Vilão - V. E. Shwab - Villains #01

Editora: Record
Páginas: 395
Onde Comprar: https://amzn.to/37jnpov


Sinopse: Uma história sobre ambição, inveja, desejo e superpoderes de V. E. Schwab, autora da série Tons de Magia. Victor e Eli, dois jovens brilhantes, arrogantes e solitários, se conheceram na Universidade de Merit e logo se deram bem, identificando um no outro a mesma sagacidade e a mesma ambição. No último ano da faculdade, o interesse em comum numa pesquisa sobre adrenalina, experiências de quase morte e poderes sobrenaturais lhes oferece uma possibilidade antes inimaginável: de que uma pessoa, sob as condições certas, seja capaz de desenvolver habilidades extraordinárias. No entanto, quando colocam em prática essa teoria, as coisas dão muito errado.Dez anos depois, Victor foge da prisão, determinado a encontrar seu antigo amigo ― agora inimigo. Para localizá-lo, ele conta com a ajuda de uma garotinha, Sydney, cuja natureza reservada esconde uma habilidade sem igual, mas extremamente perigosa. Enquanto isso, há dez anos Eli tem uma única missão: erradicar todas as pessoas ExtraOrdinárias que encontra, pois são todas aberrações, afrontas a Deus ― exceto sua ajudante, Serena, uma mulher enigmática e persuasiva, capaz de impor sua vontade a qualquer um.Agora, armado com poderes terríveis e movido pela lembrança da traição e da perda, Victor caça seu arqui-inimigo em busca de vingança e de um embate no qual sabe que um dos dois deve morrer.A vingança move Vilão, um livro ágil e eletrizante que vai fazer o leitor devorar suas páginas. Eleito um dos melhores livros de fantasia de 2013 pelo Publisher’s Weekly.Autora best-seller de Um tom mais escuro de magia.


Essa foi minha primeira experiência com a escrita da autora, como o segundo volume dessa série sai ainda esse ano, eu resolvi arriscar e conhecer essa série que muita gente me indicou.

Victor Vale foi preso e passou dez anos atrás das grades. Agora ele fugiu e quer vingança. O que aconteceu? Dez anos antes, durante uma experiência Vixtos e seu amigo Eli viraram ExtraOrdinários, ou EOs, ou seja são seres humanos que morreram e voltaram com poderes. Eli pode se curar e Victor pode retirar ou infringir dor. O único problema é que durante sua transformação,Victor matou acidentalmente a namorada de Eli. Agora, anos depois os amigos se tornaram inimigos. Eli virou uma espécie de cavaleiro templário que quer matar todos os EOs em nome de Deus e Victor? Bem, Victor quer ver se Eli pode morrer.

Eu sei que muita gente não vê defeitos nesse livro, mas eu vi. Durante as 70 primeiras páginas eu pensei seriamente em abandonar essa leitura, pois estava muito arrastada, mas conforme fui avançando as peças do quebra-cabeça foram se encaixando. 

É importante dizer que nessa narrativa não temos mocinhos, temos dois vilões que se embatem. Victor não é um mocinho, ele tem motivos egoístas, ele não tem remorso e ele é cruel quando quer.

Eli, por sua vez, não é melhor. Dentro de sua própria crueldade, ele desenvolveu uma espécie de complexo de messias onde só ele pode salvar os EOs e deixar que a vida siga seu curso.

Esses dois personagens foi o que me prenderam a narrativa, pois a maldade em ambos acaba cativando. Também quero dar destaque para os personagens secundários que trazem humanidade e dão balanço aos dois personagens principais.

Recomendo para quem está querendo uma fantasia diferente.
.

0 comentários:

Deixe seu comentário