O Gosto da Tentação - Elizabeth Hoyt - A Lenda dos Quatro Soldados #01



O Gosto da Tentação é o primeiro volume da série A Lenda dos Quatro Soldados da autora Elizabeth Hoyt. Essa não foi minha primeira experiência com a autora e eu confesso que alguns pontos dessa narrativa não me agradaram tanto.



Lady Emeline Gordon é uma viúva que segue os costumes da sociedade londrina, é mentora de jovens em suas temporadas na sociedade e faz o que se espera dela, escolher um nobre para casar. Ela perdeu o marido ainda jovem por quem era extremamente apaixonada, cuida da tia e do filho pequeno de perto e por isso não pretende casar por amor, ela sabe que tem responsabilidades e que essas responsabilidades não deixam margem para que ela possa sofrer por amor. Até que em um baile ela conhece Samuel Hartley, um comerciante abastado e um ex-soldado que foi um dos poucos sobreviventes de uma batalha que matou o irmão dela. O rapaz chegou a Londres para provar que a batalha que deixou marcas em todos foi na verdade uma emboscada e o exército inglês foi traído por alguém. O que nenhum dos dois esperava era uma atração irresistível que pode não acabar tão bem assim.

A narrativa de Elizabeth Hoyt segue a mesma linha da Trilogia dos Príncipes, também temos aqui contos de fadas ao começo de cada capítulo que representam a história, confesso que eu raramente leio essas histórias, pois fico mais interessada nas histórias dos personagens principais.

Lady Emeline foi o que realmente me irritou, eu simplesmente não conseguia entender os motivos dela para se afastar de Samuel. Tudo e todas as desculpas dela só me pareceram fúteis e frívolas, foi uma das piores mocinhas de romance de época que eu li até aqui e olha que eu sempre defendo mais as mocinhas, mas essa aqui não deu.

Já Samuel, foi paixão a primeira letra, que mocinho maravilhoso e que merecia coisa muito melhor que essa mocinha. Ele sofreu muito na guerra e é tão honrado que mesmo que as pessoas pensem que ele foi um covarde, ele volta pra Inglaterra para vingar seus companheiros e fazer justiça. Um homem de honra que é sensível e libertino ao mesmo tempo.

Eu gosto dessa capa, acho que pessoalmente ela fica mais bonita que nas fotos. A diagramação está ok, não tenho nada para elogiar ou reclamar, só cumpriram com os requisitos básicos para uma boa leitura. Enfim, a leitura vale a pena por causa do mocinho.



Editora: Record
Páginas: 368
Onde Comprar: https://amzn.to/2NOdZHI

Sinopse: Lady Emeline Gordon é um exemplo de sofisticação entre a elite da sociedade londrina, uma mulher sempre elegante e extremamente educada. Por isso, ela é a dama perfeita para acompanhar Rebecca, a irmã mais nova de um bem-sucedido homem de negócios de Boston e ex-soldado das colônias. Samuel Hartley pode até ser um homem bem-afortunado, mas seus modos são tão selvagens quanto os confins das colônias onde foi criado. Afinal, quem usaria mocassins em um baile de gala? Sua arrogância e seu desprezo pelo decoro deixam Emeline furiosa, ainda que, no fundo, ela ache aquela ousadia atraente. No entanto, apesar da aparência rebelde, o ex-soldado é assombrado por uma tragédia: o massacre do 28º regimento, no qual centenas de seus companheiros morreram ― inclusive o irmão de Emeline, Reynaud. E é por esse motivo que Samuel está em Londres: para obter respostas, e não para se apaixonar. Mas isso não significa, porém, que seja fácil para ele controlar o próprio coração. Para Emeline, se afastar daquele homem também não é uma tarefa fácil, principalmente quando descobre que ele está tentando desvendar o mistério por trás da morte de seu irmão. À medida que os dois passam cada vez mais tempo juntos, se render àquela paixão se torna impossível. Mas Emeline não pode se comprometer com o forasteiro... por vários motivos. Só que algumas coisas estão além do controle de uma dama...

6 comentários:

  1. Oi, Priscila
    Ainda não conheço a escrita da autora, mas dos livros que li as resenhas a maioria das criticas foram negativas.
    Mas a capa é lindíssima, tenho curiosidade para ler algum livro dela, mas ao mesmo tempo fico com um pé atrás. Não descarto a possibilidade de ler algo da autora, mesmo sem conhecer adorei Samuel.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Priscila!
    Difícil ver uma protagonista feminina em romances de época que são 'intragáveis', fiquei impressionada e completamente encantada pela lealdade e justica de Samuel, digno de um mocinho de verdade.
    Nunca li nada da autora e espero poder ler algum dia.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Bem interessante os sentimentos despertos com os personagens. O ranço na mocinha foi um tanto inesperado, geralmente gosto mais da garota nessas histórias, mas já fiquei com pé atrás com essa. E o mocinho parece valer o titulo de mocinho. Nunca li nada dela e tava pra ler aquela série que saiu. Gostei desse livro também e até isso dos contos de fadas chamou atenção. Vamos ver quando ler se vai ser bom mesmo com esse casal.

    ResponderExcluir
  4. Ah, ainda não li nada da autora.
    Mas me parece que a série dos Príncipes é melhor do que essa.
    Eu não tenho não costume com romance de época, então não me arriscaria nesse livro por enquanto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! A capa do livro é realmente muito bonita, uma pena que Lady Emeline seja uma personagem tão chata assim, já Samuel parece ser aqueles mocinhos T.D.B (Tudo de Bom!), como fã de romances de época espero ler o livro em breve, principalmente para conhecer melhor Samuel.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Priscila!!
    Ainda não li esse primeiro livro da série A Lenda dos Quatro Soldados, gosto bastante de romances de época mas é realmente difícil quando a mocinha é irritante, mas parece que o mocinho, o Samuel é maravilhoso e compensa fazer esse leitura para saber mais desse personagem incrível.
    Bjoss

    ResponderExcluir