Aquaman (2018) | Crítica

A DC parece estar, finalmente, encontrando a fórmula

Aquaman chega essa semana aos cinemas do Brasil e a como quase todo filme da DC, ficamos em dúvida sobre sua qualidade. Isso porque depois do fracasso de Batman X Superman e Liga da Justiça, tudo que vem de da DC é duvidoso.

Entretanto, o que Aquaman nos apresenta é bem diferente do que a DC e a Warner vinham entregando nos últimos anos. Alguns críticos estão dizendo que o filme supera Mulher-Maravilha, mas ainda tenho minhas dúvidas sobre.

O filme conta a história de Arthur, filho da Rainha de Atlântida com um caloteiro. Após o nascimento da criança, a rainha deve voltar para o mar para cumprir com suas obrigações, enquanto o jovem Arthur é criado na Terra como um ser humano comum. Mas, quando ele se torna adulto, assume a identidade de Aquaman como um herói.

Em meio ao caos na Terra, o Rei de Atlanta, irmão de Arthur, resolve reunir os reinos do mar para destruir a superfície com a justificativa de que nós estamos extrapolando o limite da poluição (o que é uma justificativa bem aceita).

Com isso, Arthur tem que ir até Atlântida para reclamar o trono. A partir daqui é tudo spoiler.

O filme realmente cumpriu com suas expectativas, talvez tenha até ultrapassado. Conhecemos um universo novo, personagens novos e estilos de luta bem diferentes da que estávamos acostumados.

Os reinos submarinos têm um visual de encher os olhos, com cores iluminadas em quase todos os momentos (Viu, DC, como é legal e dá certo fazer um filme colorido?!). 


As cenas de lutas também são muito boa, e vale ressaltar que o filme traz mais de uma luta, com mais de um vilão (Salva de palmas para Nicole Kidman lutando em cena, vivi para ver isso).


Jason Mamoa é um caso a parte. Primeiro que o personagem foi adaptado para ele, e não o contrário. Apesar de em Liga da Justiça o ator ainda parecer meio travado em cena, agora vemos outra versão do mesmo personagem que se adaptou melhor com Mamoa (alguns comparam ao Thor, que começou sério, e nos últimos filmes tem assumido um tom mais cômico).

Outra coisa que devo chamar atenção que me surpreendeu: Jason Mamoa não fica o filme todo sem camisa. Realmente parecia que eles iam transformar Mamoa no Marcos Pasquim da DC, apenas para atrair mais o público feminino, mas isso não acontece.

Pontos positivos também para o figurino. As roupas e acessórios estão perfeitamente colocados acompanhando o estilo e a personalidade dos personagens. Digo até que Katniss corre o risco de perder o título de vestido mais interessante do cinema para Mera.


Entretanto, nem tudo são flores. O problema com os efeitos especiais que venho falando há tempos persiste. Apesar de ser um show de cores, em muitas cenas na água, quando os personagens flutuam, percebemos que os efeitos são extrúxulos e não acompanham o resto do corpo, que chega a ficar desproporcional (Oh, DC! Custava fazer um beijo de verdade? Tinha que fazer em computação gráfica?).

Outra coisa que incomodou todo mundo na sessão é o detalhe das lutas parecerem não ter muito reflexos nos outros que participam. Por exemplo, em uma determinada luta, um pedra gigante cai nas pernas de um cidadão, que logo começa a gritar de dor. Arthur simplesmente levanta a pedra como se fosse nada e o homem sai correndo. Uma vez caiu uma pedra de mármore no meu pé, passei quase 2 dias sem conseguir andar direito.

As soluções rápidas e fáceis em alguns momentos podem incomodar, mas nada que atrapalhe o andamento do filme.

Apesar disso, devo salientar que DC e Warner conseguiram finalmente acompanhar a teoria da Jornada do Herói (para quem gosta do tema, recomendo a leitura de A Jornada do Herói do Joseph Campbell e A Jornada do Escritor do Christopher Vogler). Teoria está que apresenta todas as histórias como uma só, seguindo o mesmo roteiro (a imagem abaixo ilustra melhor essa teoria).

Outra coisa, a motivação do vilão Orm, meio-irmão de Arthur, para destruir a superfície é super justificada. Os humanos já ultrapassaram o limite de poluição, o que nós fazemos com o mar é simplesmente não justificado. Assim, eu colocaria Orm não como um vilão, mas sim, um defensor das causas ambientes.

Além disso, temos outro vilão, o Arraia Negra, que acaba roubando a cena em muitas partes do filme, mas prefiro não comentar mais porque entraria em spoiler.


De modo geral, vale a pena SIM assistir Aquaman nos cinemas, como já disse DC parece estar finalmente pegando o ritmo. O filme estreia dia 13 de dezembro em todos os cinemas do Brasil, então corra para não perder. 

11 comentários:

  1. Desde a notícia fiquei curiosa para assistir o filme, mas tive medo de assistir e perder todo o encanto que tenho pelo Aquaman (assim como tive com Batman em Batman vs Superman).
    Gostei de saber que a qualidade das produções da DC estão subindo então irei assistir sim, mas ainda sem expectativas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kevyn, tbm fui assistir Aquaman e gostei bastante!!
      Comparando com os filmes da Marvel, claro que senti falta de uma baita história por trás, mas achei um dos melhores da DC!
      Claro que morri de amores pelo Mamoa e todo o seu jeito carinhoso pelas pessoas ao seu redor e tbm amei o vestido da Mera (concordo que a Katniss perdeu o lugar kkkkk). Adorei tudo e já estou aguardando uma possível continuação da história <3

      Excluir
  2. Ando bem desinformada no quesito filmes, mas vi comentários desfazendo do Aquaman; só agora descobri um pouco sobre sua história, e achei muito interessante. Acredito que para leigos feito eu será uma boa sessão.
    Mas é bom que a DC estava entrando no ritmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá! Fico feliz que finalmente a DC esteja acertando com a produção dos filmes de seus super heróis, muito bacana poder conhecer mais sobre um personagem como o Aquaman, um herói um tanto desconhecido por mim, muito bom que podemos ver uma evolução do Mamoa na interpretação de seu papel, acredito que o maior acerto foi mesmo a escolha dele para viver o Aquaman e a opção de adaptar as característica do personagem de acordo com as do ator.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Kevyn
    Ainda não fui assistir ao filme, mas amei o trailler.
    Adoro ver os filmes dos super heróis e do Aquaman tenho certeza que apesar das críticas e de sempre falar algo será um sucesso.
    Fico feliz em saber que adaptaram o personagem ao ator e que ele não fica muito sem camisa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Kevin!!
    Ainda não consegui assistir o filme nos cinemas, mas fiquei bem curiosa para conferir essa história. Gostei bastante da critica e fico feliz que acertaram mais que erram nesse filme. Enfim, espero ir no cinema muito em breve para prestigiar o Jason Mamoa.
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Pulei a parte do spoiler porque pretendo ver o filme hoje. Nunca fui muito fã do Aquaman, mas vou dar uma chance ao filme. Nem que seja para depois falar com propriedade que foi horrível. Adorei o filme da Mulher Maravilha.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kevyn!
    Que bom que o filme Aquaman cumpriu as expectativas, e gostei de saber que DC caprichou nas cores, sinceramente prefiro filmes assim.
    Não acredito: Nicole Kidman lutando em cena?! Quero só ver isso rsrs
    Não assisti Liga da Justiça, mas gosto bastante do Jason Mamoa em cena.
    Pelo que eu pude ver nos trailers o figurino está mesmo excelente, muito lindo!
    Também achei a motivação do vilão justificada, e por uma parte eu o apoio totalmente, e concordo com você, deviam defini-lo como defensor das causas ambientes; talvez por isso tenham colocado dois vilões no filme...
    Enfim, parabéns pela crítica! Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Kevyn!
    Realmente a DC trouxe algumas decepções e saber que Aquaman se equipara ou talvez seja melhor do que A Mulher Maravilha, já me animou.
    Diante de sua avaliação, vou agorinha assistir...
    Obrigada!
    Final de semana maravilhoso!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei o filme Aquaman e eu não consigo comprar o vilão até porque os seres humanos estão destruindo o oceano e ele até e tinha um pouco de razão em querer Vingança mas eu concordo com você em uma coisa a dc finalmente está conseguindo acertar em Como produzir os seus filmes

    ResponderExcluir
  10. Oi, Kevyn.
    Gostei da sua resenha, deu pra entender bem a premissa e gostei muito.
    Quero assistir em breve.
    Achei o máximo quererem destruir os humanos que merecem mesmo kkkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir