Dias Nublados - Dany Fran



Dias Nublados foi minha primeira experiência com a escrita da Dany, sempre acabo conversando com ela e a Kelly pelo instagram, mas não conhecia suas escritas e resolvi me arriscar.



Conheci então Izadora Morgan Luchetta, uma artista que tem um enorme talento e que começa o livro em uma temporada na Itália, mais especificamente em Florença prestes a exibir seus trabalhos em uma galeria europeia, mas a vida acontece. Alguns acontecimentos e uma tragédia levam Iza de volta ao Brasil e o período que era pouco acaba se transformando em meses e depois de uma morte que muda sua vida, se transforma em anos. Iza muda radicalmente, passando de uma mulher aberta e impulsiva, a uma mulher que carrega uma culpa e uma tristeza enorme. O que muda quando ela encontra Paolo, um homem que traz segurança e conforto que ela estava precisando.

A escrita da Dany me surpreendeu, fluida, e por vezes até poética a autora conseguiu nos transportar para a cabeça da personagem durante essa jornada. Apesar disso, e quero deixar claro aqui que não foi demérito da autora, eu não consegui me conectar com Izadora.

Talvez por ser uma alma mais sensível Izadora sente na pele tudo a todo momento, ela é um ser humano cheio de falhas e acertos e isso é um ponto positivo, mas mesmo assim não consegui me conectar a personagem, talvez por ela ser completamente diferente de mim em tudo e isso atrapalhou um pouco a minha leitura.

Apesar disso ressalto que os personagens secundários com suas histórias de amor e desamor me agradaram muito mais do que a história ao redor da personagem principal. Francesco, Luna e tantos outros que passaram pela vida de Izadora me encantaram muito mais do que sua história de perda, na verdade acho que fiquei mais presa a eles do que a própria protagonista.

O romance entre Izadora e Paolo dentro da narrativa foi breve, quando engatou não tomou mais do que 70 páginas entre as 276 que o livro promete e isso foi mais uma coisa que não me agradou tanto, acho que um pouco mais do romance entre os dois me prenderia mais a história de Izadora, mas creio que a autora tenha optado por ser assim, pois Dias Nublados é a trajetória de Iza e não de Iza e Paolo, no que talvez a sinopse também tenha falhado um pouco.

Eu gosto dessa capa meio borrada me lembra que a personagem principal é artista plástica. A diagramação está maravilhosa e parabenizo a editora e a autora por esse cuidado. A revisão está impecável e isso dentro da Literatura Nacional é um mérito. Enfim, esse é um livro de drama se você gostar do gênero com certeza vai curtir.




Editora:Empíreo
Páginas: 276
Onde Comprar: https://amzn.to/2RBl6aV
Disponível no Kindle Unlimited aqui.

Sinopse: "Saudades? Tampouco serve. Nem mesmo pra resumir. Mas quer saber? A vida não foi mesmo feita para ser um resumo."
Às 8h55, de uma segunda-feira de carnaval, Izadora Morgan Luchetta viajava por uma rodovia estadual do Paraná. Artista plástica, seguia com a certeza de retomar a Florença, onde faria, em breve, uma exposição. Mas, naquela mesma hora, em outra estrada, um caminhão perde o freio no instante em que a irmã mais velha de Izadora e dois amigos passavam, indo para a praia. Eles nunca mais viram o mar. E Izadora não voltou para a Itália.
Um minuto e a vida que tinha deixado de existir Izadora encontra um quarto vazio e uma casa às escuras. A cada dia, retomar a inspiração parece mais surreal. Até que Paolo bate à sua porta. E a paixão, quase secreta, vira tudo de cabeça para baixo, novamente

9 comentários:

  1. Não conhecia o livro, nem as autoras, que grata surpresa.
    Me chamou atenção pela capa, é muito bonita.
    A premissa é interessante, e amo escritas poéticas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Priscila!
    Bom quando podemos conhecer uma nova autora.
    Uma pena que não tenha conseguido se identificar com Izadora, mas gostei do plot do livro e fiquei bem curiosa, viu?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. É interessante pela ideia e leria fácil. Só achei uma pena isso de não se conectar tanto com a personagem. É legal você entrar de cabeça na história e quando não acontece muito disso perde um pouco o brilho. Achei legal não ser só romance, de ter um foco na trajetória dela. Muda aquele clichê, sei lá. Gostei disso. Parece uma história bacana de ler.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Priscila
    Bom quando conhecemos mais autores nacionais, amei a capa.
    Uma pena você não se conectar com Iza, gostei do enredo e fiquei curiosa para saber dos detalhes do breve romance com Paolo.
    Espero poder ler, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Achei essa capa muito linda e adorei envolver um pouco da Itália, mas confesso que a história não me chamou tanto a atenção. Talvez eu ficaria mais conectada com a Iza pq sou bem sentimental e sinto as coisas com mais fervor tbm. Em todo caso, está na lista!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Adoro conhecer novos autores nacionais, e esse livro me deixou bem intrigada, Izadora parece ser uma personagem bem complexa, que vai passar por muitos acontecimentos, curiosa para saber como ela lidará com todos esses eventos, principalmente seu romance com Paolo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Pri,
    Sempre bom ver novos autores nacionais se destacando, eu não conhecia a Dany!
    Ao ler a sinopse, achei a temática bem forte e consegui entender um pouco mais da resenha, acredito que eu conseguiria me conectar um pouco mais com a protagonista, sou bem sensível também em relação ao que ela viveu!
    Pena o romance ter durado pouco, também não gosto quando fica corrido...
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Priscila!!
    Gostei muito da ideia da autora trazer uma história que fale um pouco o que A Izadora passou, e transformou de uma pessoa aberta e para outra completamente diferente depois de uma tragedia. Enfim, adoro ler livros de autoras nacionais e fiquei bem curiosa para conhecer esse livro da Dany Fran.
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, nem a autora, mas achei bem clichê.
    Aquela típica personagem que sofre anos por algo do passado que foi triste, mas nem de todo sua culpa, e quando aparece o mocinho, as coisas começam a acontecer.
    Pode ser legal, mas sei lá, já li muito desse tipo.
    bjs

    ResponderExcluir