Renegados - T.M. Frazier - The Outskirts #02


Renegados é a continuação de Libertados da autora T.M. Frazier, quando li o primeiro livro corri para ler o segundo, pois o primeiro tem um final eletrizante.


Depois de muita luta Fin e Sawyer estão finalmente juntos vivendo uma relação, mas segredos do passado voltam para atormentar a garota. Tudo que ela pensava saber sobre sua família mostra estar errado, todo o abuso que sofreu a vida inteira não foi apenas por conta dos preceitos religiosos dos pais, mas há uma história de muito mais crueldade do que a garota imaginava. Adicione isso ao fato de que a igreja do pai chega a Outskirts para evangelizar e o medo do que pode volta a assombrar nossos mocinhos.

Vai ser muito difícil escrever essa resenha sem dar muitos spoilers, a autora amarrou tão bem os dois livros de modo que assim que terminamos o primeiro com agonia procuremos o segundo para ler. Acontecimento e reviravoltas na narrativa são o que marcam esse segundo volume de The Outskirts.

Mais detalhes sobre as violências que a mãe de Sawyer aguentou do pai vem a tona, estupros, surras e todo tipo de humilhação que apenas ficaram no ar no livro passado vem dar as caras. Entendemos também como funciona de maneira melhor a religião que ambas participavam, e sim parece muito com algumas religiões aqui do Brasil. Violência contra a mulher era acobertada pelo princípio da submissão, estupros, agressão e desrespeito eram comuns entre marido e mulher. Além de casamentos entre jovens e homens mais velhos que as tratam como um nada. Isso é familiar para vocês? Conseguem ver alguma semelhança com algumas igrejas brasileiras? Por que para mim ficou bem claro que essa é uma realidade bem próxima a nós.

Sawyer tem muito medo do pai, teme que ele a leve de volta para a vida da qual ela fugiu, enquanto tenta estabelecer uma vida feliz com Finn ela tem de lidar também com outro segredo que ameaça consumi-la. 

Enquanto isso, Finn tem de lidar com seus medos em relação a garota, com o fato de que as linhas entre ser protetor e ser abusivo com ela no tocante a cercear seu direito a escolha. O que culmina mais uma vez no que reclamei no primeiro volume, eles querendo resolver os problemas fisicamente.

Apesar disso creio que esses livros sejam interessantes para leitura de todos para que possamos refletir principalmente sobre o papel que cabe a mulher dentro das religiões, lembrem sempre a fé não pode oprimir indivíduos, se sua fé oprime mulheres, gays, etc. tem alguma coisa muito errada com ela.

Adorei essa capa e a diagramação está ok. Aproveitem que esse livro está disponível no Kindle Unlimited. 

Editora: The Gift Box
Páginas: 208
Disponível no Kindle Unlimited: https://amzn.to/2tAFtat

Sinopse: O amor que o Finn e eu compartilhamos é do tipo que você nunca esquece. Do tipo que você nunca quer esquecer.É por isso que faremos qualquer coisa para protegê-lo.
Quando o meu passado vai até Outskirts atrás de mim, temos que fazer uma escolha. Deixar que o passado destrua a nossa chance de um futuro juntos ou… enterrá-lo no fundo do pântano, onde ele pertence.
Ferozmente. Possessivamente. Insanamente.
Sempre.

5 comentários:

  1. Oi, Priscila!!
    Fiquei super curiosa depois de acompanhar um pouco da história do primeiro livro pelo instagram e quando li a resenha fiquei mais empolgada ainda para saber um pouco mais sobre essa história e fiquei bem feliz por que vi que esta disponível no Kindle Unlimited, vou sem dúvida alguma pegar essa série para ler!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Mesmo tendo essa pitada hot, o livro apresenta um enredo que nos faz refletir sobre vários aspectos importantes, imagino que o ideal seria ler os dois livros em sequência, para não ficar muito curiosa com o que esta por vir.

    ResponderExcluir
  3. O enredo é complexo: violência doméstica e seus efeitos, fé, fanatismo religioso, luta pela sobrevivência, força, resiliência... Acho assombroso que isso se pareça a cada dia mais com a nossa realidade, com o mundo real.

    ResponderExcluir
  4. Achei isso do papel da mulher interessante, uma coisa pra refletir. Mas é uma tristeza ver tanta desgraça acontecendo com uma mulher desse jeito. Descobrir essas coisas ao ler é pesado, deixa triste. Pelo jeito do livro não sei se leria por fugir desse tipo de leitura, mas tem um tema importante no meio e isso achei legal.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, mas parece muito bom!
    Interessante e necessário ler mais sobre pessoas que sofrem tantos abusos em nome de uma religião, de um preconceito maior.
    Já quero!
    bjs

    ResponderExcluir