The Boy Toy - Nicola Marsh

 

Editora: Berkley
Páginas:352
Classificação: 

Sinopse: Por quase uma década, a bem-sucedida Samira Broderick de 37 anos usou seu agitado consultório em LA como desculpa para evitar uma viagem de volta para a Austrália. Ela ainda se ressente de sua intrometida mãe indiana por arranjar seu casamento com um homem que não ficou por perto quando as coisas ficaram difíceis, mas agora com um novo emprego lá embaixo, ela finalmente está pronta para se reconectar com ela. E enquanto ela está lá, um caso internacional quente pode ser exatamente o que ela precisa para sair de seu funk recente.O dublê australiano Rory Radcliffe vem escondendo sua gagueira há anos, evitando papeis de fala. Quando um trabalho que ele não pode recusar surge como apresentador de reality show, ele sabe que precisará de alguma ajuda para a audição: um treinador de dialeto. Mas ele se encontra sem palavras quando descobre que é a mesma mulher sexy com quem ele acabou de ter uma aventura alucinante de uma noite ...Samira pode pensar em muitos motivos pelos quais Rory está completamente errado com ela: ele é dez anos mais novo que ela, para começar, e ele não é índio - algo que a mãe de Samira nunca aprovaria. Mesmo que as coisas fiquem sérias, não há razão para contar à mãe dela ... há?


Samira é uma mulher que corre da mãe por um bom motivo: ela quer, de qualquer forma, arrumar um marido para ela. Um bom marido e Indiano, como ela.


Divertido e leve “The boy toy” é uma leitura rápida e com o plot de uma mulher próxima dos quarenta anos e um homem mais novo. Geralmente, quando existe uma diferença de idade entre os personagens, estamos acostumados a ver o homem como a figura mais velha. 


Em “The boy toy” temos vários clichês deliciosos em um só livro. É daqueles que você lê em apenas uma sentada e ainda garante algumas gargalhadas.


Samira é australiana e passou muitos anos morando nos Estados Unidos por opção. No início ela só estava fugindo para se recompor após um acontecimento ruim em sua vida, mas quando ela retorna temporariamente, sua vida dá uma grande virada. 


Ela não esperava que uma noite com o extremamente atraente e sexy Rory a colocaria em uma situação incomum. Rory é um personagem masculino atraente, jovial, mas que tem uma pequena dificuldade e precisa de ajuda. E quem vai ajudá-lo? Rsrsrs 


Você se envolve com o casal muito rápido e é gostoso ver os sentimentos dos dois crescendo. Não é um romance apenas sexy. É envolvente, pois os dois tem química de sobra e se tornam muito companheiros. Rory é o total oposto do que a mãe de Samira deseja e busca para ela. Desde a profissão às diferenças culturais e de idade. Samira também tem um história pessoal que pode ser dolorosa para muitas mulheres. Poderia ser um livro cheio de drama, mas o mais gostoso é justamente a autora não optar seguir por esse caminho. 


Fora que precisamos de mais livros com mulheres com mais de trinta anos como protagonistas de romances assim, afinal, a vida não para nos vinte e poucos anos. Uma leitura rápida, mas que aquece nosso coração trazendo uma mensagem de que nunca é tarde para o amor e que todos nós temos alguma dificuldade para enfrentar, mas quando dividimos com alguém que realmente tope estar ao seu lado, tudo se torna mais leve.


Resenha por Mirela Paes

0 comentários:

Deixe seu comentário