Vermelho, Branco e Sangue Azul - Casey McQuiston


Editora: Seguinte
Páginas: 392
Classificação: 
Onde Comprar: https://amzn.to/2rVIncp

Sinopse: O que pode acontecer quando o filho da presidenta dos Estados Unidos se apaixona pelo príncipe da Inglaterra?Quando sua mãe foi eleita presidenta dos Estados Unidos, Alex Claremont-Diaz se tornou o novo queridinho da mídia norte-americana. Bonito, carismático e com personalidade forte, Alex tem tudo para seguir os passos de seus pais e conquistar uma carreira na política, como tanto deseja.Mas quando sua família é convidada para o casamento real do príncipe britânico Philip, Alex tem que encarar o seu primeiro desafio diplomático: lidar com Henry, irmão mais novo de Philip, o príncipe mais adorado do mundo, com quem ele é constantemente comparado ― e que ele não suporta.O encontro entre os dois sai pior do que o esperado, e no dia seguinte todos os jornais do mundo estampam fotos de Alex e Henry caídos em cima do bolo real, insinuando uma briga séria entre os dois.Para evitar um desastre diplomático, eles passam um fim de semana fingindo ser melhores amigos e não demora para que essa relação evolua para algo que nenhum dos dois poderia imaginar ― e que não tem nenhuma chance de dar certo. Ou tem?




Vermelho, Branco e Sangue Azul foi meu primeiro contato com a escrita de Casey McQuiston, confesso que eu escolhi essa leitura pelo hype que está rolando nas redes sociais em cima desse livro e essa é uma das únicas vezes que  eu posso dizer que superou todas as minhas expectativas.

Alex Claremont - Diaz é o filho da primeira presidenta dos Estados Unidos. Provindo de uma família mestiça de imigrantes do Texas, ele é o novo queridinho da América, formando o trio com sua irmã June e a melhor amiga Nora. Tudo que Alex quer é uma carreira política sólida e ser popular ajuda e muito, porém em seu primeiro desafio diplomático ele acaba derrubando o príncipe Henry, segundo na linha de sucessão do trono da Inglaterra, em um bolo de casamento. A partir daí ele vai precisar de toda a ajuda para lidar com seu único desafeto, pois Henry é tudo aquilo que Alex odeia, pomposo demais, insosso demais e excessivamente prepotente. O que Alex não sabia é que por trás dessa fachada Henry é um rapaz como qualquer outro que teve seu destino decidido ao nascer e que precisa se esconder do mundo para manter as aparências.

Casey McQuiston conseguiu criar um ambiente político completamente diferente da loucura que vivemos atualmente e que é compartilhada pelos americanos. Ela criou um universo onde uma mulher é a presidenta, com uma família ligeiramente disfuncional e com um filho que pode se safar de quase qualquer coisa com jeitinho e um sorriso encantador. 

Alex é divertido, com uma boca suja e grandes sonhos no coração. Tudo que ele quer é mudar o mundo e desde cedo ele se preparar para esse momento, aprendendo tudo que pode e querendo aprender aquilo que não pode. Anos atrás ele conheceu Henry durante uma Olimpíada e a estranha fascinação que ele tinha pelo príncipe se torna antipatia. Agora ele tem que se aproximar do príncipe mesmo que não queira e acaba rolando uma amizade que evolui para atração rapidamente.

Quero deixar registrado que a maneira com que a autora desenvolveu esse romance me deixou muito encantada, a bissexualidade de Alex eu acho que merecia um pouco mais de atenção e desenvolvimento, mas eu entendo o motivo da autora ter meio que deixado de lado isso durante o livro. Alex e Henry evoluem de uma estranha amizade para um romance arrebatador de forma bastante divertida e natural, esse relacionamento que dentro da história é proibido, passa a ser para o leitor motivo de torcida incondicional.

Henry é tudo aquilo que um príncipe deveria ser, excessivamente educado, meio culto demais e com um ar de sofrido. Ele sabe desde sempre que é gay e tem que esconder muito bem sua orientação sexual por conta das convenções da coroa. Por isso desde o início tudo que nosso instinto protetor quer é proteger o Henry de tudo e de todos.

Há cenas mais quentes entre os dois, mas elas não são excessivamente descritivas, então creio que esse livro pode ser lido tranquilamente a partir dos 14 anos. Infelizmente se você tem qualquer tipo de preconceito, recomendo terapia e a leitura desse livro em seguida por que amor é amor. 

Adorei essa capa, ela é tão linda e divertida quando o livro. Eu recebi o ARC desse livro cedido pela editora então não posso confirmar a diagramação com vocês ou a revisão. Porém recomendo fortemente a leitura desse amorzinho. 

13 comentários:

  1. Olá! Realmente essa capa é maravilhosa, estou bem curiosa para conferir essa história, achei a proposta da autora muito bacana, pois com uma história que parece ser muito divertida, ela nos faz refletir sobre nosso comportamento lidando com esse tipo de relacionamento, que infelizmente, ainda não é respeitado por muitos, e tudo isso acontecendo em um cenário com os membros da realeza e da representante da nação mais poderosa do mundo.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a parte da terapia! rs
    Amor é amor e precisamos sim, de muitos livros e filmes sobre o amor!
    Este livro realmente está dando o que falar nestes últimos dias e desde capa, título que já são lindos, o enredo também é bem fora dos "padrões" e só por isso, já valeria a leitura!
    O amor precisa ser respeitado sempre e isso é o que liga, o que dá cor a todos nós!
    Espero de coração, ter e ler a obra o quanto antes!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Ahh queria muito ler! Adorando ver as coisas legais que estão falando dele. Parece uma história bem, gostosa de ler e adoro essa torcida, ficar ali torcendo pra tudo dar certo. O clichê dentro da história e o fugir do clichê ao mesmo tempo me animou. Esses dois tem muito a apresentar e a trama de uma amizade que evolui assim, com todos esses obstáculos no meio, críticas também, tudo chama atenção. Quero conhecer ^^

    ResponderExcluir
  4. Priscila!
    Pois é, acho um tremendo absurdo, principalmente em um país como os Estados Unidos, ainda ter esse lance de preconceito com os candidatos a presidência e seus familiares.
    Gostei da ousadia do autor em criar um enredo com tema tão polêmico, não pela bissexualidade, mas pela interferência na política do país.
    E se é tão fofo como diz, já quero poder ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Ah; não vejo a hora de ler esse livro, e saber mais sobre esses personagens só aumentaram o interesse.
    Parece ser uma leitura amorzinho, com um romance inusitado e uma bela mensagem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Estou bem empolgada para conferir esse livro, afinal temos um tema que ainda pode gerar muita polêmica (tai a Bienal do Rio desse ano que não me deixa menti), em um universo que eu adoro, que é a Monarquia.

    ResponderExcluir
  7. Nunca li um livro com temática LGBT, mas morro de vontade de ler, já resenhas de vários livros do gênero e me interessei bastante.
    Primeira vez que vejo uma resenha desse livro, achei a trama bem leve e envolvente. Uma pena que os personagens não podem expor o romance deles. A cena do bolo deve ser muito hilária rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Oiii ❤ Nossa, só agora ao ler a resenha que eu entendi o título, achei genial rsrsrs. Essa capa é mesmo bem bonita, chama bastante atenção.
    Estou curiosa sobre essa cena em que Alex derruba Henry no bolo, deve ser ótima. Quero também saber porquê existe essa antipatia entre os personagens num primeiro momento.
    É muito triste que Henry tenha que esconder sua orientação sexual, quem ele realmente é por causa da coroa. Espero que ele possa ser quem é sem precisar se ater a essas convenções idiotas.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  9. Olá! ♡ Confesso que as vezes tenho certo receio em ler algo que está sendo muito falado, pois já aconteceu mais de uma vez de eu ler algo por causa do hype e acabar me decepcionando, mas gostaria de fazer essa leitura ♡ Que bom que o livro superou as suas expectativas, é ótimo quando isso acontece ♡
    Achei a capa linda, a editora caprichou. A mesma parece ter tudo a ver com a história! ♡ Já estou animada para conhecer Alex e Henry! ♡
    Obrigada pela indicação! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, Priscila
    Eu adorei essa capa, é linda!
    Gostei muito que a autora colocou uma mulher para ser a presidenta dos Estados Unidos, inseriu um cenário político e claro jovens com sua maneira de amar e encarar a vida.
    Concordo com você amor é amor de todas as formas.
    Quero muito poder ler, beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Priscila!
    Já estou bem curiosa em conhecer mais desse livro, gostei muito da resenha também e Alex e Henry parece que vai me proporcionar cenas hilárias e também um romance mais fofo ainda!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, Priscila
    Aiii tô loucaaaaa por esse livro!
    Faz tempo que leio sobre ele no twitter e agora tô com mais vontade de ler, pois pela sua resenha deu pra ver que são dois jovens muito fofos, com percalços em seus caminhos e que precisarão de muita coragem e força para ficar juntos!
    Quero muito!
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Agora me peguei pensando como seria se um príncipe fosse gay hoje em dia? Será que seria respeitado?! Uma boa pergunta né.
    Fiquei bastante curiosa por esse livro, a premissa é ótima e gostei muito da autora fazer uma historia bem diferenciada.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir