o que evoluir nessa trama, e espero que o amadurecimento da personagem seja nítido. Já o conde, não vou criar expectativas quanto a esse mocinho, assim não me decepciono muito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Priscila!
    Parece que a paixonite de Whitney por Paul é algo até um tanto obssessivo e quando Clayton aparece, ela já está gostando dele.
    Saber que o Conde teve atitudes questináveis, desestimulou um pouco, mas ainda assim, gostaria de ler.
    “Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Adoro romances de época mas ainda não li nada dessa autora, não que eu me lembre.
    Eu gostei da premissa, mas que pena que o conde decepcionou. Também odeio me decepcionar com personagens legais, mas acho que apesar disso vou dar uma chance pra essa leitura.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Priscila.

    O livro mostra quão confusa e indecisa a personagem, é.

    Em relação ao Conde, já fiquei com um pé atrás, em relação a tais atitudes do mesmo.

    Enfim, não sei se é um livro que eu iria gostar...

    ResponderExcluir
  8. Olá, Priscila
    Ainda não li nada da autora.
    Penso que não gostaria desse livro porque gosto de personagens fortes e decididas e me parece que Whitney decepciona um pouco, e o conde com suas atitudes também não me agrada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Whitney, Meu Amor foi meu primeiro livro da Judith e eu amei. Li há mais de 10 anos e suspirei pela possessividade e ciúme de Clayton. No ano passado, mais velha e mais madura, inventei de reler e foi decepcionante. Whitney foi infantil antes e depois da mudança e suspirei por um mocinho que na verdade era somente um grosso, bruto, precipitado... Essa combinação não tinha como dar certo.
    A cena que culmina com o chicote, quem leu vai entender, é só uma prova de como personalidades assim põem tudo a perder. Tenho uma lista bem grande de atitudes erradas do Clayton.

    ResponderExcluir
  10. Oi Priscila,
    Pelo visto os dois pretendentes são embustres eim, que coisa, esperava um romance daqueles clichês sabe? E até temos isso, mais os personagens parecem que não tem amadurecimento.
    Confesso que tenho curiosidade em ler, porque gosto da autora, uma pena que tenha tantos pontos negativos!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Tenho uma amiga que sempre me indica livros da Judith, mas ainda não li nada da autora, pela resenha estou vendo que esse não é o livro certo para começar, pois ultimamente estou me decepcionando muito com os mocinhos de alguns livros que li, realmente tem algumas coisas que eles acabam fazendo que da vontade mesmo de falar para a mocinho escolher outro !!

    ResponderExcluir
  12. eu fiquei bem impressionada com esse livro da autora porque o primeiro livro Foi simplesmente magnífico tive grande medo dela decepcionar com este volume mas acabei me surpreendendo mais ainda porque a continuação superou o primeiro livro

    ResponderExcluir
  13. Oi, Priscila!!
    Não lembro ter lido nada da autora e sinceramente essa história não me animou em nada. Então, infelizmente vou passar a indicação.
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Já vi esse livro e estou bem curiosa por ele. Um romance de época sempre bem vindo a minha listinha. A trama é bem legal e envolvente, mas a personagem o modo dela não me agradou muito. Quem sabe lendo para mudar de opinião!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  15. Estou louca pra começar a ler essa série, espero começar em breve porque gostei muito da resenha do primeiro livro. Gostei da sinopse desse e tinha ficado bem curiosa sobre esse Conde, bem mais que pelo carinha que a mocinha é apaixonada, mas me decepcionei um pouco em saber que ele decepcionou você hahahaha mas mesmo assim quero ler, já coloque na minha wishlist

    ResponderExcluir