Rebel Spy - Veronica Rossi

 

Editora: Delacorte

Páginas: 368

Classificação:


Sinopse: A rebelde Frannie Tasker sabe pouco sobre a guerra entre a Inglaterra e suas treze colônias em 1776, até que um naufrágio em sua casa na Ilha de Grand Bahama apresenta uma oportunidade impensável. O corpo de uma jovem flutuando no mar dá a Frannie a chance de escapar de seu padrasto brutal - e ela a pega.Assumindo a identidade da afogada Emmeline Coates, Frannie é resgatada por um navio mercante britânico e parte com a tripulação para Nova York. Pelos próximos três anos, Frannie vive uma mentira como Srta. Coates, envolvida em um namoro por um arrojado tenente britânico. Mas depois de testemunhar o lado mais sombrio da guerra, ela percebe que sua posição lhe dá poder. Logo ela está bisbilhotando oficiais britânicos, arriscando tudo para passar informações para a rede de espiões Culper de George Washington como agente 355. Frannie acredita na luta pela liberdade americana - mas o que isso vai custar a ela? Inspirado pelo verdadeiro "355" e rico em detalhes históricos e intrigas, esta é a história de uma improvável garota da sociedade de Nova York que se tornou uma espiã ainda mais estranha.


Veronica Rossi presenteia o leitor com um ya histórico com uma protagonista cativante. 


Não se engane pelo início lento do livro. Tudo é construído de forma que você vai tomar ritmo junto com o desenvolvimento da nossa espiã, a 355, quem além de ser uma peça fundamental na revolução americana, é uma das primeiras mulheres reconhecidas como espiãs na história norte-americana. 


Nossa protagonista vai ter a oportunidade de mudar de vida, mas acaba se envolvendo em uma trama perigosa. Mas qual o real custo que essa liberdade vai gerar para ela? Está pronta para virar uma espiã? Qual o custo de carregar esse disfarce? 


Para quem gosta do gênero, com toda certeza vai gostar do livro e especialmente de ver o desabrochar e evolução da protagonista. Pessoalmente, uma belíssima surpresa e uma leitura maravilhosa. 


Não conhecia a história verídica que inspirou a autora, mas depois dessa leitura fui correndo procurar saber um pouco mais. Espero que alguma editora possa publicar o livro aqui no Brasil.


Resenha por Mirela Paes



0 comentários:

Deixe seu comentário