Uma Fortuna Perigosa - Ken Follet


Editora: Arqueiro
Páginas: 480
Classificação: 
Onde Comprar: https://amzn.to/37Xn6hG

Sinopse: Um acidente trágico, uma rivalidade feroz, um segredo fatal.Em 1866, numa exclusiva escola inglesa, um jovem aluno se afoga em circunstâncias misteriosas. As repercussões de sua morte se estenderão por muitas décadas, em uma saga de traição, ganância, vingança e paixão.Presentes no dia fatídico estão Hugh Pilaster e seu primo mais velho. Edward, herdeiros de uma poderosa dinastia de banqueiros com conexões que se estendem de Londres até as colônias distantes, e Micky Miranda, filho de um violento latifundiário sul-americano.Anos mais tarde, quando os dois primos se veem envolvidos em uma competição brutal pela posição mais alta no banco, a verdade chocante sobre seus dias de escola vem à tona, ameaçando destruir não só a fachada respeitável da família, mas também a própria economia britânica.Em meio a clubes masculinos privados e bordéis que realizam todos os desejos da classe alta londrina, passando pelos salões de festas dos grandes detentores de riqueza do mundo, Ken Follett constrói uma trama de mistério que retrata com realismo o esplendor e a decadência da Inglaterra Vitoriana.
Uma Fortuna Perigosa foi meu primeiro contato com a escrita desse autor e posso dizer que estou positivamente surpresa.

Hugh Pilaster é a ovelha negra da família de banqueiros que é dona de um dos maiores bancos da Inglaterra. Apesar de ter um grande talento para os negócios ele é rejeitado, pois seu pai cometeu suicídio depois de ter deixado o negócio da família, ter falido em seu empreendimento e se matado deixando várias dívidas. Inclusive com o pai da jovem Maise, uma menina que teve que fugir de casa aos 11 anos depois que seu pai perdeu tudo, para que ele conseguisse alimentar a mãe. Em contrapartida temos Edward, o herdeiro controlado pela mãe Augusta e pelo melhor amigo Mick Miranda, que não leva jeito para nada além de devassidão e jogos. Durante anos vamos acompanhar o desenrolar da vida desses personagens e dessa família que esconde muitos segredos.

A escrita do autor me lembrou vagamente da escrita de Sidney Sheldon, com seus personagens cheios de camadas, uma família disfuncional e uma vilã que manipula a tudo e a todos para conseguir o que quer. Ken Follet nos presenteia com uma narrativa que mistura suspense e drama familiar, onde o personagem principal tem tudo contra ele e mesmo assim consegue surpreender a todos.

Hugh é aquele mocinho que a gente quer bater de tão idiota que é as vezes. Ele se deixa levar muito fácil pelo que tem no meio das pernas e eu confesso que isso me irritou demais. Por outro lado, ele é um dos personagens mais inteligentes e que quando começa a sacar as coisas faz as rodas da história girarem.

Maise para mim é uma personagem secundária, apesar de seguirmos parte da história dela desde o início. Ela não tem enorme importância na narrativa e poderia ser trocada por qualquer outro personagem.

Os grandes destaques de personagens, porém, são Augusta e Mick, eles são os grandes vilões e que fazem as rodas girar na narrativa. Augusta com suas maquinações consegue tudo o que quer da família e Mick, manipula não só Edward, como Augusta também.

Gosto bastante dessa capa, acho ela significativa para a história. Enfim, recomendo para quem gosta de suspense e drama familiar.

9 comentários:

  1. Pela sinopse dele gostei do clima que deixa, um drama, um lado sujo e cheio de decadência e muito drama familiar. As pessoas se destacam no contexto. Tem aqueles personagens pra fazer burrada e outros pra torcer. Alguns meio esquecíveis pelo visto...mas o clima da trama e isso tudo de dinheiro, como afeta a vida dessas pessoas e as vidas que levam por causa dele, como vai se desenrolar isso tudo, me chama atenção. Um suspense legal, bons dramas pra acompanhar. Leria fácil, acho.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Mesmo sem ter lido nada do autor ainda, fiquei bem empolgada para conhecer mais dessa história, que, aliás, é um romance (de época) bem diferente dos que eu estou acostumada a ler e foi isso que mais chamou minha atenção.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Priscila
    Esse livro parece ser superinteressante e bem escrito.
    Comecei a ler um outro do Ken e tô amando.
    Gosto desses livros com fundo histórico e muitas reviravoltas.
    Parece os da Lucinda Riley, você já leu algum dela?
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Já tinha lido algo sobre o autor, mas lembro vagamente. O livro tem uma ótima premissa, fiquei bem curiosa pela trama, talvez eu consiga ler em outro momento.


    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Priscila!
    Não li ainda esse livro do autor.
    Menina! Fico um tanto confusa quando tem muitas personagens, tenho de ler escrevendo para lembrar.
    Gosto dos detalhes nas ambientações.
    Bacana ver que parece com a escrita do Sidney Sheldon.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Nossa fiquei louca para ler esse livro, ainda mais sabendo que a escrita te lembrou a de Sidney Sheldon. Amo um suspense com drama familiar, isso sempre me atrai nos livros. Estou ansiosa para saber o desenrolar dessa história!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Priscila!!
    Gostei muito da indicação do livro, ainda não li nada do Ken Follett mas como adorava os livros do Sidney Sheldon fiquei bem balançada em conhecer esse autor. E também por que curto muito um bom livro de suspense.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Priscila
    Não conheço a escrita do autor, mas pela capa pensei que seria um romance de época.
    O enredo prende o leitor do começo ao fim com reviravoltas e brigas por poder.
    Assim que tiver chance lerei, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Ultimamente estou tomando gosto por livros de suspense. A sinopse do livro me chamou bastante a atenção, principalmente na parte da morte misteriosa daquele aluno, fiquei com vontade em descobrir se alguém matou ele rsrsrs
    Enfim, achei bem interessante a proposta do autor, e pretendo ter oportunidade para ler o livro.

    ResponderExcluir