No Ritmo do Amor - Brittainy C. Cherry - Music Street #01

Editora: Record
Páginas:336
Classificação: 

Sinopse: A linda e encantadora Jasmine Greene nasceu para brilhar. Cantora nata, ela cresceu sabendo que tinha vindo ao mundo para ser famosa, pois sua mãe — uma artista frustrada que concentrava na filha todas as suas expectativas — não a deixava se esquecer disso um minuto sequer. A vida da jovem de 16 anos se resume a estúdios, aulas de dança e canto e a inúmeros testes para ser o grande nome da música pop. Ela não tem tempo nem de ir à escola, é educada em casa e sofre com a rotina atribulada. Para Jasmine, o pior de tudo é não poder cantar soul, sua paixão.Mas ela não reclama, porque, na verdade, seu maior sonho é fazer com que a mãe tenha orgulho dela. Elliott Adams é uma alma atormentada. Para ele, cada dia é uma batalha a ser vencida. O rapaz tímido, humilde e franzino sofre bullying na escola por causa de sua aparência e por ser gago. Mas ele é mais forte do que imagina e encontrou em seu saxofone uma válvula de escape. Tira todas as suas forças dos acordes de Duke Ellington, Charlie Parker e Ella Fitzgerald, seus maiores ídolos. Quando Jasmine finalmente consegue a permissão da mãe para frequentar a escola pela primeira vez na vida, sente que ganhou na loteria. Adora estar cercada de pessoas da sua idade, que vivem os mesmos dilemas e questionamentos... ela só odeia ver o garoto mais encantador que já conheceu na vida sofrer na mão dos valentões e fará tudo o que estiver ao seu alcance para mostrar a Elliott que ele não está sozinho. Aos poucos, esses dois jovens sofredores irão descobrir que têm muito mais em comum do que o amor pela música. Mas será que vão superar as reviravoltas que o destino preparou para eles?



No Ritmo do Amor é o primeiro livro da série Music Street, a mais nova forma da Brittainy C.Cherry acabar com nossos corações.

Jasmine Greene desde cedo sabe o que é trabalhar e não alcançar a perfeição. Sua mãe quer transformá-la em uma estrela do pop e fará de tudo para que isso aconteça. O único consolo da garota é seu padrasto Ray e a paixão que tem pelo soul. Até que ela começa a estudar em uma escola pública e conhece Elliot, um saxofonista que tem uma alma linda e que sofre bullying na escola. Ele parece ser tão quebrado quanto ela, eles acabam se apaixonando. Porém, a vida e uma tragédia os separam, anos depois Jasmine está de volta a Nova Orleans, mas Elliot não é mais o garoto que ela amou um dia.

Essa narrativa é dividida em duas partes, a primeira quando eles estavam na escola e a segunda seis anos depois. Confesso que a primeira parte foi muito difícil de ler, pois apesar de não trazer cenas gráficas traz temas muito difíceis como bullying, assédio e até mesmo estupro. 

A segunda parte deixou um pouco a desejar por deixar alguns pontos em aberto que eram muito importantes e isso me deixou um pouco chateada.

Jasmine é uma garota que sofre por não ter o amor da mãe e a história dela está aí para nos lembrar que família é aquela que te ama incondicionalmente e que infelizmente há relacionamento abusivo entre mães e filhos.

Elliot é o personagem que você vai querer colocar no colo e proteger do mundo, depois vai querer dar uns tapas para melhorar.

O romance dos dois acontece de forma gradativa e isso me agradou de certa forma, mas me desagradou de outra parte por que quando aconteceu foi muito rápido.

Eu gosto dessa capa, embora ache que o modelo não tem nada a ver com o Elliot. A diagramação está ok. Enfim, saibam que esse não é um livro fácil, há possíveis gatilhos na história e eu não recomendo de você tiver menos de 16 anos. 

16 comentários:

  1. Não conhecia a autora ainda mas já pude ver que ela tem uma escrita tocante. A premissa desse livro é muito linda apesar de triste, gosto de livros que envolvem musica no enredo.
    Apesar de tudo não cresceu meu interesse pela leitura, acho que justamente por tratar desses assuntos sérios e isso me deixa bem emotiva.

    ResponderExcluir
  2. Priii, olha eu aqui vindo fazer uma visita no seu blog hahaha. Quero muito conhecer a escrita da autora e gostei das suas considerações, normalmente gosto de ler livros que tenham essa pegada, mas não sei se seria uma boa ideia começar por esse livro da autora, o que você acha?

    ResponderExcluir
  3. Oi Priscila!
    Estou acompanhando resenhas sobre esse livro pois desde que vi o lançamento fiquei doida pra conhecer a história, parece ter um enredo daqueles que prende o leitor, adoro encontrar isso nas minhas leituras.
    Já está nos meus desejados!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi mana, eu já li toda a série elementos da autora e confesso que tava muito ansiosa pra ler esse livro mas acho que depois de ler a resenha vou diminuir um pouco a minha animação. Não gosto quando os autores deixam coisas em aberto na história e ela já fez isso em alguns, deu pra notar que ou ela deixava passar ou ela corria. Eu vou esperar mais um pouco antes de ler esse livro. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  5. Priscilaa!
    Nossa! Deve mesmo ser um livro bom já que leu com a maior rapidez, hein?
    Sou fã da autora também.
    Triste ser obrigada a fazer uma coisa que não se quer, né?
    Que mãe mais vaca, hein? Affffffeeee!! Que horrorosa, vixe!
    Eu mesma sou madrasta e as meninas me chamam de MÃEDRASTA...
    Que relação bacana dela com o padrasto, né?
    Já gostei e quero ler.
    “É o coração que sente Deus e não a razão.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  6. Mesmo sem ainda conhecer o trabalho da autora, esta nova série já tem dado o que falar. O enredo agradou muitos leitores,mas em contrapartida, desagradou outros tantos, por trazer também este ritmo mais frenético na segunda parte da história.
    Acho que o que mais me incomodou foi a falta de amor da parte da mãe, do lance de jogar toda a responsabilidade em cima de uma garota tão jovem.
    Acho isso desumano.
    Mas...quero muito poder conferir o livro sim!
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Mas nossa, tem até umas coisas pesadas na trama heim! Não sabia disso e gostei do que vi. Achei legal isso de separar, dividir numa parte que os personagens se conheceram e anos depois. Ver o que mudou deve ser bom, dar aquela curiosidade na hora da leitura. Fiquei meio pé atrás com isso de deixar coisa em aberto, mas no geral parece uma boa história e bem a cara da autora. Uns dramas fortes, amor, sonhos, tem aquelas coisinhas que adoro nos livros dela. Deu vontade de ler.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Essa autora com certeza gosta de acabar com meus estoques de lencinhos, parece ser mais uma história cheia de emoções, e é uma pena que a parte dois tenha ficado um puco corrida, quero muito ler esse livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi Pri,
    Já conheço a escrita da autora, e ela sempre consegue arrancar lágrimas de mim...
    Acho legal como ela dividiu a narrativa, dá para conhecer bem a história do casal, e ver a evolução deles.
    Personagem bom é assim, a gente ama em um momento, e no outro quer matar kkk
    Gosto da forma como Brittainy aborda assuntos sérios e reais, ela consegue fazer isso com maestria.
    Como fã da autora, sem dúvidas irei ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Já conheço a autora, mas ainda não conhecia este livro.
    Gostei bastante da premissa e gosto quando as tramas se passam em anos depois mas achei uma pena ela ter deixado algumas pontas soltas.
    Acho importante livros abordarem temas difíceis e fiquei bem curiosa para saber como a autora os abordou.
    Já adorei super a dica.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  11. Olá, Priscila
    Ainda não li nada da autora, já tinha ouvido falar sobre esse livro e resenha é a primeira que leio.
    Gostei muito do livro sobre os temas que ele aborda como relacionamentos abusivos, bullying, a boa relação que a personagem tem com o padrasto.
    Concordo com você que o modelo da capa não condiz com o personagem Elliot.
    Quero ter a oportunidade de ler esse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Quero muito ler os livros da autora, e adorei essa capa.
    Além de esse de todos dela, foi o que mais chamou minha atenção, por falar de assuntos que necessitam tanto serem discutidos, como abuso e bullying.
    Quero muito mesmo ler.
    Ai, Deus, agora tô curiosa pra conhecer o Elliot, pelo jeito é um boy magia encantador! kkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Oi, Priscila!!
    Gostei bastante da livro parece que autora tem um coisa com mocinhos que sofrem horrores. O único livro que li da autora foi O ar que ele respira e adorei espero ter oportunidade de ler outros livros dela no futuro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Até agora não li nada da autora e sinto que estou perdendo tempo, pois os romances dela parecem ser incríveis. Não sabia que esse livro tinham cenas mais fortes E achei legal você ter avisado aqui. Só preciso ser sincera e dizer que não sou muito fã quando os protagonistas ficam esse período separado e aí tem o reencontro. Não sei, acho um pouco clichê demais e às vezes acaba ficando corrido. Mas o livro parece ser ótimo e está na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  15. Já tinha visto uma resenha desse livro, e só por ser Brittainy C. Cherry não tem como não querer ler. Realmente acho que não deve ser um romance fácil de ler, com temas assim não tem mesmo como, mas acho que vai ser uma leitura bem forte e emocionante como só a Brittainy sabe escrever.

    ResponderExcluir