Garotos de Lugar Nenhum - Elise McCredie

Editora: Rocco Jovens Leitores
Páginas: 296
Classificação: 
Onde comprar: https://amzn.to/30dH5p2

Sinopse: Já imaginou retornar para casa depois de uma excursão da escola e descobrir que ninguém se lembra de você? Que sua existência simplesmente foi apagada, como se você nunca tivesse nascido? Parece um pesadelo, mas é o que acontece com Felix, Andy, Sam e Jake em Garotos de Lugar Nenhum, versão em romance da primeira temporada do famoso seriado de TV australiano Nowhere Boys. Depois de passarem uma assustadora noite de tempestade perdido na floresta durante o que seria um passeio rotineiro a um parque nacional da região, os meninos finalmente conseguem retornar para casa. Mas, estranhamente, ninguém os reconhece, nem mesmo seus familiares. Presos em um universo paralelo onde eles não existem para o mundo a sua volta, os quatro tentam entender o que aconteceu quando percebem que uma força das trevas está à solta. E precisam lutar para restaurar as coisas, antes que ela os destrua de uma vez por todas.



Tenho certeza que a maioria dos leitores estão acostumados a ouvir falar de séries de TV que são adaptações de livros, agora livro que é adaptação de série a situação já é diferente. É justamente nesse caso que nos deparamos com Garotos de Lugar Nenhum, um livro de 2014, baseado na primeira temporada da série homônima, exibida em 2013.

O enredo nos apresenta um grupo de quatro jovens totalmente diferentes uns dos outros, um esquisito, um nerd, um popular e um valentão. Eles são obrigados a formar um grupo para participar de uma atividade escolar em trilha. Entretanto, os garotos acabam se perdendo, só que ao encontrar o caminho de casa no dia seguinte se deparam com uma situação anormal: ninguém sabe quem eles são.

Aquele lugar é exatamente igual ao que eles viviam, mas parece que suas existências foram apagadas da história. Quer dizer, seus pais, amigos e professores são os mesmos, entretanto, não os reconhecem. Além disso, como naquele lugar os garotos não existiam, algumas coisas acabam mudando de situação, o famoso efeito borboleta (O bater de asas de uma borboleta no Japão pode causar um furacão no Brasil, se esses garotos nunca existiram, muitas coisas terão mudado).

Em meio a tudo isso, acabam descobrindo que estão envolvidos em magia e que precisam passar por algumas coisas até conseguir recuperar tudo.

O livro não é de todo mal, exceto por um ponto: quem assistiu a série (que, inclusive, está disponível na Netflix) não sente prazer nenhum em ler o livro. Para não entrar em muito spoiler, a primeira página é exatamente igual a primeira cena, e assim sucessivamente.

Claro, devemos levar em consideração que é um romance infanto-juvenil. Mas, infelizmente, não há nada de mais profundo nele. Há a criação de uma mitologia quase completa a série e para o livro, mas ela não é bem desenvolvida, tudo é entregue em mãos e as soluções fáceis deixam tudo mais bobo ainda.

Pessoalmente, adorei a série, assisti todos os episódios em menos de uma semana, mas foi um pouco cansativo ler o livro, talvez por já saber o que aconteceria. Entretanto, se você vai ler sem conhecimento nenhum, pode ter uma experiência muito diferente da minha.

Mas sendo sincero, Elise McCredie me surpreendeu em fazer o caminho inverso do que geralmente é feito. Parabéns. 

7 comentários:

  1. Acho estranho ver uma série e ler o livro depois por isso, as semelhanças e faltas de surpresa na leitura. Parece legal pela história, mas aí teria que ler e ver a série depois pra ter aquela graça maior. Gostei dele, mas chamou mais atenção pra ver a série...

    ResponderExcluir
  2. Puxa, vou procurar a série. Confesso que não consegui ligar o nome a minha pouca memória ou se vi o nome por aí, nem dei atenção.
    Um enredo bem fora do dito normal,mas que traz um enredo gostoso e estranho. rs
    Mas acredito que se não há diferenças entre livro e série, realmente ler depois de ver, acaba deixando tudo meio arrastado.
    Uma situação inusitada!
    Mas verei a série!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Kevyn!
    Não tive oportunidade de assistir a série, nem de ler o livro baseado nela.
    Realmente a inversão de escrever o livro baseado no filme é diferente, mas pelo jeito, ficou bem fiel; talvez, para mim que não assistiu a série, seja bom ler o livro primeiro, mesmo que não tenha tanta emoção.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia a série ainda, mas vou adicioná-la na minha lista da Netflix para ver depois.
    Já vi isso acontecer, de o livro imitar a adaptação e não vice-versa, mas nesse caso eu gostei porque o livro trouxe mais informações novas.
    Deve ter sido meio chato reler o que você já conhece, sendo os mesmos acontecimentos. Acredito que se tivesse de escolher agora, leria logo o livro para depois ver a adaptação de Garotos de Lugar Nenhum. Mas enfim, é uma história interessante e com uma vibe young adult que posso gostar bastante :)
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Olá! Como eu ainda não assisti essa série, pode ser que eu me surpreenda com esse enredo, imagino o quanto deve ser estranho, você voltar para casa e descobrir que ninguém lembra de você, confesso que fiquei bem curiosa para saber o que aconteceu.

    ResponderExcluir
  6. Não assisti essa série, pode ser que eu me surpreenda mas confesso que não faz muito minha cabeça não,talvez vendo a serie ou lendo o livro até mudo o conceito,vou buscar ler para ver...

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kevyn
    Li uma resenha desse livro e faz um bom tempo, mas não sabia que o livro era sobre uma série.
    O enredo parece bem interessante você ficar perdido na floresta conseguir voltar para casa e ninguém te reconhecer.
    Quero muito assistir a série depois de ler o livro é claro.
    Beijos

    ResponderExcluir