Um Mar de Segredos - Catherine Steadman

Editora: Record
Páginas: 373
Classificação: 
Onde comprar: https://amzn.to/2yB729P

Sinopse: Erin é uma documentarista, e está numa fase ótima no trabalho. Mark é um investidor com um futuro brilhante pela frente. Eles são o casal ideal, e tudo em sua vida parece perfeito. Mas será mesmo?Certa manhã, durante a lua de mel deles na ilha tropical de Bora Bora, os dois saem para mergulhar e acabam encontrando uma bolsa batendo no casco da lancha. Não há vestígio de outra lancha por perto nem de nenhuma embarcação. Então eles levam a bolsa para o hotel e, tomada pela curiosidade, Erin pega uma tesoura e começa a cortá-la. O que encontra lá dentro, porém, não é nada do que imaginava. Seria essa bolsa a maior sorte da vida deles? Ou seu maior pesadelo?
Agora, os recém-casados precisam fazer uma escolha difícil: dizer a verdade ou proteger seu segredo. E a decisão que tomarem naquele momento pode mudar a vida deles para sempre...


Eu sou fã de um bom suspense, então quando a editora me mandou esse lançamento fiquei super feliz, porém as coisas não saíram como eu imaginava nessa leitura.

Erin é cineasta que está em um ótimo momento em seu trabalho, filmando um documentário sobre três presos que estão em processo de soltura. Uma garota que foi enquadrada na lei anti-terrorismo por queimar um ônibus, uma mulher que foi presa por dar paz e conforto a mãe na hora de sua morte, ajudando em uma eutanásia e um homem envolvido com a máfia que foi preso por fraude financeira. Quando Mark, seu noivo que trabalha em investimentos em um banco perde o emprego as coisas se complicam financeiramente. É na sua lua de mel em Bora Bora que as coisas mudam, Mark e Erin encontram uma bolsa cheia de dinheiro e diamantes. E agora o que fazer? Tentar encontrar o dono ou resolver os problemas financeiros?

Primeiro preciso dizer que a edição está ótima, a letra grande, espaçamento bom,etc. A escrita da autora é fluida, mas o livro é cheio de erros de continuidade. Não quero dar spoilers, mas no final o plot twist deixa mais furos que queijo suíço.

Erin é daquela mocinha muito burra que só faz besteira e que você quer matar. Ela sempre quer tomar a frente e resolver as coisas sem preocupar seu macho e não é assim que as coisas funcionam.

Mark é um homem fraco e narcisista, desde o começo podemos ver isso e conforme as páginas vão se desenrolando isso só se confirma.

O livro não é de todo ruim, mas comparado a outras narrativas no gênero, ele é apenas esquecível. Alguns personagens, como os presos do documentário acabam por ser completamente dispensáveis e mal aproveitados.

Enfim, infelizmente minha experiência com essa leitura não foi tão boa.

0 comentários:

Deixe seu comentário