Os Sete Maridos de Evelyn Hugo - Taylor Jenkins Reid

Editora:Paralela
Páginas: 360
Classificação: 
Onde Comprar: https://amzn.to/2Nz3d9L

Sinopse: Lendária estrela de Hollywood, Evelyn Hugo sempre esteve sob os holofotes ― seja estrelando uma produção vencedora do Oscar, protagonizando algum escândalo ou aparecendo com um novo marido… pela sétima vez. Agora, prestes a completar oitenta anos e reclusa em seu apartamento no Upper East Side, a famigerada atriz decide contar a própria história ― ou sua “verdadeira história” ―, mas com uma condição: que Monique Grant, jornalista iniciante e até então desconhecida, seja a entrevistadora. Ao embarcar nessa misteriosa empreitada, a jovem repórter começa a se dar conta de que nada é por acaso ― e que suas trajetórias podem estar profunda e irreversivelmente conectadas




Os Sete Maridos de Evelyn Hugo foi minha primeira experiência com a escrita da autora e eu não poderia estar mais satisfeita com essa leitura. 

Monique Grant é uma jornalista em início de carreira que está lutando para conseguir seu espaço. Até que a reclusa e misteriosa atriz Evelyn Hugo exige que ela seja a repórter que a entrevistará para uma revista. O que Monique não poderia imaginar é que Evelyn tinha outros planos, ela quer que a moça seja sua biografa e contará toda sua vida com acesso total a ela.

Essa foi uma das narrativas mais interessantes que eu li esse ano. Taylor nos leva através de um relato visceral da vida de uma mulher ambiciosa e decidida que fez tudo que estava a seu alcance para conseguir tudo aquilo que queria. 

"Pois fique sabendo de uma coisa: o objetivo do rico é ficar cada vez mais rico. O dinheiro nunca perde a graça."

Desde jovem Evelyn Hugo sabia muito bem que era linda e que poderia usar seu corpo para conseguir aquilo que almejava. Com o passar dos anos ela descobriu que os homens tiravam dela o que queriam e davam pouco em troca. Em sua narrativa de vida, a atriz mostra camadas da vida Holywoodiana dos anos 60 e 70. Homens abusivos, mulheres abusadas, repressão de gênero e pessoas que tem de se esconder em um mundo que não os aceita.

Há um mistério despertado pela curiosidade de Monique do motivo pelo qual foi escolhida para contar a história de Evelyn Hugo, esse segredo confesso que eu não consegui descobrir ao longo da narrativa de tão envolvida que fiquei durante a leitura.

Eu não gosto muito dessa capa, acho que ela não faz jus a essa narrativa esplêndida. Enfim, recomendo muito esse livro para quem está querendo ler um livro diferente com grandes reflexões.

13 comentários:

  1. Não acabei dando muita bola pra esse livro quando vi, ainda estou meio receosa e não sei se chego a ler. Mas é uma história interessante e adoro a força dessa mulher na narrativa. De saber o que quer e fazer pra conseguir. Isso inspira. Mostrar outros assuntos, como abusos e repressão, também deixa a trama com mais o que pensar, muito sobre o que refletir com ela. Não sei se acabo lendo, mas parece fugir um pouco do comum e impressiona. Uma leitura dessas com cara de "não dei muito por ela mas amei demais"

    ResponderExcluir
  2. Puxa, admito que não conhecia o livro e lendo a resenha, fiquei numa dúvida danada se era baseado em fatos reais ou não!Sei lá, parece tudo tão real..
    E não falo apenas pelo encontro destas duas mulheres, mas dos relatos que com certeza, devem ser fortes pra caramba e pela conexão que há, ow se há entre as duas!
    A capa é bem estranha..rs mas mesmo assim, se tiver oportunidade, quero sim, conferir uma obra tão diferenciada!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Priscila!
    Poder ler sofre todos os abusos que as mulheres sofriam nos anos 60 e 70 pelos homens que se achavam donos delas, deve trazer muita reflexão de verdade.
    Fiquei curiosa também para descobrir porque ela escolheu aquela determinada repórter para escrever suas memórias.
    Sério que ela tene 7 maridos já naquela época?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Não vejo a hora de conhecer a escrita da Taylor, mas pretendo iniciar por outro livro, apesar que esse também me chama muita atenção.
    Sinto que Taylor cria histórias reais ao ponto de esquecer que se trata de ficção.
    Sua resenha me deixou ainda mais curiosa.
    Também não curti a capa, mas espero gostar do texto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! O livro parece ser ótimo, acompanhei a divulgação de seu lançamento pelo twitter, e estou bem curiosa para descobrir a razão da escolha dessa repórter específica, mas acredito que o que prende o leitor mesmo é acompanhar a experiência de vida de Evelyn Hugo.

    ResponderExcluir
  6. Olá! <3 Adorei a premissa do livro, nunca li nada parecido! Ainda não conheço a escrita da autora, mas morro de vontade, já que até agora só vi elogios a respeito da mesma.
    Estou curiosa para saber mais sobre a vida da Evelyn Hugo e conferir as reflexões importantes que o livro faz!
    Sobre a capa, a editora poderia de fato ter caprichado mais na mesma.
    Obrigada pela indicação, quero ler esse livro pra ontem!
    Beijos! <3

    ResponderExcluir
  7. Esse livro chamou a minha atenção desde o primeira vez que li uma resenha dele, fique muito curiosa para saber qual o motivo que levou a Evelyn exigir a Monique como a sua biografa, já que ela é uma jornalista iniciante.
    Acho que nunca li um livro assim, que retrata por meio de narrativa a história passada de um personagem, acho que seria uma experiência muito boa,
    Também não gostei muito da capa, achei esse tom de verde deixou a capa um pouco sem graça.

    ResponderExcluir
  8. Oiii ❤ Estou muito curiosa sobre esse livro, já que até agora só vi elogios acerca da escrita da autora e a premissa de uma estrela de Hollywood escolher uma jornalista iniciante para escrever sua biografia chamou minha atenção.
    Quero saber porquê Evelyn escolheu justamente Nicole para escrever sobre sua vida e sobre a relação dela com os seus sete maridos.
    Gostei que a obra traz reflexões e fala sobre como a repressão e o abuso sofrido por mulheres que viviam naquela época.
    Quero muito ler esse livro.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  9. Fiquei bem curiosa em relação à escrita da autora pelo seu outro trabalho (Daisy Jones and The Six - Uma história de amor e música), por isso, foi uma grata surpresa me deparar com mais uma dica incrível e só pela resenha já deu para ver que essa história também será maravilhosa, fiquei bem curiosa, ainda mais com esse mistério que ronda sobre o porquê da escolha de uma pessoa especifica para fazer esse trabalho.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Priscila
    Acompanhei o lançamento desse livro nas redes sociais, participei de vários sorteios e nada. Assim que puder vou comprar.
    Não deve ser fácil para Evelyn Hugo contar sua vida e lembrar por tudo que passou porque os homens tratavam as mulheres apenas como objeto ( em alguns casos em pleno século XXI não mudou nada ). Mas estou curiosa para ela escolher uma repórter para isso.
    Quero muito ler, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Priscila!!
    Estou bem interessada em adquirir esse livro pois só li resenhas incríveis e elogios a essa história!! E quero muito descobrir mais sobre a história da Evelyn Hugo e sem dúvida vai ser um livro que foge dos que eu tenho lido atualmente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Uma leitura bastante interessante. Não conhecia a autora mais fez eu fica bastante curiosa pela trama. Em nessa época e bastante complicado principalmente para as mulheres.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Oi, Priscila
    Eu ainda não li nada da autora, mas tô adorando as resenhas de seus livros.
    Esse da Evelyn parece ter tanta emoção, drama e boas revelações.
    Tô ansiosa assim que der, comprarei!
    bjs

    ResponderExcluir