Vingadores: Ultimato (2019) | Crítica (SEM SPOILER)

"- Você está chorando? / - NÃO... Sim!"

Depois de mais de uma década e de mais de vinte filmes, finalmente temos a conclusão de um universo cinematográfico tão fantástico e, provavelmente, o filme mais esperado do ano. Vingadores: Ultimato chegou com tudo na última semana e já está no caminho para ser o filme com a maior arrecadação em bilheteria da história. Mas será que Ultimato é tudo isso mesmo?

Gostaria de deixar claro que na data de hoje, 29/04, já assisti Ultimato 3 vezes. Desde a primeira vez, a crítica já estava pronta, mas achei melhor esperar para ver as outras vezes e refletir se tudo não havia passado de um ápice de fanatismo ou se o que eu tinha visto era real. Por outro lado, peço desculpas por essa crítica não se alongar muito, pois qualquer coisa que eu conte sobre a história, desde o começo até o final, é um spoiler, e quero preservar a experiência daqueles que ainda vão para o cinema.

Vou fazer diferente das outras vezes e já responder à pergunta da introdução de cara e resumir tudo que senti depois de assistir: Vingadores: Ultimato é FANTÁSTICO.


Desde o lançamento de Vingadores: Guerra Infinita, ficamos curiosos com o destino da humanidade depois do famoso estalo de dedos de Thanos (Josh Brolin). O que aconteceu com nossos queridos vingadores que viraram pó? (particularmente, só me importava com o Homem-Aranha, a Feiticeira e Dr. Stranger) Só que mês passado nós tivemos uma nova esperança sobre como tudo aconteceu, pois finalmente fomos apresentados a Capitã Marvel, a super-heroína mais poderosa do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU).

Depois de ver do que Carol Danvers (Brie Larson) era capaz de fazer em seu filme solo, sabíamos que Thanos finalmente teria uma oponente a sua altura, mas como chegar até essa batalha final, como introduzir essa personagem diretamente em Vingadores?

Felizmente, posso dizer que a construção do MCU foi incrível desde o começo, os envolvidos por trás de todos esses filmes conduziram muito bem suas histórias para chegar até esse momento, pois é aqui que vemos que nada em todos os 22 filmes anteriores foi por acaso, até mesmo a menor das escolhas os levou para os acontecimentos de Ultimato. Claro, que a Marvel cometeu erros e acertos durante o percurso, tais como Homem de Ferro 3 e Thor: Mundo Sombrio, que apesar de não serem filmes considerados tão bons, são importantes para esse momento.


Poucas vezes na vida senti tanta emoção assistindo um filme, o melhor foi que isso não aconteceu somente na primeira vez, mas em todas. Eu ri, chorei e me emocionei. Desde de muito novo vou ao cinema, na maioria das vezes com minha mãe, pois vem dela o meu gosto por séries e filme (podem acreditar, foi quem me apresentou Supernatural, The OC e Flash, além de me fazer assistir a todos os filmes do Batman), e nunca eu tive que ser consolado porque chorei vendo uma cena. E não era uma cena triste, muito menos uma cena feliz, era uma cena de luta. Eu chorei pela beleza da construção de tudo.


Em uma das vezes que assisti, vi em IMAX, apenas para ter uma noção melhor da imagem e pela experiência (inclusive, recomendo que se você puder, assista filmes em IMAX, não tem qualidade de som e imagem melhor do que esse). Com isso, só pude comprovar a grandiosidade da cena em questão. O posicionamento dos personagens, as contraposições entre vilões e mocinhos, todos com seus poderes pronto para uma batalha, sem contar com a fotografia daquele momento. É simplesmente de encher os olhos (estou quase chorando de novo só de lembrar).



Mas, como bom fã de Harry Potter, a gente aprecia, mas também fala mal quando merece. O filme consegue manter um ritmo muito bom do começo até o final, mesmo que quase despenque e suba de uma vez em questão se segundos, mas algumas coisas me irritaram muito, como as resoluções fáceis de problemas deixados em Guerra Infinita, são coisas bobas que poderiam ter sido mais clamorosas do que esperávamos, já que tivemos que esperar, algumas chegando a beirar o ridículo (o rato está aí para provar).

Outra coisa, que é quase um spoiler, mas nem tanto, é a expectativa que eu tinha sobre a Capitã Marvel. Nos foi entregue algo sensacional no filme dela, os trailers fazem parecer que ela vai fazer parte de todo o filme, mas não. Ela aparece, vai embora, aparece de novo, vai embora de novo. Creio que isso se explique pelo fato da atriz, Brie Larson, ter gravado suas partes de Ultimato antes de gravar Capitã Marvel, e por isso, ela não poderia se mostrar tanto. Acontece que nos foi vendido uma coisa, e infelizmente acontece outra. Não digo que Carol Danvers não tem importância ou participação para todo o desfecho da história, estou dizendo que esperava muito mais da personagem, que chega a ser arrogante em determinados momentos, não parecendo muito com o que vimos antes.


Ainda bem que todo o resto compensa esses poucos momentos. Até as atuações estão bem melhores, e como não tem como falar de todos, já que são muitos, vou deixar minhas palmas de ouro para Scarlett Johansson, puta que pariu, essa mulher elevou a Viúva Negra ao nível de três mil (ou mil milhões para quem viu dublado). As expressões faciais de Scarlett são bem focadas, e creio que os Irmãos Russo fizeram de propósito para destacar a qualidade da atriz. Suas caras e bocas, segurando choro, demonstrando força e sorrindo estão impecáveis. As expectativas para seu filme solo subiram muito (pelo amor de Deus/Zeus/Alá, Marvel me explica o que aconteceu em Budapeste).


Falando em filme futuros, apesar de ter concluído todo o arco da Saga do Infinito (assim é chamado tudo que aconteceu no MCU até aqui), o filme em vários momentos nos faz entender quem estará na próxima saga, alguns mais nitidamente, outros aparecem em um determinado momento sem explicação, sem fala, só aparece, e nós sabemos que ele, provavelmente, terá importância no futuro da MCU.



Não tenho mais o que falar sobre essa obra prima que a Marvel nos deu. Até o momento, o filme já arrecadou mais de 1,2 BILHÃO de dólares no mundo todo, se tornando a maior arrecadação em estreia da história e já facilitando sua chegar ao topo da lista de maiores bilheterias, superando Avatar (Para os fãs estressadinhos de Harry Potter, só lamento que As Relíquias da Morte Parte 2 vá sair da lista de 10 filmes com maior bilheteria, mas vale lembrar que o Mundo Mágico de JK Rowling ainda é a franquia mais rentável do mundo).

Só gostaria de lembrar que quando fiz a crítica de Shazam! falei de minha preocupação sobre seu lançamento tão perto de Capitã Marvel e Vingadores: Ultimato, e agora a DC já está colhendo o que plantou. O cinema que fui ontem, por exemplo, todas as suas 5 salas estão exibindo apenas Ultimato. Isso que dizer que Shazam! saiu de cartaz menos de um mês depois do lançamento.

Para finalizar e incentivar que você vá ao cinema ver Vingadores: Ultimato, faço as palavras de meu padrasto, as minhas: “Em todo esse tempo que pago para assistir filme no cinema, nunca um ingresso valeu tanto a pena”.




9 comentários:

  1. Que filme!!!!
    Só posso afirmar isso também. Mesmo não sendo assim, aquela fã assumida de filmes com super heróis, não há como negar que Ultimato me quebrou.
    Uma história coesa, singular e com cenas que ficarão na memória por muito tempo.
    Realmente a Viúva é um ícone neste filme e aliás, tudo foi perfeito demais.
    As pessoas no cinema vibraram, torceram e se emocionaram!
    Um filme que pretendo rever assim que for possível!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Tá um filme muito especial para aqueles que são fãs e acompanham desde o início. Só vi o surto do pessoal, muita coisa boa e muito choro. Achei legal isso de cada detalhe, por mais pequeno que seja, dos outros filmes serem importantes. Isso é legal porque a conexão e a construção de toda a trama ate ali vai fazer um sentido maior e adoro isso de procurar os detalhes na trama, as referências e essas coisinhas. É muito personagem junto e muito história pra dar conta, um baita de um filme enorme em duração, alguns erros no caminho mas a jornada é enorme e finalizou de uma forma muito boa pelo visto. Tá fazendo um baita sucesso e não deve ser atoa ne!

    ResponderExcluir
  3. Olá! Ainda não consegui ir conferir o filme (espero que de amanhã não passe!). Fico muito feliz que a conclusão desse ciclo tenha sido tão espetacular, foram tantas histórias, mensagens, batalhas, e a maneira que tudo foi conectado para chegarmos a esse final é sensacional.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Kevyn!!
    Nossa que filme e estou louca para conferir Vingadores: Ultimato, mas falta ainda assistir Capitã Marvel para enfim poder assistir esse filme tão aguardado pelos fãs da Marvel.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Oi Kevyn,
    Acho que nunca esperei tanto tempo de forma inconsciente por um filme. Digo inconsciente, pois quando comecei minha saga de assistir aos filmes da Marvel não esperava que todo o caminho me levasse a isso. Guerra Infinita deixou um gancho tão bem elaborado e cheio de expectativas que foi muito além do que poderia ter imaginado. Tudo que foi feito no MCU tem um propósito, cada novo personagem tem um papel importante e não é inserido na trama à toa. Por isso espero de Ultimato nada menos do que uma conclusão, mas também o início de um novo ciclo. Enquanto você já conseguiu assistir ao filme 3 vezes, ainda não tive a chance de ir ao cinema, mas não vejo a hora, pois a ansiedade está a mil.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Kevyn
    Ainda não consegui ir assistir o filme.
    Mas linda muitas críticas sobre o mesmo e são todas possibilidades a respeito do filme.
    É um filme que envolve o espectador com muitos sentimentos ao mesmo tempo. Ainda não me recuperei da perda do Homem Aranha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Kevyn!
    Falar sobre amizade, amor e família, é um filme emocionante e que traz a mente o raciocínio para entender tudo que se quer transmitir.

    Li que está tendo a maor bilheteria no mundo esse filme e como fã, não posso deixar de assistir.

    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kevyn!
    Ainda não assisti Vingadores: Guerra Infinita e nem Capitã Marvel, mas esse primeiro eu sei mas ou menos o que acontece, por isso fico meio receosa ao imaginar o que haverá em Vingadores: Ultimato... tenho a impressão de que vou derramar litros de lágrimas, acho que é melhor eu me preparar emocionalmente quando for assistir Vingadores: Ultimato rsrs.
    Scarlett Johansson arrasa como Viúva Negra, é um dos meus personagens preferidos de os Vingadores; não sabia que ia ter um filme solo dela, ficarei aguardado ansiosa! Já tem previsão?
    Bjos, amei sua crítica!

    ResponderExcluir
  9. Ja me senti incentivada pela resenha do filme. Não acompanhei todos os filmes, algo que pretendo fazer logo e com urgência, pois não quero assisti ao último filme antes dos demais que não vi.

    ResponderExcluir