𝚁𝙴𝚂𝙴𝙽𝙷𝙰 | The Roommate - Rosie Danan - The Shameless Series Book 1

 

Editora: Berkley

Páginas: 330

Classificação: 


Sinopse: Regras da casa:
Lave sua própria louça
Bata antes de entrar no banheiro
Nunca procure seu colega de quarto online
Os Wheatons são famosos entre a elite da costa leste por sua falta de controle e impulsividade, exceto por sua filha Clara. Ela é a socialite : super-realizadora, bem-educada, previsível. Mas todo Wheaton tem sua fraqueza. Quando a paixão da infância de Clara a convida a se mudar para o outro lado do país, a oferta é tentadora demais para resistir. Infelizmente, também é bom demais para ser verdade.

Depois de uma troca, Clara se vê compartilhando um contrato de aluguel com um estranho encantador. Josh pode ser um pouco perceptivo demais - para não mencionar bonito - para se sentir confortável, mas há uma boa chance de ele e Clara terem sobrevivido compartilhando uma sublocação de verão se ela não o tivesse procurado na Internet ...

Depois que ela descobre como Josh fez um nome para si mesmo, Clara percebe que morar com ele pode torná-la a história mais escandalosa dos Wheaton até então. Sua habilidade profissional a inspira a enfrentar o estigma contra o desejo feminino em suas próprias mãos. Eles podem não concordar muito, mas Josh e Clara acreditam que as mulheres merecem sexo melhor. O que eles decidirem fazer a respeito mudará as vidas de ambos e, se tiverem sorte, ajudarão todos os outros a ter sorte também.
Uma das coisas que eu mais amo nesse estilo de livro é que além de falar de duas pessoas totalmente diferentes que se apaixonam, ele traz uma discussão ao fundo que não é muito falada em livros. No caso de The Roommate, temos uma discussão acerca da indústria pornô.

Clara Wheaton é uma garota certinha que usa cardigan e segue todas as regras da família. Conhecida por ser uma socialite da costa leste, previsível e com o destino traçado, a garota está cansada e em um impulso no meio do verão ela decide viajar para Los Angeles e ficar com seu amigo de infância e por quem ela é apaixonada, Everett. Acontece que o rapaz não tem nenhum interesse em Clara e já está com uma turnê marcada com sua banda. Clara chega e ele sai, a deixando com um novo colega de quarto: Josh Darling, nada menos que um famoso ator pornô. Clara e Josh são opostos, mas dizem que os opostos se atraem, não é?

Primeiro eu preciso dizer que demorei um pouco a me conectar com essa história, mas com o passar das páginas a autora conseguiu me conquistar.

Clara é uma personagem muito fácil de se conectar. Ela foi a vida toda reprimida pela família, sempre ensinada a ser a menina conservadora e considerada uma esposa troféu. Quando ela pensa em finalmente fazer algo com sua vida, enfrenta seus medos e se liberta de todas as suas inibições.

Josh, por sua vez, foi um personagem que eu demorei um pouco a me conectar. Ele tem suas questões e parece bem egoísta de início, mas conforme a narrativa avança você vai conseguindo entender alguns dos motivos dele.

Há cenas mais quentes entre esses dois, então eu não recomendo esse livro para menores de dezoito anos. 

Outro ponto interessante é que o livro traz discussões interessantes, embora não muito aprofundadas sobre a indústria pornô, a exploração de profissionais e muitas coisas que ocorrem nos bastidores. Achei interessante a abordagem da autora e como ela colocou os personagens para se posicionarem sobre o assunto.

Espero que esse livro chegue logo ao Brasil, pois a leitura vale muito a pena.

Para fazer uma download de uma degustação do livro clique aqui.

0 comentários:

Deixe seu comentário