Oryx e Crake - Margaret Atwood - MaddAdão Livro #01


Editora: Rocco
Páginas: 352
Classificação: 
Onde Comprar: https://amzn.to/2JQpXAL

Sinopse: Em Oryx e Crake, a prosa sofisticada de Atwood viaja até um futuro próximo, ainda bastante familiar, mas ao mesmo tempo estranho e bizarro para o leitor. O mundo é apresentado como um lugar pós-apocalíptico e melancólico, habitado por criaturas biologicamente modificadas e tomadas pelo vício. O resultado é uma distopia absolutamente original, um lugar onde a civilização e a linguagem desapareceram quase completamente. Primeiro de uma trilogia que inclui O ano do Dilúvio e se encerra com o ainda inédito Maddadão, Oryx e Crake consolida Margaret Atwood como um dos grandes nomes do gênero ficção científica, com histórias marcadas por questões éticas e morais sobre o futuro da humanidade.




Oryx e Crake é o primeiro volume da trilogia distópica MaddAdão escrita pela Margareth Atwood e publicada pela editora Rocco. Eu não sou lá muito chegada a distopias, mas sou fã dessa autora então eu já vim com expectativas bem altas e não me decepcionei.

O Homem das Neves não tem nenhuma perspectiva, ele vive um dia de cada vez depois do fim do mundo. Só sobraram ele e os crakers, uma nova espécie melhorada geneticamente por seu amigo Craker. Sua última missão é cuidar desses seres que em certos termos são inocentes e tentar não morrer tão logo. Ele vive entre suas lembranças e a melancolia do presente. Ele não tem mais saída.

Numa narrativa aterradora que alterna entre um presente desértico e um passado assustador, Margareth Atwood mais uma vez nos mostra de forma majestosa a decadência do ser humano. Como a busca desenfreada do capitalismo e  o complexo de deus da ciência podem ser perigosos. 

Em um mundo onde o capital e a humanidade perderam o resto dos limites e o colapso chegou de forma trágica, vamos acompanhar a história de Jimmy, um homem as vezes perdido, as vezes cínico e sem muita perspectiva que tem um melhor amigo que é um gênio da genética e que esconde muitos segredos. Com uma visão cética esse protagonista nos mostra a decaída da sociedade em que vivemos até que não sobra nada. 

Oryx e Crake muito mais do que um futuro pós-apocalíptico, mostra o apocalipse depois do apocalipse, uma sociedade que já havia passado por um colapso e que se isolou em comunidades científicas, onde as ciências humanas deram lugar a uma busca pela ciência biológica sem a reflexão proposta pelas humanidades. E com essa falta de consciência e reflexão chegamos a um ponto em que alguém acha que é necessário criar uma nova espécie sem nossas falhas, melhorada e com o devido respeito a natureza, Recomeçar. Só que esse recomeço vem do caos e todo caos deixa vestígios.

Fazia muito tempo que um livro me levava a uma reflexão tão plausível sobre o futuro, me parece que a autora nos mostra possibilidades do que acontecerá amanhã se não mudarmos nosso rumo e isso já se mostrou convincente em outras obras dela, vide O Conto da Aia, que traz assuntos tão atuais.

Essa capa é maravilhosa, linda, elegante e com cores que passam uma calma que o livro não expressa. A diagramação está ótima, a leitura se torna agradável e bastante rápida. Enfim, para quem gosta do gênero eu recomendo bastante e com certeza em breve trarei as resenhas do resto da trilogia.

5 comentários:

  1. Sou apaixonada pelo trabalho da autora e não vejo a hora de ler e ter esta distopia!
    Ao contrário de você, eu adoro elas..rs e por isso, quando foi falado que a autora criaria todos este universo distópico, o coração disparou.
    Como é a primeira resenha que leio da obra, acho que ela conseguiu mais uma vez surpreender e trazer sua marca registrada: O nos fazer questionarmos!
    Lerei com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Priscila
    Não li nada da autora, mas tenho lido muitas resenhas de seus livros e estou muito curiosa para conhecer sua escrita.
    Parece ser uma leitura fascinante e intrigante. Ainda é uma trilogia, que nos faz pensar será que esta longe da nossa realidade, tem muitas coisas nesse enredo que já acontece nos dias atuais.
    Quero muito ler, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá! A capa do livro é realmente muito bonita, até mesmo fofa, daquelas que enganam, já que o livro apresenta um enredo com um tema mais pesado e uma leitura mais intensa, como fã de distopias, fiquei com bastante vontade de conferir a obra, até porque, ainda não tive a oportunidade de ler nada dessa autora tão elogiada.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Priscila!!
    Adoro um bom livro sobre distopia e ainda não tive a oportunidade de ler nenhum dos livros da autora. Mas achei essa trilogia distópica MaddAdão bem interessante e espero ansiosa a resenha de O ano do dilúvio.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi, Priscila!
    Nossa, tô louca por esse livro!
    Parece ser super reflexivo e muito bem escrito.
    Adoro distopias, e claro que já tá na lista!
    bjs

    ResponderExcluir